sábado, 9 de julho de 2016

REFLEXÃO

12278667_926330960782254_8422190073253304061_n

Jucazinho chega a 0,4% do volume e atinge menor percentual, diz Apac


20160302190510

A barragem de Jucazinho chegou a 0,4% do volume total, conforme aponta o boletim de monitoramento de reservatórios da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) divulgado nesta sexta-feira (8). Com este índice, a barragem atingiu o menor nível de capacidade total desde 1º de junho de 2000, quando começou a ser monitorada pela Apac.

De acordo com a agência, Jucazinho atingiu o volume morto em novembro de 2015, quando chegou a 2,52% do total. A barragem tem capacidade para comportar 327.036.000 m³ de água. As chuvas registradas durante o mês de maio em Surubim, no Agreste de Pernambuco – onde o reservatório está localizado – atingiram 100.5 mm e não foram suficientes para aumentar o volume da barragem, segundo dados da Apac.

Aliados de Dilma dizem ter 36 votos contra impeachment…




146853-votacao-do-impeachment-memes-com-a-pres-620x0-1

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou Brasília ontem ciceroneado pelo senador Roberto Requião (PMDB-PR) após contato com senadores aliados

Pode estar blefando, ou caiu no conto dos ‘aliados’, a exemplo do que ocorreu na Câmara dos Deputados. Diz contar com 36 votos pró-Dilma no plenário. Seriam suficientes para barrar o impeachment.

Já o grupo de Michel Temer calcula 60 votos por baixo para a manutenção do peemedebista no Poder. Por sua vez, o governador Luiz Fernando Pezão, do Rio de Janeiro, se curou do câncer.

De acordo com amigos próximos que o visitaram recentemente, o PET-Scan não registrou mais os sintomas em 40 pontos dos ossos do tórax, em relação há 40 dias atrás.

Agora entra na fase de repouso e monitoramento.

ASSALTANTES EXPLODEM CAIXAS ELETRÔNICOS DO BANCO DO BRASIL DE FEIRA NOVA


banco do brasil feira nova agresteviolento.com.br  (2)Quatro dias após assaltantes explodirem os caixas eletrônicos do Banco do Brasil de João Alfredo, na madrugada deste sábado, por volta das 3h40, o alvo foi à agência de Feira Nova, no Agreste Setentrional, há 68 quilômetros da capital pernambucana. Segundo informações da Polícia Militar (PM), aproximadamente 8 homens armados explodiram, com dinamites, dois caixas do autoatendimento da agencia, que fica na avenida central da cidade. Um terceiro caixa ficou danificado, mas não chegou a ser explodido.
banco do brasil feira nova agresteviolento.com.br  (1)Ainda segundo o policiamento, com o impacto, parte do teto desabou e os vidros da fachada ficaram destruídos. Populares disseram que os suspeitos fugiram em uma camionete de cor prata. Na fuga, eles efetuaram vários disparos de arma de fogo na viatura da PM que estava no destacamento e furaram os pneus, evitando que os policiais iniciassem a perseguição. Apesar dos tiros, ninguém ficou ferido. Os militares não confirmaram se algum valor foi roubado. Neste momento, a gerência do banco segue para o local, que está isolado, aguardando os peritos do Instituto de Criminalística.

MULHER É ASSASSINADA POR SER CONTRA O RELACIONAMENTO AMOROSO DA FILHA DE 12 ANOS


mulher assassinada bonito agresteviolento.com.br  (2)Foi encontrada morta no sofá de casa, na manhã desta sexta-feira (08), no Engenho Humaitá, na zona rural de Bonito, Marcilene Oliveira da Silva, de 33 anos de idade. Ela foi morta com um tiro de espingarda soca-soca nas costas, enquanto assistia TV.
mulher assassinada bonito agresteviolento.com.br  (1)A Polícia Militar foi informada e o Sargento J. Antonio e soldados Monteiro e Ivanildo Pereira, foram designados para a ocorrência e descobriram que a vítima há algum tempo vinha tendo conflitos com o genro, Adriano Ferreira da Silva, de 22 anos, que vivia maritalmente com sua filha, uma adolescente de apenas 12 anos de idade, os policiais o indagaram e o mesmo se sentindo encurralado confessou que vivia com a garota há um ano na casa da mãe dela e como a sogra não queria mais que eles morassem juntos, ele combinou com o amigo, Jadielson Lima da Silva, de 27 anos para matá-la e durante a noite da quinta-feira (07) como combinado, o amigo foi a casa de sua sogra armado com a espingarda, ele abriu a porta e aproveitando que a vítima estava de costas a matou com um único tiro nas costas, em seguida o assassino foi embora e ele foi dormir com a filha da vítima como se nada tivesse ocorrido. Diante do relato os policiais foram a casa do assassino que estava no local, localizaram a espingarda e prenderam o criminoso.
mulher assassinada bonito agresteviolento.com.br  (3)Os dois meliantes foram levados a delegacia local, onde foram autuados em flagrante, o Jadielson por homicídio qualificado e o Adriano por homicídio qualificado e estupro de vulnerável, em seguida foram encaminhados á Penitenciárias Juiz Plácido de Souza, em Caruaru.

Homem é preso suspeito de falsificar bebidas e diz que crise o motivou


Ele colocava uísques de R$ 14,30 em garrafas de marcas de R$ 300.
Para tentar disfarçar, ele fazia cópias coloridas dos selos originais.

Do G1
Suspeito usava papel de cigarro para falsificar selos em bebidas (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)Suspeito usava papel de cigarro para deixar selos mais brilhantes (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)
Um homem de 55 anos foi preso suspeito de falsificar bebidas alcoólicas que eram vendidas para boates e pubs da Zona Sul do Recife. De acordo com o delegado Carlos Couto, o suspeito, um ex-comerciante, confessou a prática criminosa e alegou que começou a fazer há um ano por conta da crise econômica. Ele colocava uísques de R$ 14,30 em garrafas de marcas de R$ 300.
O homem era considerado foragido da polícia desde que a corporação localizou uma fábrica clandestina de bebidas em Piedade, Jaboatão dos Guararapes, no dia 8 de abril deste ano. No local, foram encontradas três mil garrafas, entre cheias e vazias, e 11 quilos de maconha. O suspeito foi preso em uma casa também no bairro de Piedade. “Ele colocava uma mistura etílica de malte com uísque nacional. Quanto a droga, nega que era dele”, explica o delegado.
Para tentar disfarçar a falsificação, ele xerocava os selos originais, fazia cópias coloridas e as colavam nas garrafas. O suspeito ainda utilizava um papel que fica dentro do cigarro para dar brilho à cópia do selo. “Ele confessou que não tinha medo de fazer, mas sim de vender e ser descoberto”, afirma.
Para isso, segundo o delegado, ele contava com a ajuda de terceiros que faziam a mediação entre ele e os clientes. “O próximo passo da investigação é descobrir se os donos dos estabelecimentos sabiam ou não do crime”, adiantou Carlos Couto ao dizer que o homem tinha um lucro semanal de mil reais.“Ele confessou que adulterava usando uma seringa conta gotas. Podemos dizer que ele é uma pessoa habilidosa e criativa”, concluiu.
O suspeito foi encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife. Ele responde por crime de saúde pública e tráfico de drogas.

Inclusão Escolar x Escola Inclusiva


Tenho amigos para saber quem sou.
Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios,
Crianças e velhos, nunca me esquecerei
De que "normalidade" é uma ilusão
Imbecil estéril.
Oscar Wilde


O termo educação inclusiva supõe a disposição da escola de atender a diversidade total das necessidades dos alunos nas escolas comuns.
Isto pode ser conseguido por meio de um ambiente de aprendizagem escolar que tenha altas expectativas a respeito de seus alunos, que seja seguro e acolhedor e que entenda a diferença como um fator positivo.
A educação inclusiva tem sido discutida em termos não somente de novas estratégias de ensino, mas de maneira bem mais ampla como ações que levem a reformas escolares, melhorias nos programas de ensino e novas medidas de justiça social.
Por isso, a inclusão pressupõe uma escola que se ajuste a todas as crianças, em vez de esperar que uma determinada criança com deficiências se ajuste a escola.
Mas, acima de tudo, é necessário que se entenda que a escola tem a tarefa de ensinar aos alunos a compartilharem o saber, os sentidos das coisas, as emoções; a discutir e a trocar experiências e pontos de vista.
Neste sentido, a escola tem um compromisso primordial e insubstituível: introduzir o aluno no mundo social, cultural e científico; e isto é direito incondicional de todo o ser humano, independente de padrões de normalidade estabelecidos pela sociedade ou pré-requisitos impostos pela escola.
A administração da escola deve encorajar práticas inovadoras e o planejamento ser feito de forma colaborativa entre todos os seus integrantes incluindo também a família e os alunos.
Uma escola inclusiva deve ser capaz de orientar o ensino e a formação, tendo em vista a cidadania, imbuída de uma clara noção de que a excelência humana é superior a excelência puramente acadêmica.
A partir das ideias expostas acima, disponibilizamos no nosso site, vários textos que convidam a uma reflexão mais aprofundada sobre as bases da Inclusão Escolar.

POLÍCIA CIVIL PRENDE TRIO POR TORTURA E LATROCÍNIO CONTRA IDOSO E AVÔ DE UM DOS SUSPEITOS


trio acusadoA Polícia Civil, através da equipe de policiais da Delegacia de Polícia de São Caetano, no Agreste, sob coordenação do Delegado Sylvio Romero Rodrigues, deu cumprimento nesta quarta-feira (07/7) a três Mandados de Prisão contra Felipe Tiago da Silva, de 18 anos; Fabrício Francisco da Silva, de 22 anos e Jackson Josué da Silva, de 26 anos. O trio é responsável pelo latrocínio de Pedro José da Silva, de 82 anos de idade, avô de Felipe Tiago da Silva. o O idoso foi assassinado no sábado, dia 05 de fevereiro deste ano.
Tiago sabendo que seu avô tinha vendido alguns animais estava indo à feira da cidade com o dinheiro para comprar outros animais e ainda conhecendo o trajeto que o avô faria, Felipe planejou o assalto junto aos dois comparsas. A vítima foi torturada a pauladas e morta com um tiro de arma de fogo, sendo o seu corpo arrastado até uma vala e ocultado no matagal. Os envolvidos são suspeito da prática de outros crimes violentos que estão sendo investigados pela Polícia Civil local.
Após as prisões, o Delegado Sylvio Romero Rodrigues ouviu os acusados e determinou o recolhimento do trio para o Presídio Desembargador Augusto Duque, na cidade de Pesqueira, onde ficarão à disposição da justiça.

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Galpão com mercadorias e carretas roubadas é descoberto em Caruaru


Sistema GPS ajudou polícia a encontrar um dos caminhões roubado em AL.

Do G1
Produtos roubados foram encontrados em galpão de Caruaru (Foto: Divulgação/PRF)Produtos roubados foram encontrados em galpão de Caruaru (Foto: Divulgação/PRF)
Um galpão com mercadorias e duas carretas roubadas foi descoberto pela Polícia Rodoviária Federal em Caruaru, Agreste de Pernambuco, nesta quinta-feira (7). De acordo com a assessoria da PRF, no espaço tinha caixas de cigarros falsificados, produtos higiene, pneus e cartuchos de impressão. O delegado Luiz Bernardo disse que três pessoas foram detidas.
Material foi apreendido pela PRF (Foto: Divulgação/PRF) 
Material foi apreendido pela PRF
(Foto: Divulgação/PRF)
Ao G1, a PRF informou que um dos caminhões havia sido roubado na quarta-feira (6) na cidade de Messias, em Alagoas, e seguiu para o Agreste pernambucano.
Uma equipe da Polícia Rodoviária iniciou as buscas e encontrou o galpão em Caruaru após localizar o veículo pelo GPS. A assessoria disse que três homens chegaram ao local e com eles foi encontrada a chave do lugar.

A PRF afirmou por meio da assessoria que as duas carretas têm registro de roubo. O delegado Luiz Bernardo disse que as mercadorias são roubadas. Elas foram levadas para a Delegacia de Polícia Civil.

CASA DE PADRE É DESTRUÍDA EM INCÊNDIO

Padre Airton Freire tirou os móveis para dedetizar o local no Sertão de PE.


"Ele [Airton] saiu e quando retornou, por volta das 14h, viu o telhado em chamas", disse Santana. Na página da Fundação Terra, o padre afirmou que quando viu o fogo sentou no chão e lamentou o incêndio. Airton contou ainda que fez a dedetização porque havia visto formigas no imóvel.

Wellington Santana disse ao G1 que o Corpo de Bombeiros foi acionado para realizar uma perícia na casa. Ele afirmou que não havia energia elétrica no imóvel.

“Investiguem homicídio”, diz Sanguinetti sobre morte de Morato



820sanguinetti

O médico legista George Sanguinetti utilizou as redes sociais para criticar os procedimentos periciais da morte de Paulo César Morato, foragido da Operação Turbulência, que foi encontrado morto em um hotel, em Olinda, no dia 22 de junho. Na postagem, o médico defende a tese de homicídio, enfatizando a ausência de secreções hemorrágicas na região facial, e critica o modo como foram removidos, para análises posteriores, os dois copos e a garrafa de água presentes no local onde o corpo foi localizado. O técnico ficou conhecido nacionalmente por contestar os laudos técnicos da morte do tesoureiro da campanha presidencial do senador Fernando Collor de Mello (PTC), Paulo César Farias, em meados da década de 1990. Sanguinetti, a exemplo do que já expôs anteriormente, disse acreditar que o corpo foi manuseado. “Vol­to a afirmar o manuseio do cadáver. A ausência de secreções hemorrágicas em redor da boca e nariz, de vômitos na fronha, roupa de cama, a posição, a limpeza cirúrgica indicam que o cadáver foi manuseado, preparado para ser encontrado. Investiguem o homicídio. A queima de arquivo”, registrou em sua página do Facebook.

DONA DE BAR COMETE SUICÍDIO


ana erica suicidio arcoverde agresteviolento.com.br
Uma mulher de 26 anos cometeu suicídio nesta quarta-feira (6), em Arcoverde, Sertão de Pernambuco.
O fato aconteceu na Rua Magalhães Porto, bairro Tamboril, a vítima foi identificada como Ana Erica Siqueira dos Santos, Branquinha como as pessoas a conheciam, era dona do Bar das Coleguinhas, de acordo com informações ela teria se trancado em um dos quartos da casa que morava e usado um revólver calibre 38 para atirar na boca, o tiro acabou saindo na nuca, Ana chegou a ser socorrida para o Hospital Regional de Arcoverde, onde chegou sem vida, de acordo com informações de familiares a motivação seria ela não aceitar a morte da avó que faleceu recentemente, a vítima deixou quatro filhos pequenos.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

PF inicia outra operação ligada à Lava Jato e mira setor elétrico


1-8

A PF (Polícia Federal) iniciou nesta quarta-feira (6) mais operação que é um desdobramento da Lava Jato e cumpre dez mandados de prisão no Rio de Janeiro (RJ) e em Porto Alegre (RS) contra suspeitos ligados ao setor elétrico.

O principal alvo da ação de hoje é o ex-presidente da Eletronuclear Othon Luiz Pinheiro, que foi alvo dos agentes federais na 16ª fase da Lava Jato.

Pinheiro está em prisão domiciliar desde 2015. O almirante já é réu em processo na 7ª Vara Federal Criminal, no Rio.

Othon Pinheiro é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro acusado de receber ao menos R$ 4,5 milhões em propinas para facilitar a contratação dos consórcios responsáveis pelas obras da usina de Angra 3.

O caso do almirante e de outros 13 acusados de participar do esquema de desvios nas obras da usina de Angra 3, estava sob responsabilidade do juiz Sérgio Moro, que cuida das ações da Lava Jato na Justiça Federal no Paraná. Por determinação do STF (Supremo Tribunal Federal), contudo, o caso da Radioatividade foi deslocado para a Justiça Federal no Rio.

Na última segunda-feira (4), agentes federais cumpriram os mandados de busca e apreensão e de prisão na 31ª fase da operação e detiveram o ex-tesoureiro do PT Paulo Ferreira. (R7.com)

Prejuízo milionário na Arena Pernambuco pelo terceiro ano seguido. O estado paga


arena_pernambuco_area_interna_cbf_560_1.jpg
Cassio Zirpoli
Diário de Pernambuco

Os três balanços anuais da Arena Pernambuco Negócios e Investimentos S.A. foram fechados com prejuízo na operação. Um rombo de R$ 73,1 milhões. O relatório de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2015 foi divulgado dois meses após o prazo original por causa do distrato entre o governo do estado e a Odebrecht, com o empreendimento voltando para o poder público. O quadro é recheado de cifras, com inúmeros caminhos para a análise. O blog optou por dar sequência ao modelo apresentado pelo próprio consórcio na última temporada, com dados operacionais. No caso, o balanço publicado no Diario Oficial de Pernambuco, neste 5 de julho de 2016, traz um saldo negativo R$ 19 milhões. O menor prejuízo dos três balanços, mas ainda uma consequência do faturamento de R$ 24 mi, muito distante do previso em contrato.

A receita operacional soma bilheteria, comercialização de camarotes, realização de eventos não esportivos, catering e estacionamento, além da parcela anual donaming rights, cujo contrato com a Itaipava também foi rescindido. Já o custo operacional contabilizou administrativo, pessoal, gastos com a realização dos jogos, manutenção de itens com ar condicionado, elevadores e escada rolante, segurança, limpeza e despesas comercias. Em março já havia sido revelado o estudo da Fundação Getúlio Vargas sobre os dois primeiros anos da arena, com apenas 20% do faturamento previsto. De julho de 2013 a junho de 2015, a receita projetada foi de R$ 226 milhões, com a realidade de R$ 47 milhões.

Desmanche da Lava Lato preocupa delegados da PF


coletiva-pf

Os diretores da Associação de Delegados da Polícia Federal têm reunião em Manaus e devem soltar nota com tom de preocupação sobre a substituição de colegas no comando da Operação Lava Jato, a despeito de as mudanças terem sido negociadas.

Há clima de desconfiança e a classe cita “desmanche da Lava Jato”.

O presidente da ADPF, delegado Carlos Sobral, reunirá o conselho para saber detalhes das substituições de Eduardo Mauat, Luciano Flores e Duílio Mocelin. A turma, com a presença de alguns da Lava Jato, se reúne na quinta e sexta no 1º Simpósio Nacional de Combate à Corrupção, com os maiores especialistas do setor. 

terça-feira, 5 de julho de 2016

Eleições 2016: As condutas vedadas aos agentes públicos em campanha eleitoral


A Resolução Nº 23.457, de 15 de dezembro de 2015, dispõe sobre propaganda eleitoral, utilização e geração do horário gratuito e condutas ilícitas em campanha eleitoral nas eleições de 2016. Veja aqui as condutas vedadas aos agentes públicos

Fonte: TSE
Eleições 2016 Ad BR.jpg
Para a imprensa do interior é importante observar o artigo VI deste Capítulo IX,  que determina que a partir de 2 de julho de 2016 é vedada a autorização de publicidade institucional pela prefeitura e demais órgãos públicos. As despesas com publicidade não devem exceder a média dos gastos no primeiro semestre dos três últimos anos que antecedem o pleito.
Confira as demais disposições da Resolução 23.457, referentes às condutas vedadas aos agentes públicos em campanha eleitoral.
CAPÍTULO IX
DAS CONDUTAS VEDADAS AOS AGENTES PÚBLICOS EM CAMPANHA ELEITORAL
Art. 62.  São proibidas aos agentes públicos, servidores ou não, as seguintes condutas tendentes a afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos nos pleitos eleitorais
I - ceder ou usar, em benefício de candidato, de partido político ou de coligação, bens móveis ou imóveis pertencentes à administração direta ou indireta da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Territórios e dos Municípios, ressalvada a realização de convenção partidária;
II - usar materiais ou serviços, custeados pelos governos ou casas legislativas, que excedam as prerrogativas consignadas nos regimentos e normas dos órgãos que integram;
III - ceder servidor público ou empregado da administração direta ou indireta federal, estadual ou municipal do Poder Executivo, ou usar de seus serviços, para comitês de campanha eleitoral de candidato, de partido político ou de coligação, durante o horário de expediente normal, salvo se o servidor ou o empregado estiver licenciado;
IV - fazer ou permitir uso promocional em favor de candidato, de partido político ou de coligação, de distribuição gratuita de bens e serviços de caráter social custeados ou subvencionados pelo poder público;
V - nomear, contratar ou de qualquer forma admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou por outros meios dificultar ou impedir o exercício funcional e, ainda, ex officio, remover, transferir ou exonerar servidor público, na circunscrição do pleito, a partir de 2 de julho de 2016 até a posse dos eleitos, sob pena de nulidade de pleno direito, ressalvadas:
a) a nomeação ou exoneração de cargos em comissão e designação ou dispensa de funções de confiança;
b) a nomeação para cargos do Poder Judiciário, do Ministério Público, dos Tribunais ou conselhos de contas e dos órgãos da Presidência da República;
c) a nomeação dos aprovados em concursos públicos homologados até o início daquele prazo;
d) a nomeação ou contratação necessária à instalação ou ao funcionamento inadiável de serviços públicos essenciais, com prévia e expressa autorização do chefe do Poder Executivo;
e) a transferência ou a remoção ex officio de militares, de policiais civis e de agentes penitenciários.
VI - a partir de 2 de julho de 2016 até a realização do pleito:
a) realizar transferência voluntária de recursos da União aos Estados e Municípios, e dos Estados aos Municípios, sob pena de nulidade de pleno direito, ressalvados os recursos destinados a cumprir obrigação formal preexistente para a execução de obra ou serviço em andamento e com cronograma prefixado, e os destinados a atender situações de emergência e de calamidade pública;
b) com exceção da propaganda de produtos e serviços que tenham concorrência no mercado, autorizar publicidade institucional de atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos ou das respectivas entidades da administração indireta, salvo em caso de grave e urgente necessidade pública, assim reconhecida pela Justiça Eleitoral;
c) fazer pronunciamento em cadeia de rádio e televisão fora do horário eleitoral gratuito, salvo quando, a critério da Justiça Eleitoral, tratar-se de matéria urgente, relevante e característica das funções de governo.
VII - realizar, no primeiro semestre do ano de eleição, despesas com publicidade dos órgãos públicos ou das respectivas entidades da administração indireta, que excedam a média dos gastos no primeiro semestre dos três últimos anos que antecedem o pleito;
VIII - fazer, na circunscrição do pleito, revisão geral da remuneração dos servidores públicos que exceda a recomposição da perda de seu poder aquisitivo ao longo do ano da eleição, a partir de 5 de abril de 2016 até a posse dos eleitos.
§ 1º  Reputa-se agente público, para os efeitos deste artigo, quem exerce, ainda que transitoriamente ou sem remuneração, por eleição, nomeação, designação, contratação ou qualquer outra forma de investidura ou vínculo, mandato, cargo, emprego ou função nos órgãos ou entidades da administração pública direta, indireta ou fundacional
§ 2º  A vedação do inciso I não se aplica ao uso, em campanha, pelos candidatos à reeleição aos cargos de prefeito e de vice-prefeito, de suas residências oficiais, com os serviços inerentes à sua utilização normal, para realização de contatos, encontros e reuniões pertinentes à própria campanha, desde que não tenham caráter de ato público .
§ 3º  As vedações do inciso VI, alíneas b e c, aplicam-se apenas aos agentes públicos das esferas administrativas cujos cargos estejam em disputa na eleição
§ 4º  O descumprimento do disposto neste artigo acarretará a suspensão imediata da conduta vedada, quando for o caso, e sujeitará os agentes responsáveis à multa no valor de R$5.320,50 (cinco mil, trezentos e vinte reais e cinquenta centavos) a R$106.410,00 (cento e seis mil, quatrocentos e dez reais), sem prejuízo de outras sanções de caráter constitucional, administrativo ou disciplinar fixadas pelas demais leis vigentes (Lei nº 9.504/1997, art. 73, § 4º, c.c. o art. 78).
§ 5º  Nos casos de descumprimento dos incisos do caput e do § 10 do art. 73 da Lei nº 9.504/1997, sem prejuízo do disposto no § 4º deste artigo, o candidato beneficiado, agente público ou não, ficará sujeito à cassação do registro ou do diploma, sem prejuízo de outras sanções de caráter constitucional, administrativo ou disciplinar fixadas pelas demais leis vigentes (Lei nº 9.504/1997, art. 73, § 5º, c.c. o art. 78).
§ 6º  As multas de que trata este artigo serão duplicadas a cada reincidência (Lei nº 9.504/1997, art. 73, § 6º).
§ 7º  As condutas enumeradas no caput caracterizam ainda atos de improbidade administrativa, a que se refere o art. 11, inciso I, da Lei nº 8.429/1992, e sujeitam-se às disposições daquele diploma legal, em especial às cominações do art. 12, inciso III (Lei nº 9.504/1997, art. 73, § 7º).
§ 8º  Aplicam-se as sanções do § 4º aos agentes públicos responsáveis pelas condutas vedadas e aos partidos políticos, às coligações e aos candidatos que delas se beneficiarem (Lei nº 9.504/1997, art. 73, § 8º).
§ 9º  No ano em que se realizar eleição, fica proibida a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da administração pública, exceto nos casos de calamidade pública, de estado de emergência ou de programas sociais autorizados em lei e já em execução orçamentária no exercício anterior, casos em que o Ministério Público poderá promover o acompanhamento de sua execução financeira e administrativa (Lei nº 9.504/1997, art. 73, § 10).
§ 10.  Nos anos eleitorais os programas sociais de que trata o § 9º não poderão ser executados por entidade nominalmente vinculada a candidato ou por esse mantida (Lei nº 9.504/1997, art. 73, § 11).
§ 11.  Para a caracterização da reincidência de que trata o § 6º, não é necessário o trânsito em julgado de decisão que tenha reconhecido a prática de conduta vedada, bastando existir ciência da sentença ou do acórdão que tenha reconhecido a ilegalidade da conduta.
Art. 63.  A publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos deverá ter caráter educativo, informativo ou de orientação social, dela não podendo constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou de servidores públicos (Constituição Federal, art. 37, § 1º).
Parágrafo único.  Configura abuso de autoridade, para os fins do disposto no art. 22 da Lei Complementar nº 64/1990, a infringência do fixado no caput, ficando o responsável, se candidato, sujeito ao cancelamento do registro de sua candidatura ou do diploma (Lei nº 9.504/1997, art. 74).
Art. 64.  A partir de 2 de julho de 2016, na realização de inaugurações, é vedada a contratação de shows artísticos pagos com recursos públicos (Lei nº 9.504/1997, art. 75).
Parágrafo único.  Nos casos de descumprimento do disposto neste artigo, sem prejuízo da suspensão imediata da conduta, o candidato beneficiado, agente público ou não, ficará sujeito à cassação do registro ou do diploma (Lei nº 9.504/1997, art. 75, parágrafo único).
Art. 65.  É proibido a qualquer candidato comparecer, a partir de 2 de julho de 2016, a inaugurações de obras públicas (Lei nº 9.504/1997, art. 77, caput).
§ 1º  A inobservância do disposto neste artigo sujeita o infrator à cassação do registro ou do diploma (Lei nº 9.504/1997, art. 77, parágrafo único).
§ 2º  A realização de evento assemelhado ou que simule inauguração poderá ser apurada na forma do art. 22 da Lei Complementar nº 64/1990 ou ser verificada na ação de impugnação de mandato eletivo.

Vendas de veículos têm pior 1º semestre em 10 anos


01-4

As vendas de carros, caminhões e ônibus novos tiveram o pior 1º semestre em 10 anos, segundo dados da federação dos concessionários (Fenabrave), divulgados nesta sexta-feira (1º).

Foram vendidos 983.599 veículos entre janeiro e junho últimos, contra 1.318.984 no mesmo período de 2015, uma queda de 25%.

O resultado foi o pior desde 2006, quando foram emplacadas 861.000 unidades no 1º semestre. No mesmo período de 2007, o volume já passou de 1 milhão (1.082.257 unidades).

Superfaturamento em emendas para shows irregulares


Cartaz

MPPE ajuizou duas ações por improbidade administrativa envolvendo emendas parlamentares para shows com dinheiro público

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) ajuizou duas ações civis públicas por ato de improbidade administrativa, envolvendo emendas parlamentares para realização de shows, pagos com dinheiro público. Um delas é contra os deputados João Fernando Coutinho (PSB), Júlio Cavalcanti (PTB), Silvio Costa Filho (PRB), Diogo Moraes (PSB) e Clodoaldo Magalhães (PSB), além do ex-deputado Maviael Cavalcanti (DEM). (Folha de Pernambuco)

Grupo faz gerente e família dele reféns e assalta banco em Toritama, diz PM

Grupo faz gerente e família dele reféns e assalta banco em Toritama, diz PM

 

Homem foi levado até o banco e retirou uma quantia não informada, diz polícia.O gerente de uma agência bancária e a família dele foram feitos reféns em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Militar, o gerente trabalha em um banco de Toritama e foi levado pelos criminosos até o local para retirar uma quantia em dinheiro ainda não divulgada. Ainda segundo a PM, os assaltantes liberaram as vítimas e fugiram após conseguirem o dinheiro. O caso ocorreu na madrugada da segunda-feira (4).


O gerente do banco informou à polícia que cerca de cinco pesoas participaram da ação e que duas delas o levaram até a agência, enquanto os outros mantinham a família refém. Até a publicação desta matéria, os criminosos não foram localizados. O caso deve ser investigado pela Delegacia de Polícia Federal.

PRE CAMPANHA DE GENA LINS COM EQUIPE MARKETING DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

Segundo informações a equipe do pré candidato a Prefeito  Gena Lins ( PSB ), contará com a equipe da G2 Comunicação da cidade de Santa  Cruz do Capibaribe, a mesma equipe que trabalhou com Edson Vieira, e com o Deputado Diogo Moraes. A coordenação da campanha de Gena resolveu procurar em outra cidade uma equipe para fazer o trabalho de marketing da campanha do empresário.

 

 

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Proibição de recursos de empresas traz desafio para campanhas eleitorais


1-62

As campanhas eleitorais deste ano não poderão ser financiadas por empresas, apenas por pessoas físicas e pelos partidos políticos com o uso de verbas do Fundo Partidário. A proibição do financiamento por pessoa jurídica é uma das principais modificações trazidas pela minirreforma eleitoral (PL 5.735/13), aprovada no ano passado.

Pela nova legislação, pessoas físicas podem fazer doações para candidatos e partidos políticos por meio de uma conta bancária específica aberta para a campanha. A doação pode ser efetuada por cheque nominal, depósito identificado e cartão de crédito. O importante é que seja possível a identificação da origem do doador. A pessoa física pode doar até 10% do seu rendimento bruto do ano anterior à eleição. Já o candidato a prefeito ou vereador poderá doar à sua própria candidatura até o limite do seu patrimônio, respeitado o teto de gastos para a campanha estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Continua…


Segundo o ministro do TSE Henrique Neves, os gastos com as campanhas eleitorais deste ano têm um limite que leva em conta as eleições de 2012. “Agora em 2016 só poderão ser gastos 70% do que se gastou nas eleições de 2012”, explica.

Ele dá como exemplo a cidade de São Paulo que tem o maior limite de gastos: “Em São Paulo, calculou-se quanto se gastou na eleição de 2012, aplicou-se esse percentual, e chegou-se, salvo engano, a algo em torno de R$ 34 milhões, que é o limite máximo de gasto na eleição [para prefeito]”.

O ministro acredita que a proibição do financiamento empresarial trará grande impacto nas campanhas deste ano. “Alguns estudos indicam que, nas eleições de 2014, algo em torno de 95% dos recursos arrecadados vieram de pessoas jurídicas”, destaca.

De acordo com Henrique Neves, outra situação que ocorrerá é o baixo limite de gastos para campanha na maior parte das cidades, principalmente nas de pequeno porte. Segundo ele, em mais de 4,5 mil municípios brasileiros, o limite de campanha para vereador será apenas R$ 10 mil por candidato.

“Aí o problema surge de outra forma: não é não conseguir arrecadar os R$10 mil, é não deixar que os gastos de campanha ultrapassem esse valor, porque, se ultrapassar, o candidato pode, além da multa, sofrer uma impugnação e, inclusive, se for vitorioso, pode ser afastado do cargo se verificar que ocorreu uma captação muito forte de recursos ou um abuso de poder”, diz Neves. “Vamos ter os dois extremos: em alguns municípios vai ser difícil arrecadar o limite, e, em outros municípios, vai ser difícil não ultrapassar esse limite”.

Fundo Partidário

Além das doações de pessoas físicas, as campanhas poderão ser financiadas pelo Fundo Partidário, composto por multas eleitorais e verba do Orçamento da União. De acordo com o TSE, o Fundo Partidário destina pouco mais de R$ 819 milhões para 2016.

Segundo o juiz do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo e autor do livro Manual de Direito Eleitoral e Jurisprudência, André Guilherme Lemos Jorge, o Fundo Partidário é direcionado pelos presidentes dos diretórios. Para ele, os candidatos de cidades menores terão dificuldade para obter esses recursos. “O Fundo Partidário é um cobertor curto, não vai dar para financiar todos os candidatos a vereadores e prefeitos”, diz.

Criatividade

Para o advogado especializado em Direito Eleitoral Anderson Pomini, o principal objetivo da proibição do financiamento empresarial é tentar fazer com que os candidatos saiam em condições iguais quando da largada do processo eleitoral. “É uma mudança muito significativa em que os partidos e candidatos terão de buscar criatividade para trazer os eleitores a participar do processo eleitoral. Certamente, a internet será a grande ferramenta dessa campanha, em especial, pelo baixo custo. Aquelas campanhas milionárias, com marqueteiros milionários, isso, pela nova sistemática jurídica, acabou”, avalia.

O advogado, no entanto, acredita que a nova regra beneficiará quem está no mandato e busca a reeleição, além de candidatos já conhecidos dos eleitores, como os artistas: “O candidato desconhecido terá de se reinventar para se apresentar ao cenário político-eleitoral. Acredito que teremos o maior índice de reeleição da história, mesmo com todo esse quadro instável na política”.

Eleições municipais

Em 2 de outubro, os eleitores vão às urnas votar para eleger prefeitos e vereadores. O segundo turno, quando houver, será no dia 30 de outubro. O segundo turno é realizado apenas nos municípios com mais de 200 mil eleitores em que nenhum dos candidatos consiga a maioria absoluta, ou seja, 50% dos votos mais um. O TSE estima que as eleições deste ano terão mais de 500 mil candidatos a prefeitos e vereadores.

PE confirma mais sete mortes por síndromes respiratórias graves


1-75

Em duas semanas, a Secretaria de Saúde de Pernambuco confirmou mais sete mortes causadas por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). No último boletim, divulgado no dia 17 de junho, o número era de 58. Já no informe desta segunda-feira (4), a quantidade subiu para 65. De lá para cá, não houve alteração no número de óbitos provocados pela Gripe H1N1, que continua sendo 14.

O documento leva em conta o período que vai de 1º de janeiro a 25 de julho. Das 65 mortes, 36 tiveram como causa SRAG não especificada, e uma foi provocada por outros vírus, além das 14 causadas pelo H1N1. Os 14 óbitos restantes ainda estão sendo investigados. De acordo com a Saúde, eles podem ter sido causados por diversos vírus, como adenovírus, vírus sincicial respiratório, influenza (A H1N1, AH3 Sazonal, B e vários outros subtipos), parainfluenza (1, 2 e 3), e diversas bactérias, além de outros agentes etiológicos, como fungos.No mesmo período do ano passado, 22 casos de SRAG terminaram em morte.

Nenhum deles era de H1N1. Até 25 de junho, foram notificados 878 casos de SRAG, 86 a mais do que foi divulgado no boletim anterior. Também aumentou o número de casos confirmados de Influenza, que, nas últimas duas semanas, subiu de 58 para 59. (G1)

Homem matou criança porque estava insatisfeito com avó dela, diz delegado



O suspeito de matar uma menina de três anos a facadas enquanto ela dormia foi preso após ser encontrado em um assentamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). A informação foi divulgada durante uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira (4). De acordo com a Polícia Civil, ele também é suspeito de matar a ex-companheira dele no ano de 2011 em Caruaru, Agreste de Pernambuco.
O G1 tentou entrar em contato com um representante no MST na região Agreste, mas o telefone dele estava desligado.
Delegados esclareceram detalhes do caso da menina de três anos que foi morta a facadas em Taquaritinga do Norte (Foto: Rodrigo Miranda/G1)Delegados esclareceram detalhes sobre menina
assassinada (Foto: Rodrigo Miranda/G1)
A prisão ocorreu no sábado (2) e o homicídio da criança foi no dia 26 de junho. Ainda segundo a polícia, o suspeito aguardava em liberdade pelo julgamento do crime cometido há cinco anos. Na coletiva, o delegado Victor Leite informou que o homem foi encontrado em uma casa na zona rural de Taquaritinga do Norte - município onde a criança foi assassinada.

O delegado ainda destacou que o suspeito disse à polícia que "estava infeliz no relacionamento [com a avó da criança] porque ela não o correspondia da forma como ele queria".
"Ele queria matar a avó da menina e tentou matar o sogro dele também. Mas, tanto a mulher quanto o idoso fugiram da casa e deixaram a garota dormindo. Eles não imaginavam que ele [o suspeito] fosse fazer algo contra a menina", destacou Victor Leite.
Durante a coletiva, o delegado Julio Porto ressaltou que o suposto criminoso é marchante, confessou o crime e não falou do que o motivou a matar a menina. Segundo a Polícia Civil, o homem pode cumprir até 18 anos e seis meses de prisão.
saiba mais
Entenda o caso
O suspeito de matar uma menina a facadas enquanto ela dormia foi preso no sábado (2) em Taquaritinga do Norte, no Agreste de Pernambuco. De acordo com o delegado Victor Leite, o homem de 50 anos não resisitu à prisão e foi encaminhado para a Delegacia de Santa Cruz do Capibaribe.
Ao G1, Victor Leite disse que o suspeito foi encaminhado ao Presídio de Santa Cruz do Capibaribe. A Polícia Militar informou que a vítima dormia no quarto quando foi morta. De acordo o delegado Luiz Carlos, a avó e o bisavô da vítima também ficaram feridos.

VAQUEIRO É ASSASSINADO NA PORTA DE BAR


homicidio surubim agresteviolento.com.br (1)
Aconteceu um homicídio em Surubim na madrugada deste domingo (03) em frente ao Bar do Josa, na avenida São Sebastião, no centro da cidade. A vítima, o vaqueiro, Cláudio Victor Souza da Silva, era conhecido por “Biu” tinha 21 anos, era casado e morava na Rua José Malaquias Guerra, no bairro São Sebastião. O corpo apresentada uma perfuração nas costas e a equipe da DEAH (Divisão Especial de Apuração de Homicídios) não pôde constatar durante o levantamento cadavérico se a vítima foi morta com um tiro os uma facada.
homicidio surubim agresteviolento.com.br  (2)A mãe da vítima disse que o filho saiu com um amigo na noite do sábado para assistir a apresentação de uma quadrilha juninas, mas como o amigo estava muito embriagado não teve como prestar depoimento na delegacia para dizer se chegou a presenciar o crime, porém testemunhas afirmaram que a vítima foi abordada por dois elementos em uma moto e que após atirarem em sua costas se evadiram. O corpo foi encaminhado para o IML de Caruaru.

GRAVE ACIDENTE !


Um grave acidente matou um homem na manhã desta segunda-feira (04/07), na PE-170 em Lajedo no Agreste de Pernambuco.
A vítima fatal foi identificada como, Jailson Felix dos Santos, 40 anos, ele trafegava sentido Canhotinho Lajedo em um veículo Fiat Fiorino, cor cinza, placas KIJ-1769, quando o motorista de um caminhão Mercedez Benz, cor branca de placas KHK-7717,  que seguia no sentido contrário, teria forçado uma ultrapassagem e batido de frente com a Fiorino.
Com o impacto da batida o carro foi jogado para fora da pista, caindo em uma ribanceira ficando totalmente destruído, tendo o condutor morte imediata ficando preso as ferragens, o Corpo de Bombeiros precisou ser acionado para realizar a retirada do corpo.
A policias Militar e Civil, compareceram ao local onde foi realizado o levantamento cadavérico e o corpo seguiu para o Instituto de Medicina Legal (IML), em Caruaru, o condutor do caminhão identificado como Jadson Pereira Vilela, nada sofreu.

domingo, 3 de julho de 2016

Fabio de Jairo anuncia que não participa das eleições de 2016 e gera grande comoção nas redes sociais

Muitos não entendem e nem concordam de Fábio não fazer parte da Chapa majoritária Calabar, preparado, articulador e competente e com história no grupo, mais pelos fatos "Malucos" que tem acontecido no Grupo Calabar , Fábio infelismente vai ficar de fora de mais uma eleição como candidato, o Povão calabar os mais humildes não gostaram nada da notícia, mais "alguns" NOVOS CALABARES , e alguns que "acham" que tem história  , que tem medo de Fabio ser Prefeito acharam bom e até comemoraram o fato do guarda está fora, o questionamento na Cabeça do povo é o seguinte, se Fabio serviu para conduzir 5 campanhas de outras pessoas, e porque ele não pode ser o candidato ?? Em toda essa novela se esconde muita coisa que a maioria nem imagina, e o tempo é vai mostrar a realidade.

 

Texto de Fábio no Facebook

Agora que não posso mais pleitear nenhum cargo, queria agradecer de forma simples e verdadeira a todos que, em algum momento, manifestaram o seu apoio após eu ter colocado meu nome à disposição do grupo Calabar, depois de quase 30 anos de militância e participação em 10 coordenações. Em política, tudo pode acontecer, inclusive nada, principalmente o apoio de quem vc achava q viria. Uma caneta, de fato, pesa muito. De toda forma, desejo boa sorte a todos os postulantes e que DEUS ilumine nosso povo para que faça as melhores escolhas, sejam elas quem forem. Um abraço a todos e até um dia.


Inúmeros comentários a favor do Guarda :

Markinho Xavier Leandro
Markinho Xavier Leandro Preparado, honesto e competente, vencedor na vida, tem todos os requisitos necessários pra conduzir Taquaritinga, Mais infelizmente como Fábio disse a Caneta pesa, Mais outras políticas vem aí 2020 é logo ali, 2016 está sendo uma grande piada na política, Mais nada apaga a história de Fábio e sua luta em prol de uma Taquaritinga melhor, É eu votaria, voto e votarei em Fábio em que partido ele estiver e pra qual cargo ele for candidato.


 Escreva uma resposta...
Gisonaldo Grangeiro Ferreira Grangeiro
Gisonaldo Grangeiro Ferreira Grangeiro Sabemos que nas acomodações políticas "amizade", competência, etc, pesam menos do que o pragmatismo eleitoral. A chamada "união" é condição indispensável para uma vitória, se, o atual prefeito não jogar contra nos bastidores. Lero não tinha como recusar uma indicação do prefeito.




Wellington Junior

Wellington Junior Pra lutar contra a tal caneta temos que ter pulso,garra,e opinião formada... 
independentemente do resultado das eleições dar o primeiro passo é sempre importante...

Tania Arruda
Tania Arruda Fábio conheço bem sua militância!! Ajudou muito o Grupo Calabar!! Vc e sua família sempre atuante nas Campanhas!! Temos muito que agradecer a Vc!! Sempre terá nossa admiração e respeito!! Forte Abraço



Vinicius Costa
Vinicius Costa Neste momento quen esta perdendo com isso eo povo da nossa terra mais le pesso meu amigo de maneira alguma nao se afaste da politica pois nu futuro bem prossimo este mesmo povo saira ganhado um abraco do seu amigo # sempre juntos#
Fabio De Jairo
Fabio De Jairo Sempre estaremos juntos, meu amigo.
 .
Edimirson Danda Edimirson
Edimirson Danda Edimirson Sei justamente o que você quis realmente passar. Conheço de perto sua abnegação pela causa calabar. O cérebro que V. sempre foi dentro das estratégias postas em prática nas campanhas. Já estava passando do tempo para o recolhimento de tudo que você plantou. Pelo reconhecimento de sua ilibada conduta dentro do partido e acima de t,udo por ser puro-sangue desse plantel e que com certeza não iria comungar com arrumadinhos tirados do bolso de algibeira para fabricar um candidato e empurrar goela â dentro no eleitoraldo como se fosse um candidato biônico. Finalmente..... Não estou acirrando ânimos, mas sim, Dando um testemunho e depoimento do que realmente deslumbro. Boa sorte e um grande abraço. A FILA ANDA, MEU CARO Fabio De Jairo.


Maria Gorett Lima
Maria Gorett Lima Etha iilustrissimo sobrinho.vc fez eu não transferir meu titulo mas tudo bem.Logo logo farei isso.Fomos ao longo de nossas vidas "verdadeiros calabares " kkkkkkk é assim o plural de calabar? mas desejo no minimo competência para o vencedor nesse novo pleito. Que o que plantamos não vá abaixo. Quanto a vc Fábio, prefiro que continue a dar suas canetadas nas diligências da PRF . Lá é vc e vc kkkkkkkk. Sem mimimis. Lá serás sempre digno. Nossa "raça " 😅😅😅😅 não não tem sangue político. Acho isso muito bom hehehehe. Nascemos para ajudar entende ne?
Um abraço! 💪💪💪💪💪

Silvia Patricia Silvia Patricia
Silvia Patricia Silvia Patricia Fábio você é exemplo de filho, pai, esposo, amigo e conselheiro para tantos, viveu uma traição posta por pessoas que você tanto defendeu, mas considere-se um vencedor. Os que lhe conhecem sabem do seu potencial, coisa que falta aos que lhe apunhalaram. Siga em frente Deus está do seu lado. " Dos seus pais Socorro e Jairo"
Curtir · Responder · 3 · 3 h
Fabio De Jairo
Fabio De Jairo Pois é titia. Vc falou tudo

Geraldo Filho
Geraldo Filho Apesar da minha insignificância no debate, vou fazer um simples e humilde comentário, O dia vai chegar, O dia chegará, e quando ele chegar, agente chega lá.



Morato tinha vida simples e bem diferente de um dos presos pela PF


1

As histórias de dois personagens centrais da Operação Turbulência se cruzam em um dos principais destinos turísticos de Pernambuco: a praia de Tamandaré, no litoral sul do estado, a 109 quilômetros do Recife. Foi lá que o empresário Paulo César Morato, achado morto no dia 22 de junho, em um motel de Olinda, no Grande Recife,  passou quase 20 anos de uma vida que, segundo amigos e antigos vizinhos, era simples e sem exageros.

Bem diferente do luxo ostentado pelo empresário Eduardo Freire Bezerra Leite, conhecido como Ventola, dono de um casarão de veraneio numa área isolada na praia de Boca da Barra. Leite e mais outros três investigados pela Polícia Federal estão presos desde o dia 21 de junho, no Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.

Histórias de vida separadas por menos de cinco quilômetros de distância e unidas por um esquema de lavagem de dinheiro suspeito de ter movimentado em torno de R$ 600 milhões e que pode ter financiado a campanha política do ex-governador Eduardo Campos, morto em acidente aéreo dois anos atrás.

Continua…


Paulo César Morato era apontado pela Polícia Federal (PF) como o responsável pela empresa fantasma Câmara & Vasconcelos Locação e Terraplanagem Ltda, que teria aportado recursos milionários para a compra da aeronave usada na campanha presidencial de Eduardo Campos. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), a empresa recebeu quase R$ 19 milhões da construtora OAS.

Os números vultosos contrastam com a rotina modesta e pacata de Morato em Tamandaré. Ele morava numa casa alugada, numa rua comercial do município, com a esposa e duas filhas que ela teve em um relacionamento anterior. Conjugada a um imóvel, uma loja de conserto de telefones celulares. O imóvel hoje está alugado a outra pessoa e, no ponto comercial, funciona uma sorveteria.

Vizinhos contaram que, vez por outra, Morato viajava para o Paraguai ou para São Paulo para comprar produtos para revender. Na cidade litorânea, não transparecia ter muitas riquezas e se dava bem com todo mundo.”Ele era um comerciante como qualquer outro.Tinha preocupação com dinheiro e tudo mais”, afirmou o comerciante Adilson Caetano.

Morato e a esposa estavam sempre na igreja católica do município. Frequentavam as missas, participavam do encontro de casais, se engajavam em campanhas. Paulo César Morato era amigo de infância do padre Arlindo Júnior, que após idas e vindas se reencontrou com ele em Tamandaré e não esconde a surpresa ao falar do destino do companheiro.

“Não dá para acreditar. Esse empresário Paulo César Morato que falam na televisão não é o Paulão. É como se fosse uma pessoa diferente. Paulão era uma pessoa querida por todos em Tamandaré”, conta o líder católico.

A reportagem teve acesso a fotografias que mostram Morato e a esposa em encontros religiosos. O clima de consternação foi tanto no município que houve uma missa em homenagem a Paulão, como era chamado pelos moradores. Um cartaz preparado para o evento dizia: “Sua alegria está eternizada em nossas lembranças”.

Morato saiu de Tamandaré pouco tempo depois do acidente que matou o ex-governador Eduardo Campos e outras seis pessoas. Um casal muito próximo a Paulão disse que chegou a falar com ele poucas vezes após a mudança. E o empresário sempre se esquivava quando o assunto era o desastre aéreo e o esquema de corrupção descoberto em seguida. “Ele não era laranja. Era mais fácil ele ser um banana do que ser um laranja”, declarou Paulo Moura, que frequentava a igreja com Morato.

ELEITOR PIDÃO

Por Roberto Celestino

 
 

Vou tratar de um assunto
Que pra muitos é antigo
E falar do eleitor
Qu’é pidão que só mendigo
Se você é candidato
Vai ver muito cabra chato
Ouça bem o que lhe digo.
...
Logo cedo o candidato
Quando sua porta abrir
Já vai ver a cara lisa
Do pidão a lhe sorrir
E com pouca alegria
Ele vai lhe dá bom dia
Esperando ele pedir.

...
Ele pede ultrassom
Mesmo sem estar doente
Aparelho odontológico
Mesmo sem ter quase dente
Não adianta negar
Ele pede até ganhar
O pidão é insistente.

...
Ele vai pedir cimento
Sem ter o que rebocar
Pede areia e tijolo
Mas não tem onde usar
Sem ter onde construir
O terreno vai pedir
E ameaça não votar