sábado, 3 de outubro de 2009

Matemática 'louca' permite até que o Fluminense seja campeão brasileiro

Matemática 'louca' permite até que o Fluminense seja campeão brasileiro
Simulação de resultados no GLOBOESPORTE.COM mostra que tudo ainda é possível na reta final do Brasileirão, até as combinações mais improváveis

Rafael Cardoso
Rio de Janeiro
Tamanho da letra
A- A+
Cezar Loureiro/O Globo
Tricolores terão de comemorar muitos gols e vitórias para escapar do rebaixamento A tabela do Brasileirão mostra o Fluminense sofrendo com a última colocação. Os cálculos do matemático Tristão Garcia colocam o time com 91% de chances de ser rebaixado. Mas, quem diria, o time das Laranjeiras pode até ser campeão brasileiro em 2009. Delírio de torcedor, sensacionalismo da imprensa, campanha política de dirigente? Nada disso, apenas um exercício matemático com cálculos improváveis, porém não impossíveis, para mostrar que até os mais desesperados podem achar brechas matemáticas e sonhar com a redenção. Enquanto muitos se dão por vencidos em suas ambições no campeonato, o GLOBOESPORTE.COM resolveu simular todos os jogos da reta final do Brasileirão e constatou que até o lanterna pode alcançar o posto mais alto da tabela ao fim das 38 rodadas.



Curioso em saber mais estatísticas? Clique aqui e confira os números do Brasileirão



A fórmula é simples, mas obviamente foge da lógica. Em um primeiro momento, o Fluminense já poderia terminar dentro do G-4, na terceira colocação, com 57 pontos, e disputar a Libertadores em 2010. A sua frente, Palmeiras e São Paulo com 61 e 59 pontos, respectivamente. Bastaria que todos os outros jogos terminassem em 0 a 0 até a 38ª rodada e o Tricolor ganhasse todas as suas partidas por 1 a 0. Subiria um total de 17 posições entre a sua condição atual e a final. Até Usain Bolt ficaria com inveja dessa veloz arrancada.



Para levantar o seu segundo troféu de campeão, o cálculo seria ainda mais complexo: além de vencer todos os jogos por 1 a 0 e todos os outros terminarem empatados em 0 a 0, São Paulo e Palmeiras teriam de tropeçar algumas vezes. O Tricolor Paulista perderia dois jogos, além dos outros nove empates. O Alviverde teria de perder cinco das suas últimas doze partidas (incluindo uma derrota para o próprio Flu), além de sete empates. Loucura? Pelo menos, ninguém pode dizer que estão esgotadas todas as probabilidades matemáticas.



- Quando o torcedor é doente, enxerga combinações que são favoráveis ao seu time, mas muitas vezes desafiam a lógica. Esses cálculos do Fluminense são muito improváveis. Existem as chances, mas isso não significa que vá acontecer - explica o professor Tristão Garcia.

NOVA DIRETORIA

De acordo com informações em uma reunião realizada ontem a noite pela atual diretoria da Sociedade Esportiva Ypiranga Futebol Clube, a nova diretoria do clube começa a ser traçada.
-
Após muita conversa e exposições ficou decidido que uma das chapas (digo uma, pois até agora apenas essa foi formada) que irá disputar as eleições terá na presidência o empresário Edmilson Moraes (Milson- Tintas Quimilson), vice-presidente Flávio Pontes(atual presidente), presidente do Conselho Deliberativo Arnaldo Xavier(Rota do Mar) e diretor financeiro Welington Felix.
-
As outras funções não foram repassadas a nós, no entanto, são preenchidas por personalidades que com certeza estão envolvidas e engajadas com a causa.
-
Em relação ao futebol do clube, nossa fonte informou que 95% do time já se encontra formado com jogadores profissionais.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

CIRO GOMES MAIS UM QUE VEM CONTUDO !


SEGUINDO CONSELHO DE EDUARDO CAMPOS , CIRO COMEÇA A GANHAR ESPAÇO E TEM TUDO PRA CHEGAR FORTE EM 2010 ! E ESPERAR PRA VER !

TUCANOS LAVAM DINHEIRO


senador e ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo (PSDB), aliado do governador mineiro e também tucano Aécio Neves, foi acusado pelo Ministério Público de Minas Gerais de ter se beneficiado, durante a gestão dele (1995-98), de um esquema de fraudes em licitação que teria abastecido o chamado valerioduto tucano e causado prejuízo de R$ 2,7 milhões aos cofres do Estado.

O chamado "mensalão tucano", segundo a Polícia Federal, foi um esquema operado pelo publicitário Marcos Valério para ocultar a origem e o destino de R$ 28,5 milhões em recursos públicos desviados e verbas privadas não declaradas, que financiaram a campanha derrotada de Azeredo em 1998.

Em 2005, o valerioduto tucano foi investigado pela PF e pelo Ministério Público Federal. Gerou uma ação penal no Supremo Tribunal Federal contra Azeredo e outra na Justiça Estadual, contra outros 14 réus.

Agora, em ação ajuizada em agosto, e aceita pela Justiça mineira, a Promotoria diz ter identificado um novo braço de financiamento irregular daquela campanha, com "pagamentos irregulares" do governo Azeredo, que resultaram em "vultuosas contribuições" à campanha eleitoral. O tucano afirma desconhecer a ação.

Para o Ministério Público, o esquema envolveu sete empresas vencedoras de 25 licitações na gestão Azeredo para fornecimento de terceirizados ao Estado. Era operado por Cláudio Mourão -secretário da Administração na gestão Azeredo e tesoureiro da campanha de 1998- e pelo empresário José Vicente Fonseca.

Perícias contábeis identificaram favorecimento ilegal e superfaturamento em oito contratos da gestão Azeredo, em benefício de sete empresas de propriedade de Mourão e Fonseca. Segundo a Promotoria, eles usaram "laranjas" e "correligionários do PSDB" como representantes nas sociedades.

Mourão, filiado ao PSDB, era sócio de uma das empresas envolvidas no suposto esquema, a Attempo. Isso até ser nomeado, em janeiro de 1995, secretário da Administração de Azeredo, onde continuou até assumir a coordenação financeira da campanha de 1998.

A campanha de Azeredo, cuja arrecadação de recursos coube a Mourão, recebeu R$ 658,2 mil em doações de empresas envolvidas nas irregularidades e de pessoas físicas que integravam o quadro societário das firmas. Desse total, R$ 423 mil vieram da Sertec, uma das empresas de Fonseca. Foi a segunda maior doação individual.

Nesta ação, o Ministério Público quer que Azeredo, Mourão e Fonseca devolvam, juntos, R$ 2,72 milhões ao Estado. Para isso, solicitou o bloqueio dos bens e a quebra do sigilo bancário dos três.

Com exceção do senador Eduardo Azeredo, os outros 14 réus no processo que investiga o valerioduto tucano vão responder pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro na Justiça de Minas Gerais, e não mais na Justiça Federal.

Por ter foro privilegiado, só Azeredo responde às denúncias no STF (Supremo Tribunal Federal). O relator do processo é o ministro Joaquim Barbosa.

No dia 15, o Ministério Público Federal declinou da competência no caso por entender que a União não foi lesada, mas o Estado mineiro. Por esse motivo, o processo deve ser julgado pela Justiça de Minas.

O processo havia sido desmembrado pelo STF em maio, após Barbosa acatar o pedido de alguns réus, entre eles Mourão e Marcos Valério.

A Justiça Federal em Belo Horizonte, onde o processo tramitava desde maio, acatou o argumento da Procuradoria e, na semana passada, o remeteu para a Justiça Estadual.

Desde o desmembramento, o Ministério Público Estadual investiga o envolvimento de mais pessoas, além das 15 já denunciadas pela Procuradoria-Geral da República, em 2007.

Os denunciados sempre negaram uso de dinheiro público na campanha ou mesmo saber que houvesse ilegalidades, como "caixa dois".

"Queremos ampliar o papel econômico e geopolítico do Brasil no cenário internacional",


Dirigindo-se aos integrantes do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, disse nesta terça-feira que o governo aproveitará as riquezas obtidas com a exploração do petróleo da camada pré-sal para elevar a importância do Brasil frente aos demais páíses.



"Queremos ampliar o papel econômico e geopolítico do Brasil no cenário internacional", disse a ministra. Ela afirmou ainda que a renda obtida deve ser aproveitada para expansão dos instrumentos de combate à pobreza, investir em educação, ciência e tecnologia, além de fortalecer a indústria nacional.

Segundo Dilma, projeções da Petrobras estimam que mais da metade dos investimentos em projetos do pré-sal ficarão no país. "Dos investimentos relacionados a projetos no País, cerca de 64% serão colocados junto ao mercado fornecedor local, levando a uma média anual de colocação de US$ 20 bilhões", afirmou. "A situação máxima que nós chegamos foi de US$ 12 bilhões."

Dilma disse que o governo deve ter uma política industrial específica para o setor, não porque a atual administração tem um viés "estatizante", mas para incentivar a indústria nacional. "Vamos ter uma política de conteúdo nacional que vai depender da nossa capacidade de internalizar e transformar essa demanda em empregos brasileiros e tecnologia nacional", afirmou.

A ministra tentou minimizar a polêmica relativa à distribuição de royalties entre os Estados. "O que é significativo no pré-sal é a renda petrolífera gerada", disse ela. "Se o royalty era decisivo no modelo de concessão, no modelo de partilha ele é importante, mas a renda do petróleo é decisiva", acrescentou, lembrando que esses recursos contemplarão todos os brasileiros e Estados por meio do fundo social que será criado a partir de projeto de lei a ser aprovado pelo Congresso. Vermelho Org.

duplo homicidio em são domingos




Geni matou a mulher e o padrasto dela.









Por volta das 7h., desse domingo (27), aconteceu um duplo homicídio. Foi na Rua Ana Júlia nº.12 no Loteamento São Lucas em São Domingos, Distrito de Brejo Madre de Deus no Agreste de Pernambuco. Segundo informações da Polícia, o acusado Genival Brito de Araújo, ‘Geni’ chegou de uma festa onde estava trabalhando vendendo cerveja em um (carrinho de mão), e começou a discutir com sua companheira Claine Micheline Raquel de 22anos. Na confusão, Claine correu para a casa de sua mãe que fica vizinha a sua. Em seguida, Geni foi atrás da jovem. Quando chegou lá, foi recebido pelo padrasto de Claine, José Inácio do Nascimento Lopes de 44 anos, ‘Seu Neném’ e pela mãe dela. O casal tentou apaziguar a situação. Ainda na porta, o acusado sacou um revolver e disparou duas vezes contra seu Neném que faleceu na hora. A mãe de Claine correu e se trancou no banheiro, enquanto Geni seguiu até o quarto e atirou contra Claine que foi socorrida para o Hospital Municipal de Santa Cruz do Capibaribe, onde faleceu minutos depois. A Polícia confirmou que foi crime passional e que está a procura do assassino. Vizinhos afirmaram que o casal brigava bastante e estava se separando e que já existia um acordo perante a Justiça de divisão de bens.

POLICIA REC´PERA MOTO DE ROUBADA POR ALMA SEBOSA



A 3ª CIPM de Santa Cruz do Capibaribe, recebeu a informação que a moto que Geni usou para fugir depois que matou a mulher e o padrasto dela, estaria abandonada no Sítio Logradouro zona rural de Brejo da Madre de Deus. Uma equipe GATI e ROCAM esteve no local e conseguiu recuperar a moto Honda CG 1500c. que pertence a um mototaxista de São Domingos que teve seu nome preservado pela polícia. A moto foi levada para o posto policial de São Domingos e foi entregue ao proprietário, depois de feitos os procedimentos pela Polícia Civil. O delegado Dr. Júlio Porto afirmou em entrevista exclusiva para o Patrulha, que as buscas continuam e quem tiver alguma informação que possa levar a Polícia a capturar Geni, é só ligar para o telefone 3759-8229 ou 3759- 8201.


Fotos : Bartôl Neves
Do patrulhadoagreste.blogspot.com

Quase 2 mil caminhoneiros se mobilizam em grupos de WhatsApp por paralisação

Quase 2 mil caminhoneiros estão em, no mínimo, 15 novos grupos do WhatsApp recém-criados para discutir uma possível paralisação ...