domingo, 1 de novembro de 2015

51% dos homens nunca consultaram um urologista…

1709

Estimativas do Instituto Nacional de Câncer (INCA) mostram que é maior o risco de um homem desenvolver câncer de próstata do que uma mulher ter câncer de mama. Em Pernambuco, de cada 100 mil mulheres, 51 terão tumor maligno nas mamas.

De cada 100 mil homens, 58 podem ter a doença na próstata. Considerando que os homens retardam a ida ao médico e que os ambulatórios públicos não abrem, na rotina, em horário especial para os trabalhadores (à noite e fins de semana), a prevenção e o diagnóstico precoce são mais difíceis no sexo masculino. Estudo da Sociedade Brasileira de Urologia aponta que 51% dos homens nunca consultaram um urologista. Acrescente a isso a deficiência histórica dos serviços nessa especialidade, sempre concentrados nas capitais e agora com porta mais estreita devido à falta de recursos.

É nesse cenário que começa o Novembro Azul, de conscientização sobre o câncer de próstata. Mais do que educar, é preciso estruturar a assistência. Daí ser importante a consulta pública nº 33, lançada dia 29 de outubro pelo Ministério da Saúde sobre Diretrizes Diagnósticas e Terapêuticas para o adenocarcinoma de próstata.

A comunidade tem 20 dias para se manifestar. Ao mesmo tempo, sociedades médicas lançam, no Rio de Janeiro, o 1º Consenso do Tratamento do Câncer de Próstata Avançado. Diagnóstico e tratamento exigem recursos. O sucesso de novas terapias dependerá sempre do futuro financeiro do SUS. (Jornal do Commercio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário