sábado, 19 de novembro de 2016

“A nossa preocupação é de que podemos estar muito próximos de uma rebelião” – alerta Major Queiroga devido a superlotação do presídio




Na manhã desta sexta-feira (18) aconteceu uma reunião no 24º Batalhão de Santa Cruz do Capibaribe, que contou com as presenças do Comandante Major Idelfonso Queiroga, o Secretário Municipal de Defesa Social, Major Sena e os vereadores, Deomedes Brito (PT), Dida de Nan (PSB), Ernesto Maia (PT), Fernando Aragão (PTB), Galego de Mourinha (PTB), Helinho Aragão (PTB), Júnior Gomes (PSB), Klemerson Pipoca (PSDB), Zé Elias (PSDB) e Zé Minhoca (PSDB).

O objetivo da reunião era tratar da segurança pública do município. Dentre vários pontos destacados na reunião, um deles foi a informação divulgada pelo Comandante em relação ao Presídio, que segundo o Major Queiroga, a unidade prisional que foi feita para comportar 150 presos, atualmente se encontra com um total de 523. Ainda em sua fala aos parlamentares, ele ressaltou que teme futuramente uma possível rebelião devido a superlotação.

“Estão resolvendo o problema de uma unidade prisional, mas acabam jogando pra cá esse problema, quando são enviados esses presos. Estamos solicitando uma revista do Batalhão de Choque no Presídio de Santa Cruz, pois a nossa preocupação é de que podemos estar muito próximos de uma rebelião, devido ao grande número de homens que se encontram lá” – detalhou.

Ao final da reunião, os vereadores levaram o ofício 026/2016, que solicita dez sugestões de combate à criminalidade, que foram colhidas junto à população, entre elas, a implantação do Projeto Polícia Amiga no bairro Santo Agostinho, implantação de bloqueios fixos em alguns acessos, renovação de frotas, consertos de veículos, intensificação de rondas e abordagens, além de sugestões recebidas de moradores do Loteamento Malhada do Meio.

Criminosos invadem loja em Boa Viagem para roubar cabelo

Três homens e uma mulher participaram da ação / Foto: Reprodução/TV Jornal
Três homens e uma mulher participaram da ação
Foto: Reprodução/TV Jornal
JC Online
 
Com informações da TV Jornal
Criminosos invadiram uma loja especializada em venda de cabelos na Avenida Conselheiro Aguiar, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, na tarde dessa quinta-feira (17), e roubaram fios de cabelo avaliados em R$ 10 mil, além de produtos de beleza e equipamentos eletrônicos.
Três homens e uma mulher participaram da ação, que durou aproximadamente 15 minutos.

Grupo fez funcionário de loja refém em Boa Viagem

As câmeras de segurança do estabelecimento registraram o crime. Nas imagens obtidas pela TV Jornal é possível ver o momento em que o grupo rende um funcionário e o obriga a ficar em uma sala nos fundos da loja. Enquanto um dos suspeitos observa a vítima, outros recolhem cabelos, apliques e produtos de beleza. Eles também levaram dinheiro do caixa. A Delegacia de Boa Viagem recebeu as imagens e está investigando o caso.

Quipapá : TCE multa prefeito de Quipapá por suspeita de sonegar documentos

O prefeito de Quipapá, Mata Sul de Pernambuco, Cristiano Martins (PSB), foi condenado pelo Tribunal de Contas do Estado a pagar uma multa de R$ 10 mil. De acordo com a assessoria do TCE, foi homologado um Auto de Infração contra o gestor por sonegação de documentos. A sessão foi realizada na quinta-feira (17). O relator do processo foi o conselheiro Dirceu Rodolfo.
 Resultado de imagem para quipapa pernambuco fotos

A assessoria de imprensa da prefeitura de Quipapá informou ao G1 que o chefe do executivo vai recorrer da decisão do TCE. Ainda segundo a assessoria, a gestão não tem como atender a solicitação do órgão acerca da folha de pessoal do ano de 2010. "Quando assumiu a Prefeitura em 2013, Cristiano não encontrou nos arquivos do Município a documentação contábil, financeira e de pessoal da gestão anterior, razão pela qual não tem como fornecer informações sobre períodos anteriores a sua gestão", diz a nota enviada.
De acordo com o TCE, os documentos solicitados referem-se ao arquivo da folha de pagamento do ano de 2010. Conforme o Tribunal de Contas, foram encaminhados três ofícios à Prefeitura solicitando a documentação e nenhum deles foi respondido.

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Ministra do TSE tira Garotinho de Bangu


Ministra Luciana Lóssio acolheu o pedido dos advogados do ex-governador, ordenando a remoção de Garotinho para um hospital
Publicado em 18/11/2016, às 18h54
Defesa de Garotinho alega que ele está com problemas de saúde (angina instável) / Foto: Vladimir Platonow/Agência Brasil
Defesa de Garotinho alega que ele está com problemas de saúde (angina instável)
Foto: Vladimir Platonow/Agência Brasil
Estadão Conteúdo
A ministra Luciana Lóssio, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tirou do presídio de Bangu nesta sexta-feira (18) o ex-governador Anthony Garotinho (PR). Preso na quarta-feira (16) na Operação Chequinho, o ex-governador havia sido transferido para o Hospital Souza Aguiar, no centro do Rio.

Na noite de quinta-feira (17) o juiz eleitoral Glaucenir Oliveira, do município de Campos dos Goytacazes - reduto de Garotinho -, mandou remover o ex-governador para Bangu.
A transferência de Garotinho foi marcada por uma confusão no hospital, onde sua filha, a deputada federal Clarissa Garotinho, se desesperou com a medida.

Defesa alega que Garotinho sofre de problemas de saúde

A defesa de Garotinho alega que ele está com problemas de saúde (angina instável).
Em sua decisão, a ministra, acolhendo o pedido dos advogados do ex-governador, ordenou a remoção de Garotinho para um hospital.
"Ocorre, porém, que não cabe à autoridade judiciária avaliar o quadro clínico do segregado, tal como levado a efeito pelo juiz zonal, que assim procedeu sem qualquer embasamento técnico-pericial por parte de equipe médica regularmente constituída, atitude, a meu ver, em tudo temerária, ante o risco de gravame à integridade física do custodiado", assinalou a ministra.
Luciana Lóssio afirmou que 'a decisão pela qual se determinou a imediata transferência do paciente para o presídio baseou-se, também, na afirmação de que chegou ao conhecimento do juiz notícia de que o paciente estaria recebendo regalias no hospital municipal no qual se encontrava internado'.
"As graves consequências que podem advir de uma inapropriada interrupção do tratamento clínico do paciente em ambiente hospitalar exigem do magistrado redobrada cautela na solução do caso, não se revelando minimamente razoável que a decisão judicial tenha lastro em notícias de supostas regalias, em relação às quais não se indicou nada de concreto", advertiu a ministra.
Luciana Lóssio determinou: "A fim de assegurar o adequado e necessário acompanhamento médico, determino à autoridade policial a imediata remoção do ora paciente, Anthony William Garotinho Matheus de Oliveira, para hospital - podendo ser na rede privada, desde que por ele custeado - o qual deverá estar apto à realização dos exames indicados no relatório médico, devendo permanecer sob custódia no estabelecimento enquanto houver necessidade devidamente atestada pelo corpo clínico."
A ministra autorizou 'a visita apenas de seus familiares e advogados, nos termos das regras estabelecidas pelo hospital, vedada, contudo, a utilização de aparelhos de comunicação, a exemplo de telefone celular'.
Luciana Lóssio decidiu ainda. "Ultrapassado o prazo necessário para a conclusão dos exames e procedimentos médicos acima mencionados antes da conclusão do julgamento da medida liminar pelo plenário dessa Colenda Corte, determino que o paciente permaneça em prisão domiciliar, nos termos do artigo 318, inciso II, do Código de Processo Penal."
O Advogado Fernando Fernandes, que Defende Garotinho, afirmou que: "Ultrapassamos a crueldade testemunhada por todos, em que um paciente é arrancado de um hospital sem concluir seu tratamento".

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

VENDE-SE CASA NO SÍTIO AÇUDINHO


Ótima oportunidade para quem deseja uma boa casa em uma boa localização. Casa com 2 quartos , sala , cozinha, banheiro e terraço. Localizada no Sítio Açudinho próximo a Nivaldo Mecânico.

Preço : 25 Mil à Negociar , Contato Whats 992735631
 

Cabral praticou crimes de forma 'profissional e reiterada', diz Moro


Ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, foi preso nesta quinta-feira.
Investigação contra ele é derivada da Operação Lava Jato.

Samuel Nunes
O ex-governador do RJ Sérgio Cabral (Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo/Arquivo) 
O ex-governador do RJ Sérgio Cabral (Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo/Arquivo)
O juiz Sérgio Moro afirmou no despacho que determinou a prisão do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, que as provas apresentadas pela investigação apontam indícios de que foram cometidos crimes de forma "profissional e reiterada" pelo político. Cabral foi detido na manhã desta quinta-feira (17), na Operação Calicute, derivada da Lava Jato.
"As provas são, em cognição sumária, da prática reiterada, profissional e sofisticada de crimes contra a administração pública e de lavagem de dinheiro por parte de Sérgio Cabral e de seu operador financeiro Carlos Miranda", afirmou Moro.
A operação investiga supostas propinas pagas por construtoras ao ex-governador fluminense. Segundo o MPF, Cabral recebia propinas mensais que variavam entre R$ 200 e R$ 300 mil. A investigação aponta que a fraude pode ter gerado prejuízo de mais de R$ 200 milhões aos cofres públicos.
Para Moro, o tamanho dos supostos crimes cometidos justifica a prisão preventiva de Cabral e das outras pessoas envolvidas no caso. "A magnitude e a reiteração delitiva caracterizam risco à ordem pública", afirma o magistrado.
Moro também determinou o bloqueio de R$ 10 milhões das contas de Cabral e das demais pessoas e empresas investigadas na Operação Calicute.

Sargento reformado da PM morre em tentativa de assalto

Sérgio Amaro da Anunciação, 54 anos, teria tentado evitar um assalto ao filho. Um dos dois suspeitos também morreu

Sargento chegou a ser socorrido, mas não resistiu / Arte/JC
Sargento chegou a ser socorrido, mas não resistiu
Arte/JC
JC Online
 
Com informações da Rádio Jornal
Um sargento reformado da Polícia Militar morreu ao tentar evitar que seu filho fosse assaltado na comunidade de Roda de Fogo, nos Torrões, na Zona Oeste do Recife, na noite dessa quarta-feira (16).


Sérgio Amaro da Anunciação, 54 anos, viu o filho sendo abordado na rua em que mora e saiu para impedir o crime. Ele foi atingido durante troca de tiros com os dois criminosos que anunciaram o assalto. O sargento chegou a ser socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Torrões e para o Hospital Getúlio Vargas, também na Zona Oeste, mas não resistiu.
Um dos suspeitos, ainda não identificado, morreu no local do crime, o outro conseguiu fugir.

Saiba como se inscrever para o programa CNH Popular

Período de convocação começa em janeiro de 2017 / Foto:Lorena Barros/ Acervo JC Trânsito
Período de convocação começa em janeiro de 2017
Foto:Lorena Barros/ Acervo JC Trânsito
JC Trânsito
Com as inscrições iniciadas nessa quarta-feira (16), o programa CNH Popular beneficia 4.504 cidadãos para o ano de 2017. O prazo para cadastro se estende até o dia 4 de dezembro. Para se candidatar a uma das vagas é preciso acessar o site do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) e fazer o cadastro.

Leia Também

Interessados no serviço devem entrar no site www.detran.pe.gov.br e clicar em "Leia Mais" onde consta o banner da "CNH Popular 2017". No momento da inscrição, cada candidato deve aceitar e concordar com os termos esabelecidos no edital. Depois, deve selecionar um dos grupos participantes do programa, preencher os dados pessoais e perguntas sobre escolaridade, situação empregatícia, valor da renda, dentre outros questionamentos.
Em seguida, o candidato espera até o dia 14 de dezembro, quando uma relação com os selecionados será divulgada de acordo com o segmento escolhido.
O passo seguinte é a convocação, que ocorre a partir do dia 10 de janeiro, onde os aprovados devem comparecer ao Detran-PE com a documentação exigida para comprovar as informações repassadas durante o cadastro. Caso tudo esteja correto, o contemplado aproveita o benefício de maneira gratuita.

Quem pode se candiatar às vagas

As vagas estão distribuídas entre a Região Metropolitana do Recife (RMR) e o interior do Estado, com 2.252 disponíveis para cada. Existem oito segmentos aptos a concorrer para primeira habilitação, adição de categoria ou renovação de Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Todas nas categorias A (veículo de duas rodas) ou B (automóvel). São eles: aluno do ensino público tradicional, alunos de programas como EJA (Educação para Jovens e Adultos), Travessia ou Supletivo, ex-aluno do ensino público, desempregado com renda familiar de até três salários mínimos, beneficiário do Programa Bolsa Família, beneficiário do Programa Chapéu de Palha, pessoa que nunca trabalhou e possui renda familiar de até 3 salários mínimos ou trabalhador com remuneração de até 2 salários mínimos.
 O resultado com os contemplados pelo programa será divulgado no site do Detran-PE no dia 14 de dezembro. Para maiores informações, os interessados podem ligar para o número 3453-1514.

WhatsApp libera chamadas de vídeo para todos os usuários


O recurso só funciona caso os dois usuários tenham instalado a versão mais recente do WhatsApp
JC Online
O recurso deve estar disponível indiscriminadamente para todos
O recurso deve estar disponível indiscriminadamente para todos
Foto: Reprodução
O WhatsApp liberou na terça-feira (15) o recurso de chamadas por vídeo que vinha sendo testado há cerca de 20 dias. A nova funcionalidade já começou a ser distribuída para todos que usam o aplicativo pelas plataformas Android, iPhone e Windows Phone.

De acordo com uma publicação no blog oficial do WhatsApp, nos próximos dias mais de um bilhão de usuários terão acesso à ferramenta. "Nosso objetivo é de que este recurso esteja disponível indiscriminadamente para todos, e não somente para aquelas pessoas que podem comprar aparelhos mais caros ou que residam em um país com excelente serviço de cobertura de telefonia celular", informa a postagem.
publicidadeComo funciona
Para utilizar a nova funcionalidade, basta entrar na janela do amigo e apertar o ícone em formato de filmadora, que fica ao lado do nome do contato:
siahdhasioh
Entretanto, o recurso só funciona caso os dois usuários tenham instalado a versão mais recente do WhatsApp.

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Profissionais do IML e IC paralisam as atividades nesta quarta-feira em Pernambuco

As principais pautas de reivindicações dos médicos legistas e peritos criminais são o reajuste salarial e melhorias nas condições de trabalho

Funcionários do IML denunciaram o descaso na instituição / Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Funcionários do IML denunciaram o descaso na instituição
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
JC Online Com informações do NE10
Profissionais do Instituto de Medicina Legal (IML) e do Instituto de Criminalística (IC) vão cruzar os braços contra o Governo do Estado em um protesto de advertência de 12 horas, previsto para ocorrer nesta quarta-feira (16), a partir das 7h. As principais pautas de reivindicações dos médicos legistas e peritos criminais são o reajuste salarial e melhorias nas condições de trabalho, de acordo com a Associação dos Peritos Criminais de Pernambuco. Faltam luvas e sacos de proteção para recolhimento dos corpos, conforme denúncia dos profissionais.

"O Secretário de Administração (SAD) do Estado negociou com o Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco) o estabelecimento de um cronograma de reajuste salarial com os agentes de polícia e correlatos até 2018, só que deixou os peritos de fora. Nós também fazemos parte da Polícia Civil", contestou Enock José dos Santos, presidente da categoria. Na época, o vice-presidente do Sinpol, Rafael Cavalcante, explicou que a negociação realizada no dia 21 de outubro deste ano não contemplava os cargos de delegados, peritos criminais e médicos legistas.
O presidente do associação explicou ainda que, atualmente, 113 peritos criminais compõem o quadro de funcionários da classe, quando 270 profissionais deveriam atuar nos quatro ICs do Estado localizados no Recife, Caruaru, no Agreste, além de Salgueiro e Petrolina, no Sertão. "Estamos trabalhando como se estivéssemos tapando buraco. Com essa quantidade, estamos nos esforçando para cumprir as obrigações, mas o estado está com a quantidade de pessoal defasada".
Apesar da paralisação, segundo Enock, alguns peritos vão atuar para liberar os corpos nos três IMLs localizados no Estado. "O Cremepe (Conselho Regional de Medicina de Pernambuco) estipula uma quantidade de corpos para serem liberados, acredito que seja por volta de seis por dia. Mesmo assim, alguns vão demorar para sair, caso entre uma grande quantidade. Nesse caso, não seria uma paralisação total", explicou. Outra assembleia está marcada para ocorrer por volta das 19h desta quarta-feira, quando Milton Coelho, secretário de Administração do Estado, deve se reunir com a categoria. Antes da reunião, o presidente da classe vai entrar em contato com o secretário para ajustar alguns pontos. "Se a gente perceber que o secretário não vai nos chamar, a categoria vai radicalizar", destacou.

Denúncia

Em denúncia ao blog Ronda JC na última sexta-feira (11), funcionários do IML denunciaram o descaso na instituição. Segundo os profissionais, os trabalhos são realizados sem as luvas de proteção, arriscando a própria saúde. Inclusive, o material era emprestado pelo Hospital da Restauração. Além disso, eles ainda alegaram que os corpos eram "jogados" dentro da viatura do IML. As sacolas também não são apropriadas para a preservação do cadáver, usando lençol cedido pelas pessoas na rua. A SAD se comprometeu em enviar nota sobre possível reajuste dos dos trabalhadores e melhoria das condições de trabalho.

10 cursos gratuitos para quem quer começar um negócio

Se você acha que assuntos como gestão e planejamento são um bicho de sete cabeças, é hora de rever seus conceitos. Começar um novo negócio requer, sim, muito desses ingredientes. Mas a orientação pode chegar à sua casa – e de graça!

 Resultado de imagem para seu negocio

Várias instituições disponibilizam cursos gratuitos para quem tem interesse em empreender, mas precisa de uma ajuda para começar a tirar a ideia do papel.
“Os cursos contribuirão para que o empreendedor não tenha surpresas no que se refere ao comportamento e às tendências de mercado, correndo,assim, menos riscos financeiros”, explica Fabiano Nagamatsu, consultor do Sebrae-SP.
Por isso é importante não pular essa etapa. Antes de dar o pontapé inicial, é preciso dedicar algum tempo para a parte teórica.
“Assim, o empreendedor terá mais domínio do seu negócio e conseguirá metas sustentáveis para crescimento da sua empresa”, conclui o especialista.
A internet traz uma ampla gama de opções, mas é preciso analisar alguns pontos na hora de se cadastrar, como: que instituição está oferecendo; metodologia e dinâmica; tipo de avaliação; materiais complementares e conteúdo atualizado.
Para facilitar o seu trabalho, nós garimpamos 10 cursos online bacanas, gratuitos e todos em português. E, no fim dessa lista, você ainda vai encontrar uma surpresa! Abaixo, você encontra o resumo dos cursos e, em seguida, confere os detalhes de cada um:
Este curso está disponível na plataforma de ensino a distância do Sebrae e tem um conteúdo bastante abrangente, que permite ao aluno obter informações fundamentais para começar um negócio.
Alguns dos tópicos abordados são, por exemplo: definição de mercado, marketing, projeção de vendas, noções de finanças e plano de negócios.
Dividido em três módulos, o curso conta com certificação digital de participação. Além disso, a plataforma promove interação com outros alunos e disponibiliza um tutor para orientar e tirar eventuais dúvidas.
O conteúdo do curso busca auxiliar o aluno a tirar uma ideia dos planos e transformá-la em negócio. O diferencial fica por conta dos exemplos reais de empreendedores de sucesso.
“A proposta é mesclar teorias, ferramentas, histórias de vida e deixar tudo isso em uma linguagem próxima das pessoas. Queremos inspirar e mostrar novos caminhos”, conta André Tanesi, cofundador da Descola.
O curso é dividido em 13 capítulos e conta com vídeo-aulas, um e-book complementar disponível para download, espaço para comentários e discussão entre os alunos, além de certificado digital de participação.
Este curso da FazINOVA também é uma boa alternativa para quem busca inspiração na história de quem já abriu seu próprio negócio.
O The Founder Stories reúne três lições em vídeo que narram a história de empreendedores que levantaram capital, conheceram sócios e colocaram a empresa para funcionar.
Além das vídeo-aulas, a plataforma disponibiliza exercícios que incentivam a reflexão.

Se o seu objetivo é começar um empreendimento de pequeno porte, este curso pode ajudar a esclarecer várias dúvidas. São dez módulos que abordam empreendedorismo, mercado, finanças, plano de negócios e avaliação de resultados.
Além disso, o conteúdo oferece ferramentas que auxiliam a identificar oportunidades, analisar e pesquisar o mercado para que seu negócio possa ser mais bem definido.
Disponível na plataforma EAD do Sebrae, o curso conta com tutor e certificado digital.
A versão gratuita deste curso do iPED é dividida em três capítulos, com carga horária total de 20 horas e certificado de participação digital.
O objetivo do curso é ensinar sobre os nichos de mercado e as oportunidades de negócio. Além disso, são abordadas as causas de insucesso nos negócios, aspectos sobre a gestão de pessoas, fluxo de caixa e o relacionamento com clientes.
“O novo empreendedor que participa deste curso acaba se qualificando mais perante o concorrente, pois abordamos desde o primeiro passo até gestão financeira, gestão de marketing, por exemplo”, conta Fabio Neves, CEO do iPED.
Crie agora sua Loja Virtual e tenha um negócio de sucesso! 
A versão gratuita deste curso oferece carga horária de duas horas, vídeo-aulas e material em PDF. Além disso, é possível fazer uma avaliação e obter o certificado eletrônico.
O conteúdo abrange tanto pontos básicos e fundamentais, como o planejamento financeiro, a fidelização de clientes e a formalização do negócio, quanto questões mais práticas, como o uso do e-mail e de blogs em termos profissionais.
Planejar-se é o melhor caminho para colocar qualquer ideia em prática. Neste curso da Endeavor, elaborado em parceria com a Finep, você tem a chance de entender os principais elementos de um bom planejamento estratégico: desde a definição de missão e visão do negócio até a análise de mercado.
O conteúdo do curso é dividido em 13 aulas em vídeo, compreende dois cases, oferece material complementar para download e disponibiliza um quiz. O certificado é emitido após a conclusão e a avaliação final.
Em três capítulos que somam 44 aulas, este curso do iPED detalha um plano de negócios e esclarece ao aluno como fazer o seu, ponto a ponto. Com as aulas, é possível se preparar para apresentar o seu negócio de forma bastante completa.
Entre os conteúdos abordados estão: análise de oportunidades, planejamento financeiro, necessidades do cliente, estrutura do plano de negócios, marketing e vendas, recursos humanos e estratégia competitiva.
A Universidade de São Paulo oferece, por meio da plataforma Veduca, um curso que aborda uma série de conceitos da administração. Com tópicos como organização, planejamento, direção e controle de uma empresa, as aulas oferecem uma formação que pode preparar para o caminho do novo negócio.
São 17 vídeo-aulas que incluem quizzes e estudos de caso, além de certificação e um fórum de discussão para os participantes.
Dividido em sete unidades, este curso da Fundação Getulio Vargas passa por assuntos como planejamento, comunicação mercadológica, visão estratégica, conhecimento de mercado e cenário cultural.
A plataforma é bastante organizada e oferece conteúdo textual e audiovisual, com links que permitem o aprofundamento nos conceitos utilizados. Ao fim do curso, o aluno pode realizar um teste que dará acesso ao certificado de conclusão.
Business Model Canvas é um dos métodos mais utilizados, atualmente, para colocar as ideias no papel, planejar estratégias e organizar a execução. O curso da Descola é feito em parceria com o Manuel Tânger, especialista no modelo.
“O Canvas é a alternativa mais rápida e menos engessada de enxergar seu próprio negócio e, a partir daí, tomar as melhores decisões”, comenta André Tanesi.
O curso conta com vídeo-aulas que mesclam teoria e exemplos, exercícios e grupos de discussão sobre o tema. Embora essas sejam aulas pagas, a boa notícia é que, exclusivamente para os 30 primeiros leitores da Academia UOL HOST, que se inscreverem para as aulas, o curso sairá de graça! Para isso, basta digitar o código empreenda no campo “carrinho” na hora de finalizar a compra.
A formação oferecida por esses cursos pode ser fundamental para que sua ideia se transforme em negócio. Aproveite as informações e busque o melhor para a sua empresa!

Rede Estadual inicia matrícula para ano letivo de 2017

A matrícula poderá ser feita a partir das 7h exclusivamente pela internet / Foto: Fotos Públicas
A matrícula poderá ser feita a partir das 7h exclusivamente pela internet
Foto: Fotos Públicas
Editoria de Cidades
Começa nesta quarta-feira (16) o processo de matrículas da Rede Estadual de Ensino para o ano de 2017. São 105.022 vagas para estudantes novatos nos ensinos fundamental e médio, disponíveis exclusivamente via cadastro online - através do site www.matricularapida.pe.gov.br - até o dia 30 de dezembro. As matrículas poderão ser feitas a partir das 7h. 

São 19.031 vagas na capital, 21.592 na Região Metropolitana do Recife e 64.399 no interior. Do total, 39.143 são para o ensino fundamental, incluindo anos iniciais e finais, e 65.879 para o ensino médio, incluindo Educação de Jovens e Adultos (EJA). Das vagas oferecidas, 22.974 estão nas escolas em tempo integral da rede. Na Região Metropolitana, são 9.457 e outras 13.517 no interior do Estado. Estudantes vindos das redes municipais estão automaticamente matriculados e não precisarão participar do processo na internet.
As informações do cadastro deverão ser preenchidas até o final pelo pai ou responsável ou mesmo pelo próprio estudante, quando maior de 18 anos. São solicitadas informações como nome completo, data de nascimento, escola de origem, escola que pretende estudar (com série e turno), além dos dados do responsável. O número do protocolo gerado é a confirmação da matrícula e deve ser anotado ou impresso, para ser levado à escola no dia da entrega de documentos. 

INFORMAÇÕES

Para auxiliar o acesso ao sistema, um conjunto de escolas que têm laboratórios de informática com internet estará acessível para a comunidade escolar que não tem acesso à internet poder realizar a matrícula. Outras informações podem ser obtidas através do telefone: 0800 286 0086. O atendimento é de segunda a sábado, das 7h às 21h.

A Educação e as tecnologias


O filósofo, teólogo e educador Mario Sergio Cortella trata de educação e as novas ferramentas tecnológicas que alunos e escolas estão usando mais a cada dia entre outros temas que envolve a educação.
Nascido em Londrina (PR), Cortella é professor há 36 anos na PUC-SP. É autor de 13 livros, próprios e escritos em parcerias. Entre eles, “Não nascemos prontos!” (Vozes); “O que é Pergunta?”, com Silmara Casadei (Cortez); “Escola e Preconceito: Docência, Discência e Decência”, com Janete Leão Ferraz (Ática).
Qual é o papel da escola na educação?
Educação não é sinônimo de escola. Escola é uma das formas de educação. Em um país com 512 anos, a escola mesmo não tem 120 anos. Só no período republicano se oferece alguma escolarização pública. Na prática, só a partir de 1930, com a revolução liberal, que se entendeu escola pública como instrumento de organização nacional.
Como está a educação no Brasil?
O Brasil tem níveis avançados de educação mas não de escolarização. Se faz educação na mídia, na família, na igreja, na atividade de comércio. Somos a 6ª economia do planeta, mas somos o 66º país em educação escolar. Temos internamente um nível de alfabetização digital muito forte.

Qual é a razão?
É só observar que as nossas eleições, ao contrário de muitos países, ela é feita toda de maneira digital. Somos um dos três países que possuem o maior número de celulares no mundo.
O governo está fazendo a parte dele?
Na educação escolar, começamos, nos últimos 20 anos, a sair da indigência. Os dois governos do Fernando Henrique Cardoso, os dois do Lula e o de Dilma começaram a nos tirar da indigência. Na prática, a educação chegou ao povo. Expandimos o ensino fundamental a níveis de matrícula crescente. Agora temos mecanismos de avaliação que levam à reorientação de processos. A possibilidade de estender o financiamento, que era exclusivo para o ensino fundamental, para a educação básica em geral. Nossos índices mostram que ainda podemos crescer cada vez mais em uma direção positiva.
As mudanças de governo interferem no avanço da educação?
A continuidade administrativa não garante qualidade. Se assim fosse, a ditadura teria conseguido os melhores resultados escolares. O que dá continuidade é a adoção de algumas políticas positivas que são importantes.

Qual é a influência as novas tecnologias (iPad, celulares etc.)?
Afeta o aprendizado de dois modos, de maneira bastante positiva. As novas gerações, aqueles que têm menos de 18 anos, voltaram a escrever. É uma coisa inédita nos últimos 30 anos.
E qual é o lado negativo?
As novas tecnologias têm um lado perigoso por permitir um acesso veloz. Ela dispersa a atenção. Por isso que a escola precisará, junto com a família, organizar situações em se usa essa plataforma naquilo que ela é decisiva, acesso rápido à informação, e bloquear aquilo que nela é distrativo. A escola e a família terão de trabalhar essa questão do foco.
O ideal é mesclar o digital e o analógico?
Sim. Porque isso permite a capacidade de usar a mais antiga plataforma de ensino à distância: livro, revista e jornal. O tablet é muito conveniente se eu vou viajar e não quero ficar carregando livros.
Que papel tem essas ferramentas no aprendizado?
As plataformas digitais mudam o modo de pensar, com a velocidade. Mas não podem criar dependência. Não há tecnologia que modernize uma mentalidade, mas uma mentalidade moderna não recusa uma nova tecnologia quando ela é necessária.
Como tornar as aulas mais atraentes?
O problema não está na tecnologia e sim no nível de interesse que o aluno carrega. Preciso ter uma conexão que seja interessante para ele. A frase mais óbvia em educação é: ‘ninguém deixa de se interessar por aquilo que interessa’. Eu preciso saber quais são os campos de interesse desse grupo. Se vou discutir o cinismo como escola filosófica, eu posso, em vez de começar a falar sobre Diógenes, fundador dessa escola, vivia dentro de um barril. Do ponto de vista abstrato, pegar a música da Lady Gaga “Poker Face” e começar a discutir como o pôquer é uma expressão do cinismo.
E como não perder o foco?
Não se pode confundir informação com conhecimento. Informação é cumulativa. Conhecimento é seletivo. É preciso ter capacidade de seleção que exige critério. Um dos temas centrais hoje em dia nas escolas é discutir com os alunos, qual é o foco deles. Muita gente não navega, naufraga com tanta informação.
E o pessoal que tem muitos amigos na rede e vive solitariamente?
Tenho sete perfis no Facebook. Todos falsos, não tenho Facebook. Houve uma banalização da palavra amigo. Amigo não se exclui, como se faz no Facebook. Artistóteles dizia que amigo são dois corpos com uma só alma. As pessoas, através das chamadas redes sociais, estabelecem laços que vêm faltando hoje no nosso cotidiano.
Qual sua opinião sobre as câmeras de segurança nas salas de aulas?
Neste momento, não tem como não fazer. É uma situação emergencial. Ninguém gosta de câmera de segurança dentro dos elevadores, dentro dos lugares que frequentamos. Elas indicam a falência nossa, um certo modo de dizer “não deu certo a política que foi implantada”. Tenho dificuldade em aceitar as câmeras dentro das salas de aula se a finalidade é a prevenção de alguma violência. Aceito mais pelas áreas de circulação. Não bastam câmeras, precisamos montar projetos que façam com que as câmeras sejam desnecessárias.
E a violência física e moral nas escolas?
Temos uma causa básica: o afrouxamento das regras disciplinares na convivência entre adultos. Uma sociedade onde cada vez mais jovens e adultos pouco se encontram na família, não convivem, não jantam juntos. O adulto que ele encontra no dia e cobra alguma coisa é o professor. Não é casual que os professores sejam, muitas vezes, objeto de uma reação violenta. Algumas famílias dão cobertura para esse tipo de indisciplina. Substituiu-se, em muitas escolas, a relação de reciprocidade e respeito pela de consumidor. O pai se ofende, do ponto de vista do consumo, se o filho é advertido ou recebe uma nota baixa. É comum o aluno colocar o dedo no nariz do professor e dizer que ele é que paga o salário do professor. Como a família, muitas vezes, é complacente com essa relação, porque muitas vezes ela não convive com o filho. É claro que é uma questão é muito marcante.
As famílias transferem para a escola suas obrigações?
A escola fornece educação escolar, que é um pedaço da educação. A família é a responsável primária pela educação dos filhos e o poder público, secundariamente.
Como escolher uma escola?
A primeira coisa é saber qual é o objetivo em relação à formação dos filhos. Quero uma criança que se forme para a competitividade exclusiva? Ou para uma prova de 100 metros com barreiras? Ou um maratonista? Que seja capaz de entender que ele vai precisar se preparar melhor, ter estratégias, saber dosar a força. Quero um filho competitivo ou cooperativo? Quero eu formar alguém que só tenha base científica? A escola servirá de acordo com o objetivo. A escola boa tem valores sólidos. Isto é, é necessário ter flexibilidade, que é diferente de volúvel. A escola flexível é capaz de ter elasticidade para se adaptar.
cortella@uol.com.br

15 de Novembro Proclamação da República


segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Desmanche de motos é localizado em Santa Cruz



Na tarde deste domingo (13), a equipe da ROMUT localizou mais um desmanche de moto no município de Santa Cruz do Capibaribe, desta vez as peças se encontravam em um matagal no Bairro Oscarzão, próximo às margens do Rio Capibaribe.

A equipe foi informada sobre a situação através de populares. A guarnição se dirigiu até o local e encontraram dois chassis, um motor, um tanque de Bros 160CC e cor preta , um banco de moto Bros, um para-lama dianteiro, duas carenagens lateral de Bros 160cc e cor prata, um filtro de ar de Bros, uma placa PEQ-6642, um tanque de moto 300CC e cor branca, além de uma rabeta de Bros.

Todos os materiais foram recolhidos e conduzidos para a delegacia de Santa Cruz.

Acidente deixa 9 pessoas feridas na PE-160 em Santa Cruz do Capibaribe


Veículo de transporte alternativo e carro colidiram de frente na rodovia.
Colisão aconteceu na noite do sábado (12), conforme a Polícia Militar.

Um acidente deixou nove pessoas feridas na noite do sábado (12) em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Militar, um veículo de transporte alternativo e um carro colidiram de frente na PE-160. A polícia não soube informar as causas do acidente.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) informou que oito pessoas foram levadas para o Hospital e Maternidade Municipal Raimundo Francelino Aragão, em Santa Cruz do Capibaribe. Ao G1, o Samu informou que as pessoas não tiveram ferimentos graves.

Uma mulher, que não teve a idade informada, ficou presa às ferragens no carro, e foi levada para o Hospital Reginal do Agreste, em Caruaru, conforme o Samu.

Não há informações sobre o estado de saúde das vítimas.

20 livros para “morrer antes de ler”…


Bad student portrait with books in the hand looking at camera.

Bula Revista / R7

A existência humana é um paradoxo. É longa suficiente para ouvir várias vezes as dezoito horas de música magistral do ciclo operístico “O Anel de Nibelungos”, de Wagner, mas curta demais para ler inteira a série de livros “Guerra dos Tronos”.

Portanto, para te ajudar a não desperdiçar sua existência, a Revista Bula apresenta uma lista de obras literárias para morrer antes de ler. Afinal, a vida e a paciência são curtas.



Guerra dos Tronos (desde 1996), de George R. R. Martin

Antes dos senhores acenderem suas tochas e pegaram seus ancinhos relaxem um minuto para uma declaração. Eu sei que o nome da saga é “Crônicas de Gelo e Fogo”. Só escrevi “Guerra dos Tronos” para quem não participa da seita entender do que estamos tratando. Agora, vejamos: cada livro deve ter umas 15 mil páginas; todos os 50 volumes somam aproximadamente 95 mil páginas ao quadrado. Resultado, funil de vida por funil de vida, melhor assistir a série.

Finnegans Wake (1939), de James Joyce

Joyce sugeriu que usemos toda nossa pobre vidinha mortal na tentativa de entender “Ulisses” em sua completude. O mestre Otto Maria Carpeaux achou melhor só gastar alguns meses e usar o resto do tempo para fazer outras coisas. Boa sugestão.Mas não há garantias de que esse “resto do tempo” seja suficiente para entender — ou mesmo arranhar a superfície de — “Finnegans Wake”. A leitura desse romance rizoma será sempre um “trabalho em progresso”. Só para os fortes e monges reclusos.

Jean Santeuil (1952), de Marcel Proust

Treino é treino, jogo é jogo. Nesse caso, o jogo é um final de Copa do Mundo: o romance catedral “Em Busca do Tempo Perdido”.

Fervor de Buenos Aires (1923), de Jorge Luis Borges

Não deve ter sido o verdadeiro Borges quem escreveu esse livro. Acho que foi o Outro, ao mesmo tempo em que era perseguido por um tigre dentro de uma labiríntica biblioteca de espelhos.

A História do Senhor Sommer (1991), de Patrick Süskind

Li “O Perfume” e fiquei fascinado. Li “A Pomba” e pensei: interessante, muito interessante. Já “A História do Senhor Sommer” é inodoro e não sabe voar.

Relógio Belisário (1995), de J. J. Veiga

A prova de que J. J. Veiga é mesmo um escritor goiano.

O País do Carnaval (1931), de Jorge Amado

Nem o Jorge amava esse livro.

O Iluminado (1977), de Stephen King

Antes de ser adaptado (melhorado) para o cinema por Stanley Kubrick, esse romance era mera literatura de aeroporto. Depois do filme, e das reclamações de King de que seu “material foi estragado”, a galera nerd começou a considerá-lo uma obra-prima, alta literatura. De minha parte só posso afirmar que preferia ter lido umas 500 páginas seguidas de “muito trabalho sem diversão fazem de Jack um bobão, muito trabalho sem diversão fazem de Jack um bobão, muito trabalho sem diversão fazem de Jack um bobão, muito trabalho sem diversão fazem de Jack um bobão, muito trabalho sem diversão fazem de Jack um bobão”.

As Esganadas (2011), de Jô Soares

Sherlock Holmes descobriu que o homem que matou Getúlio Vargas dentro da Academia Brasileira de Letras não acha que esse romance seja obesofobia, mas também não é dos melhores. Elementar, meu caro Xanjô.

Jangada de Pedra (1986), de José Saramago

Alguns cínicos defendem que o mestre Saramago só escreveu livros ruins depois que ganhou o Prêmio Nobel. Isso é uma grande mentira. “Jangada de Pedra” prova que ele já escrevia livros ruins antes do Nobel. Temos aqui um exemplo lamentável de uma ótima ideia em uma péssima execução. Esse romance é mais perdido do que a Península Ibérica em sua mirabolante navegação pelo Oceano Atlântico.

Marimbondos de Fogo (1978), de José Sarney

Dizem que o Tancredo estava lendo nas vésperas da posse.

Versos Satânicos (1988), de Salman Rushdie

Nesse caso só morra sem ler se você for um aiatolá com poder de condenar à morte o autor.

Fazenda Modelo (1974), de Chico Buarque

Muitas pessoas acham que Chico Buarque é um escritor ruim. Maldade. O fato é que seus atuais romances mostram que ele evoluiu bastante desde a novela pecuária “Fazenda Modelo”. Isso foi um elogio?

O Brasil (2013), de Mino Carta

Carta foi o criador da “Veja”. Carta faz questão de lembrar esse fato a todo o momento. Carta odeia a “Veja”. Será um caso de síndrome de Frankenstein editorial? O que o Brasil tem a ver com isso? O país, não o romance. Para descobrir, não leia esse “O Brasil”, prefira o hilário “Contra o Brasil”, de Diogo Mainardi, que não criou a “Veja”, nem faz questão de relembrar que foi colunista lá. Qualquer dúvida me mande uma cartinha.

Anônima Intimidade (2012), de Michel Temer

Não é golpe, mas é para se temer. Desculpem a piada batida, mas uma foto da Marcela me distraiu.

Copacabana Dreams (2013), de Natércia Pontes

Sonho por sonho, prefira ler “Joana a Contragosto”, de Marcelo Mirisola, que é muito melhor e, mais do que isso: é literatura com alma, sêmen, sangue suor e lágrimas.

Helena (1876), de Machado de Assis

Nem o romantismo psicológico dos primeiros livros nem a ironia sofisticada da fase realista. Esse terceiro romance de Machado de Assis é um folhetim típico. Machado nele.

Número Zero (2015), de Umberto Eco

Se tivesse que dar uma nota para esse livro, a respectiva nota está sugerida no título da obra.

Hirudo Medicinallis (2002), de Ademir Luiz

Que tipo de pedante colocaria um título em latim em pleno século 21? Precisava de 400 páginas para contar essa história doidivanas sobre uma tribo urbana que se veste de vampiro em guerra contra os fãs do seriado “Star Trek” e ainda enfiar no meio o roubo da Mona Lisa? O autor por acaso tomou um coquetel de craque, peiote, LSD, Fanta Uva e Smirnoff Ice? O que ele pensa que é: um gênio visionário incompreendido? Um Arturo Bandini? Deve estar de sacanagem? Bateu a cabeça e acha que é o Andy Kaufman? E esse nome misturando jogador de futebol e rei francês? Deve ser pseudônimo, só pode. Tipos como esse só tem um destino: ficar tentando aparecer falando mal dos livros dos outros na internet.

As 1001 Noites, Anônimo

Essa postagem é sobre livros para morrer antes de ler? Se a lenda diz que quem termina de ler “As 1001 Noites” morre, talvez não ler seja o segredo da imortalidade. Faz todo sentido. Será esse o segredo dos maçons?