sábado, 23 de outubro de 2010

Neguinho Teixeira condenado novamente


Foto: Thomás Alves/ Portal +AB


 
O juiz da 3ª Vara Criminal de Caruaru, Gleydson Lima Pinheiro, condenou o ex-prefeito de Caruaru, Manoel Teixeira, a três anos e oito meses de regime semiaberto na penitenciária de Canhotinho. A sentença é referente ao processo que diz que Teixeira não teria realizado procedimento licitatório para contratação de serviço de transporte público no ano de 2008. Manoel Teixeira e José Amauri Bezerra Junior, proprietário da empresa de transporte José Amauri Bezerra Júnior ME, serão intimados nos próximos dias.
De acordo com o juiz, Gleydson Lima, o proprietário beneficiado da empresa teve a pena substituída por ações comunitárias. “José Amauri também será condenado, mas eu entendi que no caso dele poderia haver a substituição da pena. Mas no caso de Manoel Teixeira tal procedimento não pode ser feito devido aos outros três processos que ele já acumula nesta vara criminal”, disse o juiz.
Neguinho Teixeira, como é conhecido, violou o artigo 89 da lei 8.666/93. Ele firmou contrato, no dia 28 de abril de 2008, com a empresa de transporte público sem que houvesse concorrência pública, dispensando o processo de licitação, que é obrigatório nesse caso. O serviço de ônibus que foi contrato faz a linha Caruaru – Pau Santo, na zona rural do município.
“Tanto Manoel Teixeira como José Amauri serão intimados e terão o prazo de cinco dias úteis, a partir da intimação para recorrer. Se ele não recorrer poderá cumprir a pena que foi determinada”, explicou o assessor de imprensa da 3ª Vara Criminal, Bruno Chagas.
Irregular
Ele foi preso no dia 25 de março deste ano. O político chegou a responder 11 processos na Justiça, entre eles desvios de verba, improbidade administrativa, fraude à licitação, além de coação de testemunha de processo.
Ele passou 91 dias na prisão e foi solto através de dois habeas corpus concedidos pelos desembargadores Cristovão Augusto Rodrigues e Roberto Ferreira.

Você quer o brasil igual a São Paulo ?




SERRA NOMEOU FILHA DE PAULO PRETO POR TROCA DE FAVORES



Apesar das evidências envolvendo Paulo Preto, o PSDB e José Serra continuam a tratar o tema como um assunto de pouca importância. Embora tenha nomeado uma das filhas do ex-diretor do Dersa, Tatiana Arana Souza Cremonini, para cargo de confiança, no mês em que assumiu o governo de São Paulo, Serra disse que não teve responsabilidade pela contratação quando foi questionado sobre o indício de “nepotismo” em entrevista ao “Jornal Nacional” na terça-feira 19. Tatiana trabalha no cerimonial do Palácio dos Bandeirantes, com salário de R$ 4.595 e, segundo fontes ouvidas por ISTOÉ, era vista com frequência ao lado do então governador. Hoje, Tatiana está de férias. “Essa menina foi contratada – eu não a conhecia, não foi diretamente por mim – para trabalhar no cerimonial que faz recepções, que cuida de solenidades e tudo mais. Sempre trabalhou corretamente. Inclusive eu só vim a saber que era filha de um diretor de uma empresa muito tempo depois”, afirmou o tucano. Durante sua gestão à frente da Prefeitura de São Paulo, Serra contratou a mesma filha de Paulo Preto para um cargo de confiança na SPTuris.

As últimas revelações levaram os líderes do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo a pedir a abertura de uma CPI para apurar o caso. Em Brasília, os petistas, com o apoio de parlamentares do PDT, agiram em outra frente. Na terça-feira 19, protocolaram na Procuradoria-Geral da República representações pedindo a investigação de denúncias. A representação do PT é assinada pelos deputados Cândido Vaccarezza (SP), líder do governo na Câmara, e por Fernando Ferro (PE), líder do PT. “Ele (Paulo Preto) é réu confesso. Depois das informações sobre o sumiço do dinheiro arrecadado para a campanha, ele deu entrevista dizendo que ninguém deu mais condições de as empresas apoiarem a campanha. Além disso, há sinais claros de enriquecimento ilícito, por isso pedimos a investigação dos fatos e das confissões feitas por Paulo Vieira. É dinheiro público, há evidência de corrupção”, afirmou Vaccarezza.


ISTOÉ – O sr. testemunhou a prisão do Paulo Preto?


Celso Russomano – Foi uma coincidência. Eu tinha ido ao 15° Distrito para resolver um outro problema envolvendo um segurança particular de um condomínio, que estava determinando quem podia e não podia estacionar em um espaço público. Quando eu cheguei à delegacia, a delegada titular do distrito me contou o que estava acontecendo. Ela me disse que o Paulo Preto estava lá e vi que ela estava sofrendo uma pressão grande.

ISTOÉ – Pressão de quem?


Russomano – Ela recebeu ligação do Aloysio (Nunes Ferreira), recebeu ligação do delegado-geral, do delegado do Decap, isso tudo na minha frente, para aliviar o Paulo Preto. A pressão era para não prendê-lo em flagrante delito. E aí eu até a aconselhei, dizendo para ela agir da forma correta. Disse até que ela não poderia prevaricar, senão seria crime. Ainda perguntei para ela: “Como a senhora vai explicar para o segurança e o gerente da loja que estão aqui?”

ISTOÉ – E o que ela disse?


Russomano – Ela disse, na frente do batalhão de advogados que estava lá, que realmente não poderia fazer nada errado e que se o Paulo Preto tinha sido encontrado com joia roubada ele era mesmo receptador. Ela então me relatou que quando o Paulo Preto foi preso e conduzido para o distrito havia sido encontrado dinheiro nas meias, na calça e na jaqueta. Ou seja, em todo lugar da roupa dele tinha dinheiro.

ISTOÉ – O que aconteceu depois?


Russomano – Depois dessa história várias pessoas me procuraram dizendo “É, você estava na delegacia, tal, esse cara é um cara que você precisava conhecer...” Respondi que não precisava conhecer, não. Conhecer por quê? Aí me disseram que hoje ele tem muita força. Mais;Aqui.

Os santinhos de uma guerra suja - Parte 1


A poucos dias da eleição, a campanha de José Serra se aproxima de grupos ultraconservadores e reforça a tática do ódio religioso. O oportunismo político divide a Igreja e vira caso de polícia


Alan Rodrigues e Bruna Cavalcanti

Eu gostaria de chamar a atenção para este papel que estão distribuindo na igreja. Acusam a candidata do PT, em nome da Igreja. Não é verdade. Isso não é jeito de fazer política. A Igreja não está autorizando essas coisas. Isso não é postura de cristão.? Cara a cara com José Serra e sua equipe de campanha, frei Francisco Gonçalves de Souza passou-lhes um pito. O religioso comandava a missa em homenagem a São Francisco, no sábado 16, em Canindé, no sertão cearense. Meia hora após o início do culto, Serra tinha chegado à basílica, onde se espremiam cerca de 30 mil devotos, atraídos à cidade para uma tradicional romaria. O candidato tucano, acompanhado do senador Tasso Jereissati e de outros correligionários, estava em campanha. Em tese, aquele seria um palanque perfeito para alguém que, como Serra, tem peregrinado por templos religiosos se anunciando como um cristão fervoroso. Enquanto ele assistia à missa, barulhentos cabos eleitorais distribuíam panfletos. Os papéis acusavam Dilma Rousseff de defender ?terroristas?, o ?aborto? e a ?corrupção?. Frei Francisco resolveu reagir ao circo e, então, o que era para ser uma peça publicitária do PSDB transformou-se num enorme vexame. Sob aplausos dos fiéis, o franciscano pediu que Serra e Jereissatti não atrapalhassem a cerimônia e que se retirassem, se não estavam ali para rezar. Jereissatti, descontrolado, passou a gritar que o padre era um petista e tentou subir no altar. As cenas gravadas pelas equipes de tevê de Serra jamais seriam usadas na campanha.


A saia-justa em Canindé foi apenas o primeiro sinal de que a estratégia tucana de apelar a preconceitos religiosos e difamação estava começando a dar errado. Um dia depois, no domingo 17, no bairro do Cambuci, região central de São Paulo, a Polícia Federal apreendia dois milhões de panfletos anti-Dilma numa gráfica pertencente à irmã e ao sobrinho de Sérgio Kobayashi, um dos mais influentes coordenadores da campanha do PSDB. A partir daí, pouco a pouco, vinha a público a armação de uma guerra suja comandada pela central de boatos instalada no comitê central de Serra. É a maior campanha de mentiras já montada em uma eleição. Os panfletos apreendidos evidenciavam que os tucanos montaram um bureau especializado em divulgar difamações, reunindo profissionais da mentira com a tarefa de espalharem boatos envolvendo principalmente sexo e aborto. Com tentáculos no submundo da campanha eleitoral, este aparelho utiliza-se de setores radicais geralmente afeitos à sombra da atividade política institucional: integralistas, monarquistas da direita extremada e setores ultraconservadores da Igreja (leia quadros acima e ao lado). Ao contrário do que pressupõe a biografia oficial de Serra, esses fatos demonstram que para tentar vencer a eleição o ex-governador paulista fez parceria até com grupos que sempre estiveram ao lado do autoritarismo. Matéria completa aqui naIstoÉ

sexta-feira, 22 de outubro de 2010



O PAI DO BRASIL ENTRA NA BRIGA

Em comício na noite de hoje, em Caxias do Sul (RS), o presidente Lula voltou a criticar o candidato tucano à Presidência, José Serra, e as "elites". "Essa turma, eles vieram junto com o [Pedro Álvares] Cabral [que descobriu o Brasil] para o Brasil", disse. "Eles são os donos das capitanias hereditárias", afirmou o presidente.

Lula pediu de presente de aniversário aos participantes do evento, que elejam sua candidata, Dilma Rousseff (PT) presidente no dia 31 _Lula faz aniversário quatro dias antes.


No discurso, Dilma voltou a repetir que o que atingiu Serra, no Rio, na quarta-feira, foi "uma bolinha de papel".

Lula criticou a proposta de Serra de dar 13º salário aos beneficiários do Bolsa Família. "Passaram o tempo inteiro dizendo que o Bolsa Família é populismo. Agora, com a cara mais cínica do mundo, o teu adversário tá até dizendo que vai dar 13º". Sobre quem governou o Brasil antes dele, Lula afirmou ainda que são "serviçais dos países ricos".
Já a candidata do PT afirmou que seus adversários "desencadeiam uma campanha do ódio" e voltou a dizer que o que atingiu seu opositor na corrida pelo Planalto, José Serra, no Rio, na quarta-feira, foi "uma bolinha de papel".

Dilma disse ainda que seu adversário é "mentiroso" por dizer que vai continuar os programas do atual governo.

"[Aqueles que se fazem de] bonzinhos, de que vão continuar nossos programas, esses são mentirosos", disse a candidata petista, afirmando que ela é a "real continuidade desse governo".

À tarde, em entrevista à imprensa, Dilma já havia dado a entender que a reação de Serra à agressão sofrida por manifestantes do PT no Rio foi como o episódio do goleiro chileno Roberto Rojas, que em 1989, em jogo contra o Brasil, fingiu ser atingido por um sinalizador e se cortou com uma gilete escondida da luva. Lula, à tarde, também fez a mesma comparação, em visita institucional ao Rio Grande do Sul.

"Hoje nós vimos uma bolinha de papel virar uma arma maligna", disse. "O mesmo expediente do Rojas, que se feriu com uma gilete para criar tumulto", disse Dilma.

Caiu o palanque de Serra na Paraíba

TSE mantém ex-governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima, inelegível

Por maioria de votos, 4 x 3 no placar final, o Tribunal Superior Eleitoral decidiu indeferir o recurso ordinário 459910, impetrado pela defesa do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB), contra a decisão do TRE-PB que impugnou o tucano com base na Lei Ficha Limpa.

Cássio foi cassado por uso promocional de um programa de governo, nas eleições de 2006, mas foi recém eleito Senador da República no pleito deste ano, com mais de 1 mihão de votos. O processo ainda cabe recurso.

Votaram pelo indeferimento do registro, o ministro relator, Aldir Passarinho, ministro Hamilton Carvalhido, Arnaldo Versiani e a Ministra Carme Lucia. Já presidente Ricardo Lewandowski, Marcelo RIbeiro e Marco Aurélio, entenderam que o tucano já havia cumprido a pena e deveria ser diplomado. Caso a decisão de impugnação seja mantida, o terceiro colocado na eleição, Wilson Santiago, do PMDB, tomará posse no mandato de Senador.

O ex-governador teve o registro impugnado pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), com base na Lei da Ficha Limpa.

O recurso entrou na pauta de julgamento do TSE na última quarta-feira, 13, onde o relator, Aldir Passarinho, votou pela manutenção da inelegibilidade do tucano. Ao desprover o recurso de Cássio baseado na Lei da “Ficha Limpa”, o relator fez uma retrospectiva sobre os “Caso FAC” e Jornal “A União” que resultou em sua cassação.

Na quinta-feira, (14), o processo de Cássio foi encaminhado novamente ao gabinete de Aldir Passarinho para a realização de algumas correções. Em seguida foi encaminhado ao gabinete da presidência para análise de Lewandowski. Nesta quinta-feira, enfim, o processo teve um desfecho. Cássio agora deve entrar com um Recurso no STF para tentar derrubar a decisão da Corte Eleitoral.

Em seguida, ela falou da animosidade da caminhada que fez pela manhã em Curitiba, em que foi hostilizada por militantes tucanos. "Eu não faço conversa fiada com bola de borracha cheia de água", disse ela, relatando que quase foi atingida por uma bolsa de água. "Nós temos visto toda sorte de malabarismos, invenções e de falsidades nesta campanha", disse. Folha.




ZÉ RESPONDE PAULO RUBEM



Chamado de ''corrupto'' pelo deputado Paulo Rubem (PDT) durante entrevista concedida pelo parlamentar, nesta quinta-feira, à Rádio Jornal (Recife), o ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, José Augusto Maia (PTB), fez os seguintes comentários:

1) Prezado Inaldo, antes de qualquer coisa gostaria de agradecer o espaço, para que eu possa esclarecer à opinião pública a verdade dos fatos no que se refere a entrevista do deputado Paulo Rubem, concedida nesta quinta-feira à Rádio Jornal e repercutida no seu Blog;

2) Ao contrário do que afirma o nobre deputado, minhas contas não foram reprovadas na Câmara Municipal de Santa Cruz do Capibaribe. Fui beneficiado por uma liminar e posteriormente a própria Câmara, por UNANIMIDADE, ratificou a decisão judicial e me concedeu direito de ampla defesa e do contraditório das minhas contas, que ainda serão julgadas;

3) O nobre deputado demonstra total desconhecimento sobre o caso mencionado. Acontece que Santa Cruz do Capibaribe não tem Fundo Próprio de Previdência, além disso, fui o prefeito que negociou e começou a pagar todo o débito com o INSS, tanto dos meus antecessores como da minha própria gestão;

4) Concordo com o deputado quando ele afirma que ''não se pode admitir que a política seja um habeas-corpus para a proteção de políticos corruptos''. Acontece que o nobre deputado uma vez mais está equivocado e mostra desconhecimento. Não tenho condenação na Câmara e nem na Justiça.

5) Meus votos foram conseguidos pelo trabalho que fiz na minha região, como por exemplo: a idealização e a construção, junto com o povo, do Moda Center Santa Cruz, que além de ser o maior do país, gerou mais de 200 mil empregos diretos e indiretos; implantação do Programa de Segurança, que transformou Santa Cruz num exemplo para o Estado e o Brasil, quando conseguimos a maior queda no números de homicídios, no país.

6) Durante a minha gestão, Santa Cruz conquistou o melhor IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, de Pernambuco; Também recebi o Prêmio Barbosa Lima Sobrinho – SEBRAE, como o melhor prefeito de Pernambuco, e por isso fui convidado pelo Sebrae e governo federal para representar o Brasil na Europa, como uma das dez melhores experiências de empreendedorismo do pais.

7) Quando assumi em 2001, Santa Cruz era a 13ª cidade do interior do Estado e quando entreguei ao meu sucessor, éramos a 5ª. E para completar, fui eleito prefeito, reeleito e fiz meu sucessor.

8) Acredito que o mais importante de tudo o que falei até agora é o fato de que o nobre deputado deveria saber que a vontade popular é soberana e que devemos nos conformar com as derrotas. Saber perder é tão nobre quanto saber ganhar.

9) Com relação ao mandato, de quatro em quatro anos a população julga se o parlamentar fez ou não um bom trabalho, se honrou ou não os votos recebidos e, neste quesito, o deputado Paulo Rubem foi sumariamente reprovado.

10) Aproveitando o espaço, será que a razão do insucesso do deputado não foi:

a- Pelo fato de o mesmo ter em sua cidade (Jaboatão dos Guararapes), apenas 3,95% dos votos válidos, enquanto eu tive quase 60% dos votos válidos de Santa Cruz do Capibaribe?

b- Por suas posições radicais, quando chegou a tachar o ex-governador Miguel Arraes de ''Pinochet de Pernambuco''?

c- Por suas denúncias infundadas, como, por exemplo, sobre o Moda Center Santa Cruz, quando afirmou ter havido superfaturamento na sua construção, fato este que não foi comprovado após auditoria do Banco do Brasil, causando prejuízos aos sulanqueiros de toda a nossa região?

d- Por cuspir no prato que comeu (vide suas ações dentro do PT)?

11) Gostaria de agradecer ao nobre jornalista por sua postura democrática, de ouvir os dois lados e permitir que os fatos sejam esclarecidos e que a verdade venha à tona. Por falar nisso, não abusando do espaço, gostaria de saber somente uma coisa: porque o nobre deputado não quer participar, junto comigo, do debate no programa de Geraldo Freire da próxima 2ª feira?

12) Um abraço e mais uma vez obrigado pelo espaço.

É isso aí.

José Augusto Maia.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Mais imagens do chocante acidente








fotos : Marcelo Santa Cruz

FOTOS DO ACIDENTE EM PÃO DE AÇUCAR





FOTOS : EMANUEL GLICÉRGIO

"A carreta seguia com 8 passageiros. Desses, cinco estavam em cima do veículo e outros três na boleia da carreta. Já podemos confirmar a morte de cinco pessoas. O clima é tenso e estamos contando com o apoio do Samu e Corpo de Bombeiros para o resgate das vítimas", disse, por telefone, o soldado da Polícia Militar, Givaldo José.


O TRANSITO VOLTA AO NORMAL EM PÃO DE AÇUCAR

 O trânsito está livre no local do acidente, que ocorreu na chamada curva de Inácio boneco, o caminhão está em baixo da ribanceira, onde estão retirando toda carga, para desvirar o caminhão e verificar se existem mais vítimas. Fotos dentro de instantes.

VITIMAS DO GRAVE ACIDENTE EM PÃO DE AÇUCAR COMEÇAM A SER IDENTIFICADAS

Além dos irmãos Paulo Lopes do Nascimento e José Lopes do Nascimento, que residiam em São Domingos e que trabalhavam na transportadora, foi identificado o corpo de José Ernando da Silva,35 anos, de Santa Cruz do Capibaribe. Outros dois apenas o primeiro nome: Adriano e Romildo, Vários feridos foram socorridos. Estamos com repórteres no local, conhendo informaçõe e imagens.
 A informação agora é que o vereador de Santa Cruz Galego de Mourinha passava no local e chegou a socorrer uma das vítimas que estava bastante machucada e sangrando muito. O vereador levou a vítima ainda não identificada para o hospital municipal de Santa Cruz do Capibaribe.
No momento agora, policiais, Corpo de Bombeiros e voluntários estão tentando desvirar o caminhão, e a possibilidade de existir mais vítimas fatais é real. Muitos curiosos e imprensa estão no local. O trânsito está horrível e complicado.


INFORMAÇÕES DO SULANCA NEWS

URGENTE GRAVE ACIDENTE EM PÃO DE AÇUCAR

Um gravíssimo acidente aconteceu ocorreu agora à tarde na PE 160, ligando Santa Cruz a Pão de Açúcar. Um caminhão da transportadora de Zé Luiz, que faz há vários anos o transporte de tecidos e outras mercadorias de São Paulo a Santa Cruz do Capibaribe. As primeiras informações dão conta de que o caminhão seguia para a cidade de Toritama carregado de jeans, quando capotou em uma curva próximo ao bloqueio da polícia militar. Pelo menos, 6 mortes já foram confirmadas, sendo todos trabalhadores da transportadora. As vítimas identificadas até agora:
Um homem identificado apenas como Adriano, os irmãos Paulo e Jose Lopes do nascimento de São domingos e um de nome Romildo. Um deles falta ser reconhecido. Dentro de instantes mais informações.
FALA AGORA SÉRGIO GUERRA :
Sérgio Guerra
E AGORA VAI FALAR DO IBOPE TBEM ?????? OU VAI MUDAR DE LADO COMO FEZ POR QUATRO VEZES SE TORNANDO O PULA PULA DE PERNAMBUCO ???? VEJA O BREVE HISTÓRICO DO HOMEM QUE ABANDONOU ARRAES E FOI PARA JARBAS QUANDO VIU O BARCO DE JARBAS AFUNDAR O ABANDONOU TAMBEM E AGORA SERGIO GUERRA ??

ENTENDA A HISTORIA DO PULA PULA SÉRGIO GUERRA :

Filiado ao PMDB em 1981, foi eleito no ano seguinte a Deputado estadual, reeleger-se-ia em 1986 já pelo PDT. Em 1989 filia-se ao PSB e ocupa os cargos de Secretário de Indústria, Comércio e Turismo e de Ciência e Tecnologia de Pernambuco do então governador Miguel Arraes. Obtêm pelas urnas o cargo de Deputado federal em 1990, reelegendo-se em 1994 e 1998.
Em 1993 seu nome foi envolvido por José Carlos Alves dos Santos, ex-chefe da Assessoria de Orçamento do Senado, no escândalo apelidado de Anões do Orçamento. "QUEM LEMBRA " ???? EU EU EU EU EU
Assume novamente a Secretaria de Indústria e Comércio, entre 1997 e 1998, no último governo de Miguel Arraes.
No fim de 1998 articulou para pular para o lado de Jarbas , e em 1999 deixa o PSB e filia-se ao PSDB, onde se mantém desde então. Participou do primeiro governo Jarbas Vasconcelos ocupando a Secretaria Extraordinária.
Em 2010 articulou e atiçou Marco Maciel , e Jarbas para encararem a marjoritária mais ELE SERGIO GUERRA não teve coragem de enfrentar a ESQUERDA EDUARDO/ARMANDO/HUMBERTO , mais uma vez abandonou quem acreditava nele e foi se candidatar a deputado federal ganhou no rabo da gata infelismente , e quando viu a bocada esquentar para Jarbas liberou os prefeitos do seu partido PSDB a votarem em EDUARDO , sabe porque ele ainda não abandonou serra ???? porque Lula não quer ele como aliado , VALEU LULA UM CARA DESSE E MELHOR DO LADO DE LÁ !







DILMA LIDERA



DILMA LIDERA EM TODOS OS INSTITUTOS DE PESQUISA

IBOPE CONFIRMA QUE VITÓRIA DE DILMA ESTA PERTO



O Ibope divulgou nesta quarta-feira (20) uma nova pesquisa de intenção de voto para o segundo turno da eleição presidencial. Segundo o instituto, Dilma Rousseff (PT) venceria se a eleição fosse hoje. No levantamento, ela obteve 56% dos votos válidos, e José Serra (PSDB), 44%.
Como a margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais, Dilma pode ter entre 54% e 58% e Serra, entre 42% e 46%. O critério de votos válidos exclui as intenções de voto em branco e nulo e os indecisos.
Na pesquisa anterior do Ibope, divulgada no último dia 13, Dilma aparecia com 53% dos votos válidos, e Serra com 47%.
A pesquisa ouviu 3.010 eleitores, de 18 a 20 de outubro. Encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo", está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número de protocolo 36476/2010.
Votos totais
Pelo critério de votos totais (que incluem no cálculo brancos, nulos e indecisos), Dilma Rousseff soma 51% das intenções de voto, e José Serra, 40%.
De acordo com o Ibope, as intenções de voto em branco e nulos acumulam 5%. Os eleitores que disseram não saber em quem vão votar são 4%.
Nos votos totais da pesquisa anterior do Ibope, do último dia 13, Dilma tinha 49%, e Serra, 43%. Brancos e nulos eram 5%, e indecisos, 3%.
PESQUISA POR SEXO COR E RELIGIÃO
Intenções de voto por sexo e região, segundo o IbopeIntenções de voto por sexo e região, segundo o Ibope
(Editoria de Arte/G1)
O Ibope divulgou, na noite desta quarta-feira (20) nova pesquisa de intenção de voto para a Presidência da República. Na média nacional, segundo o levantamento, a candidata petista Dilma Rousseff tem 56% dos votos válidos, contra 44% do tucano José Serra. Na pesquisa anterior, divulgada no último dia 13, Dilma tinha 53% dos votos válidos, e Serra, 47%.
Além dos números gerais, o Ibope também calculou o percentual alcançado pelos candidatos em segmentos do eleitorado, como sexo e regiões do país [veja as intenções de voto nesses segmentos no quadro ao lado].
Eleitorado masculino e femininoEntre os votos válidos (que excluem brancos, nulos e indecisos) de eleitores do sexo masculino, Dilma aparece com 58% das intenções de voto, contra 42% de Serra. Na pesquisa anterior, do último dia 13, Dilma tinha 56%, e Serra, 44%.
Já entre as mulheres, a petista tem 54% dos votos válidos, e Serra, 46%, segundo o Ibope. No levantamento anterior, Dilma e Serra tinham 50% cada um.
Nos votos totais (que incluem brancos, nulos e indecisos), Dilma tem 53% das intenções de voto dos eleitores do sexo masculino, contra 39% de José Serra. Brancos e nulos somam 5%, e indecisos, 3%.
Na pesquisa anterior, esses índices eram de 52% para a petista e 40% para o tucano. Brancos e nulos somavam 5%, e indecisos, 3%.
No eleitorado feminino, Dilma aparece com 48% das intenções de voto, e Serra, com 41%. Entre as mulheres, brancos e nulos totalizam 5%, e indecisos, 6%.
No último levantamento, os dois candidatos tinham, individualmente, 46% das intenções. Brancos e nulos eram 4%, e indecisos, 3%.
Votos válidos por regiãoNo Norte/Centro-Oeste, Dilma aparece na pesquisa com 49% dos votos válidos(que excluem brancos, nulos e indecisos). Serra tem 51%. No levantamento divulgado no dia 13, Dilma tinha 54%, e Serra, 46%.
No Nordeste, Dilma tem 68%, e Serra, 32%, apontou o Ibope. A pesquisa anterior apontava a candidata do PT com 61%, e Serra com 39%.
No Sudeste, a petista tem 53%; o tucano, 47%. No levantamento da semana passada, esses índices eram de 52% e 48%, respectivamente.
No Sul, a candidata do PT tem 50%, mesmo índice alcançado pelo candidato do PSDB. Na pesquisa anterior, Dilma tinha 43%, e Serra, 57%.
Votos totais por região
Quando são considerados os votos totais (que incluem brancos, nulos e indecisos), Dilma tem 46% no Norte/Centro-Oeste, e Serra, 47%, informa a pesquisa. Brancos e nulos somam 5%, e indecisos, 3%. Na pesquisa anterior, a petista obteve 51%, e o tucano, 43%, no Norte/Centro-Oeste. Brancos e nulos somavam 2%, e indecisos, 4%.
No Nordeste, Dilma tem 64%, aponta o instituto, e Serra, 31%. Brancos e nulos são 4%, e indecisos, 1%. A candidata do PT tinha 57% no último dia 13, contra 36% do candidato do PSDB, e brancos e nulos somavam 4%, enquanto os indecisos eram 3%.
No Sudeste, Dilma tem 45%; Serra, 41%. Brancos e nulos totalizam 7%, e indecisos, 6%. O levantamento anterior mostrava Dilma com 46% das intenções, enquanto Serra tinha 44%. Brancos e nulos eram 7%, e indecisos, 4%.
No Sul, a petista passou de 41% da última pesquisa para 47% no levantamento desta quarta, e o tucano, foi de 54% para 46% agora, indica o Ibope. Brancos e nulos são 4%, e indecisos, 3%.No levantamento anterior, eram 3% e 2%, respectivamente.
A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S. Paulo” e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 36766/2010. O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 201 municípios entre segunda-feira (18) e esta quarta (20). A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.


ZE ENTRA OU SAI ???





Agora chegou a vez do Diário de Pernambuco publicar matéria sobre a novela Maia-Santiago, que envolve o ex-prefeito José Augusto (PTB) e o deputado federal Paulo Rubem (PDT), nessa matéria o ex-prefeito afirma que fica muito magoado ao ouvir que um “ficha suja” ameaça o mandato de um “cara altamente correto como é Paulo Rubem”.
Confira a matéria na integra:
Ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe defende sua vaga na Câmara Federal
Por Ana Luiza Machado, do Diario de Pernambuco
O ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, José Augusto Maia (PTB), defende a sua vaga na Câmara Federal alegando uma trajetória política de 20 anos no poder com benfeitorias para a região Agreste. O petebista recebeu 46.267 votos, mas teve seu registro de candidatura impugnado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE-PE) “com base na rejeição das contas (dos anos 2005, 2008 e 2009) pelo Tribunal Contas do Estado (TCE)”. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE), por sua vez, decidiu por unanimidade indeferir o seu registro da candidatura, mas ele recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
“Constituição Federal diz que quem caça o direito do político não é o TCE e sim a Câmara Municipal. Os 10 vereadores foram unânimes em me conceder uma liminar para que eu tivesse direito a ampla defesa. Então, o que estamos vendo é que, em todos os casos semelhantes ao meu, o TSE vem negando o TREs e dando ganho de causa aos prefeitos”, afirmou Maia. Segundo ele, a ironia de estar ameaçando a vaga de um dos autores da Lei da Ficha Limpa, Paulo Rubem Santiago (PDT), que obteve 41.728 votos, é fruto do resultado das urnas. “Quando ele (Paulo Rubem) esteve aqui na região, antes das eleições, explicar o que significava a lei, disse que o importante mesmo era a vontade popular. E foi o que aconteceu”, disse o petebista.
Durante a entrevista, o ex-prefeito também fez questão de salientar que fica muito magoado ao ouvir que um “ficha suja” ameaça o mandato de um “cara altamente correto como é Paulo Rubem”. “Agora eu pergunto quem é José Augusto Maia? É um dos ex-prefeitos mais premiados de Pernambuco. Gerou mais de 200 mil empregos, construiu o maior pólo de confecção da América Latina, recebeu o prêmio Sebrae Nacional e foi escolhido para representar o estado na Europa. Recebi a votação que recebi, porque mudei a região e isto deve ser levado em conta”, desabafou.

Ontem cerca de 100 pessoas realizaram um ato em frente ao TRE para pedir a vigência da Lei da Ficha Limpa e, consequentemente, em solidariedade a manutenção do mandato de Paulo Rubem. Nos próximos dias 26 e 28, estão previstos uma nova votação na Câmara Municipal de Santa Cruz do Capibaribe para definir a rejeição ou não das contas do ex-gestor.


FONTE : DIARIO DA SULANCA

Desfile Cívico atrai grande público e encerra em grande estilo a Semana da Pátria em Taquaritinga do Norte

As atividades da Semana da Pátria em Taquaritinga do Norte foram encerradas em grande estilo neste domingo(15), com o Desfile Cívico em...