quarta-feira, 7 de outubro de 2009

NANAU MAIS UM QUE VAI PULAR

Nanau caminhando para o outro lado

Parece que esse é o destino do vereador Dr. Nanau (PSDB). O parlamentar, que desde sua posse no início do ano não mostra muita afinidade com o grupo a que pertence, da claras interpretações de que seu alinhamento com o time de Toinho pode estar mais perto do que nunca.

Desde o início do ano não faltaram ocasiões em que o parlamentar causasse mal estar em seu grupo político subindo no palanque da situação e rasgando ceda a gestão municipal.

Ontem o vereador, que está em Brasília acompanhando a comitiva formada pelo grupo de situação que visita os gabinetes na capital federal, fez uma participação no programa Frente a Frente (veiculado de segunda a sexta-feira pela Rádio Vale AM 1370 kHz às 18h) e falou ao jornalista Magno Martins. Em sua fala o vereador fez vários elogios ao prefeito de Santa Cruz por sua atitude de o ter incluído na comitiva.

Complementando a entrevista o prefeito participou do bate-papo e acrescentou que em uma próxima ocasião levará o restante da bancada de oposição.

Resta agora esperar e observar qual vai ser a reação do grupo liderado pelo deputado estadual Edson Vieira (PSDB) quanto ao impasse de ter um vereador de sua ´´base`` andando ´´de braços dados`` com o ´´inimigo``.

Os comentários nos bastidores giram em torno da seguinte pergunta ´´o que o vereador quer com essas atitudes``.


BLOG DO MELQUI

DEU NO BLOG DO MELQUI




ENTREVISTAS

Confiram parte das entrevistas realizadas pelos jornalistas Izabelita Tavares e Betto Aragão ao deputado estadual Edson Vieira(PSDB), ao ex-deputado estadual Oseas Moraes e ao ex-prefeito Zè Augusto:
-
Deputado Estadual Esdson Vieira
-
Jornalistas: Observamos que o Deputado utiliza diversos meios de comunicação como ferramenta para informar e aproximar os seus eleitores do seu mandato. Como o Sr. tem planejado as ações através destes veículos de informação e qual a importância destes mecanismos para a sociedade?

Edson Vieira: A importância dos meios de comunicação se dá pela proximidade que se atinge um eleitor, pois todos estão conectados com algum desses meios, pois ficam informados de tudo que acontece. É uma ferramenta de fácil acesso. Uma grande parte da sociedade hoje, tem aceso a internet, tem acesso a informação, seja ela pelos blogs ou pelo sites. Eu procuro fazer assim, porque eu tenho um entendimento que é um caminho próximo de chegar, e ele irá tomar ciência do que nós estamos fazendo. Não que eu seja contra a outros meios de comunicação, mas eu acho que é uma maneira nova de valorizar os profissionais e deixar a população bem informada.
-
Jornalistas: Nas eleições de 2006 o Deputado Edson Vieira foi eleito com 39.378 votos. Tendo em vista o trabalho desenvolvido ao longo dos últimos 2 anos e meio como representante dos pernambucanos na Assembléia Legislativa e, há pouco mais de um ano para o próximo pleito eleitoral, quais as suas expectativas quanto à possibilidade de ser reeleito para mais 4 anos como Deputado Estadual?

Edson Vieira: As melhores possíveis. Graças a Deus, mesmo fazendo parte da bancada de oposição, na Assembléia Legislativa tenho dado assistência as minhas bases, disputei uma eleição para Prefeito em Santa Cruz, mas nem por conta disso deixei de dar atenção nas bases aonde fui votado. 90% das bases que me apoiaram, estão seguras para votar no Deputado Edson Vieira de novo, por quê? Por que fomos coerentes e cumprimos com as nossas promessas, com as metas de campanha, fui solidário, fui amigo e, espero ser reeleito. Para se ter uma idéia nós estamos avançando os contatos com lideranças fora da região como São José da Coroa Grande, como também, aqui próximo que é o caso da cidade de Santa Maria do Cambucá, Frei Miguelinho, como as cidades circunvizinhas a Santa Cruz do Capibaribe a qual tenho absoluta confiança que me reelegerão como Deputado Estadual.
-
Ex-prefeito e pré-candidato José Augusto Maia
-
Jornalistas: Nos oito anos de administração pública à qual o Sr. esteve à frente da Prefeitura Municipal, quais foram as maiores realizações promovidas por José Augusto Maia para Santa Cruz do Capibaribe?

José Augusto Maia: As pessoas viram como eu peguei essa cidade há oito anos, tomada pelo lixo, com falta de água, as muriçocas, a desorganização da feira, praticamente apenas 15% das ruas calçadas, sem vias de acesso nos bairros, a questão da economia “a feira” neste abandono total e, depois de oito anos de trabalho eu entrego Santa Cruz de uma maneira totalmente diferente. Uma cidade que antes vivia do carro pipa, hoje é quase auto-suficiente em água. Entrego a cidade com as vias de acesso, não com calçamento total, mas com todos os bairros da cidade com vias de acesso, a questão da segurança que era um caos, Santa Cruz era a cidade mais violenta de Pernambuco e, deixou de ser a mais violente para ser exemplo de segurança, a questão da Educação que fomos colocados entre as 20 melhores educações do Nordeste, e a economia que é o ponto mais alto, com a construção do Moda Center Santa Cruz, uma obra que fez crescer não só a cidade, mas toda a região. E, depois de todo esse trabalho saiu elegendo o meu sucessor. Fui o prefeito mais premiado de Santa Cruz do Capibaribe, ganhei prêmios para ir visitar a Europa, hoje estou sendo convidado pelo SEBRAE para dar palestras sobre economia, segurança e educação.
-
Jornalistas: Especula-se que Santa Cruz do Capibaribe contará com a candidatura de três representantes naturais da cidade pleiteando vagas na Assembléia Legislativa de Pernambuco a partir de 2011. Na sua visão, o que o diferencia dos demais possíveis candidatos e, o que poderá favorecê-lo na hora da escolha do voto por parte do eleitorado santacruzense?

José Augusto Maia: Eu acho que o povo, a juventude, os idosos, todos de um modo geral, eles vão observar, ver a história de cada um. A minha história é uma história, que repercutiu não só aqui, mas em toda a região, no Agreste Pernambucano, no Estado, no Nordeste e no Brasil. Eu não fui um prefeito comum, eu fui um prefeito que inovou. Que fez algo diferente. A questão da segurança, na qual caímos em alguns casos como os homicídios fomos para 70%, em outros 80% e quase 100% no que diz respeito a seqüestros, assaltos a bancos e isso me deu uma visibilidade nacional, porque o mapa da violência do país, nós saímos do 44º lugar, para o 467º lugar na queda. Ganhei prêmios como a cidade que tinha o menor índice de crianças de ruas. E principalmente a questão do Moda Center, todos sabem como foi difícil tirar a feira da rua, uma feira com 30 anos que ninguém pagava absolutamente nada, ter que sair para um outro lugar e fazer com que as pessoas pagassem para construir. Pois se eu tivesse o dinheiro de construir uma obra daquela de 50, 60 ou 100 milhões era muito fácil colocar as pessoas dentro. O Moda Center, a segurança, a escola do SENAI, a implantação das faculdades, então, minha administração repercutiu muito na região.
-
Oseas Moraes
-
Jornalistas: Você será candidato a deputado estadual?

Oseas Moraes: Nós temos o nosso nome colocado em nível de partido para uma pré-candidatura no PSB, candidato a gente firma ele depois da convenção. Fui duas vezes deputado estadual pelo PSB o qual estou filiado de 1990. Hoje, faço parte da executiva estadual do partido e através de uma conversa de partido com o nosso Presidente Estadual e o Presidente Nacional do partido e o Governador Eduardo Campos decidiu-se por algumas pré-candidaturas e o meu nome foi colocado para representar essa região, essa micro região do nosso agreste e também, logicamente o estado de Pernambuco que a gente vai ter que correr este estado para conseguir se candidato for uma eleição positiva.

Jornalistas: Praticamente seguindo a mesma linha partidária (política) você acha que o Governador Eduardo Campos o apoiaria na cidade?

Oseas Moraes: Eu vejo assim, na questão de apoio, o Governo vai disputar uma campanha majoritária, nós teremos duas candidaturas da bancada de apoio ao governo. Agora, eu levo vantagem por ser do partido, ser do PSB, eu estou no governo junto com Eduardo, eu ter sido eleito em 1990 junto com Eduardo para Deputado Estadual. Existe esta amizade, esse relacionamento comigo, por ter estudado com ele quando jovem, por ele ter me apoiado em 1988, por fazer parte do Governo dele hoje, como Diretor do LAFEPE, com isso a gente leva uma pouca vantagem e o Governador vai saber muito bem dividir isso o que apoio, o que é coligação. Eu espero que ele tenha essa candidatura como uma que possa ajudá-lo na Casa Joaquim Nabuco e ajudar Pernambuco e, não por vaidade ou por querer ser deputado por mim, por vontade própria, essa candidatura precisa ser boa para a cidade, para o governo e, para o estado. Então, entrego tudo a Deus, Deus toma conta de tudo e peço a ELE que me dê sabedoria, equilíbrio para que eu possa passar por todos os processos. Agora em setembro é a filiação, em abril vem a questão da descompatibilização o qual eu deixo a direção do LAFEPE para disputar a eleição em outubro de 2010, depois a convenção e por fim a campanha e, campanha a gente sabe fazer.

Frei Damião é considerado venerável pelo Vaticano e fica mais perto da beatificação

Uma decisão do  Papa Francisco  deixou Frei Damião de Bozzano, missionário que atuou no Nordeste no século 20, mais perto da beatificaç...