sábado, 26 de junho de 2010

Lula cancela participação no G-20 por causa das enchentes em AL e PE

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cancelou viagem ao Canadá para participar de reunião do G-20, grupo formado pelos países mais ricos e principais emergentes. Ele tomou a decisão após reunir-se nesta sexta-feira (25) com o ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, no Palácio da Alvorada. Lula adiou a viagem para seguir acompanhando os trabalhos de ajuda aos atingidos pelas enchentes ocorridas em Alagoas e Pernambuco.
'Tem gente que tira proveito da miséria', diz Lula no Nordeste Lula sobrevoa cidade alagoana atingida pela chuva Número de mortos pelas chuvas em Alagoas e Pernambuco chega a 45 Força Nacional vai ajudar a combater saques em Alagoas e Pernambuco Segundo Amorim, Lula ficou “chocado” com os estragos provocados pelas chuvas em Alagoas e Pernambuco e, por isso, decidiu monitorar no Brasil as medidas de auxílio aos municípios atingidos.
"Ele [Lula] me comunicou que não irá à reunião do G-20. Ele deseja ficar no Brasil acompanhando as medidas que têm sido tomadas em relação aos problemas das enchentes no Nordeste”, disse o ministro.
Nesta quinta (24), o presidente visitou os dois estados e anunciou a liberação de recursos financeiros. O presidente será representando no G-20 pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, que já está em Toronto, no Canadá.
O número de mortes causadas pela chuva em Alagoas chegou a 34. Em Pernambuco, foram registradas 17 mortes. Nos dois estados, o número de óbitos causados pela chuva, desde a semana passada, subiu para 51. Mais de 160 mil pessoas saíram de suas casas.
Reunião
Segundo o porta-voz da Presidência, Marcelo Baumbach, durante as reuniões do G-20, no sábado (26) e no domingo (27), Lula defenderia a retomada do crescimento da economia mundial. No G-20, Lula também defenderia maior participação dos países emergentes nas instituições financeiras internacionais e articularia a retomada e conclusão da Rodada de Doha.
Segundo Amorim, o ministro da Fazenda está capacitado a tratar de todos os temas da reunião. “O G-20 tem temas estritamente econômicos. O ministro Mantega obviamente está mais do que capacitado a tratar de todos os temas. É preciso dizer também que essa reunião do G-20, de certa maneira, é uma reunião encaixada com uma reunião que havia do G8. A reunião do G-20 importante vai ser no final do ano, na Coreia. Então, ela é um pouco uma preparatória para o que vai acontecer na Coreia, onde o presidente estará”.
Amorim disse ainda que o impasse acerca do programa nuclear do Irã não será discutido nas reuniões do G-20. "Primeiro que o Irã não vai ser discutido no G-20, que trata de temas econômicos”, disse.

Fenômeno conhecido como "ondas de leste" pode ter provocado temporal no Estado

Um fenômeno chamado 'ondas de leste' pode ter sido uma das causas do temporal que devastou o Estado. Na última quinta-feira (17), a Defesa Civil recebeu o alerta do Laboratório de Meteorologia.
Os satélites, na ocasião, mostraram a aproximação de uma imensa massa de nuvens, um fenômeno conhecido como ondas de leste, que se formava a partir do litoral de Pernambuco. O que chamou a atenção dos técnicos não foi somente a chegada deste fenômeno – uma vez que ele já tinha ocorrido outras vezes sem causar estragos- mas também as condições climáticas do momento, que propiciavam as chuvas fortes.


mai ab 

A questão da transferência de votos

Na verdade, não é só Marina que é idiota ou burra ou as duas coisas juntas.

Os tucanos também são.

Um dos argumentos usados pelos tucanos para justificar a queda de Serra nas pesquisas é que não é Dilma que está crescendo, mas que Lula está transferindo votos para ela.

E a proposta de Lula é essa e é bom que seja assim.Afinal, só transfere votos quem faz um bom governo aos olhos da população.E só recebe quem é merecedor do votos do candidato sucedido.Neste ponto, Dilma, por ser honesta e competente, merece os votos de Lula.

Não é de hoje que há transferência de votos no Brasil.

Maluf transferiu votos para Pita.

Itamar, pela força do Real, transferiu votos para FHC.

João Paulo, pelo ótimo desempenho na prefeitura do Recife, transferiu votos para o desconhecido João da Costa, que aliás, está fazendo um bom governo.

Aécio Neves transferiu votos para Márcio Lacerda.

Sérgio Cabral transferiu votos para Eduardo Paes.

Serra transferiu votos para Kassab.

Se sempre foi assim e sempre será, por que não poderá ser agora em 2010?

Azar de Serra que não tem ninguém para transferir votos para ele.

E agora José ?



Quando escreveu a poesia "José", na década de 40, Carlos Drummond de Andrade obviamente nem desconfiava que um dia ela serviria como uma luva para ilustrar a conjuntura política brasileira. Este dia chegou ontem (23), com a divulgação da pesquisa Ibope que mostra o presidenciável da oposição de direita, José Serra (PSDB), em situação periclitante, com cinco pontos de desvantagem sobre Dilma Rousseff (PT), sua principal adversária na corrida presidencial.


JOSÉ

A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José ?
e agora, você ?
você que é sem nome,
que zomba dos outros,
você que faz versos,
que ama protesta,
e agora, José ?

Está sem mulher,
está sem discurso,
está sem carinho,
já não pode beber,
já não pode fumar,
cuspir já não pode,
a noite esfriou,
o dia não veio,
o bonde não veio,
o riso não veio,
não veio a utopia
e tudo acabou
e tudo fugiu
e tudo mofou,
e agora, José ?

E agora, José ?
Sua doce palavra,
seu instante de febre,
sua gula e jejum,
sua biblioteca,
sua lavra de ouro,
seu terno de vidro,
sua incoerência,
seu ódio - e agora ?

Com a chave na mão
quer abrir a porta,
não existe porta;
quer morrer no mar,
mas o mar secou;
quer ir para Minas,
Minas não há mais.
José, e agora ?

Se você gritasse,
se você gemesse,
se você tocasse
a valsa vienense,
se você dormisse,
se você cansasse,
se você morresse…
Mas você não morre,
você é duro, José !

Sozinho no escuro
qual bicho-do-mato,
sem teogonia,
sem parede nua
para se encostar,
sem cavalo preto
que fuja a galope,
você marcha, José !
José, pra onde ?

Carlos Drummond de Andrade


Em maio, quando consolidou-se a ascensão de Dilma nas pesquisas, a oposição minimizou o fato dizendo que o crescimento da petista deveu-se à exposição dela na propaganda partidária na TV e que o mês seguinte, junho, seria o "mês de Serra" pois o PSDB, o DEM, o PTB e o PPS exibiriam suas propagandas na TV tendo o presidenciável tucano como ator principal.

“Maio é o mês da Dilma. Junho será o nosso mês”, afirmou o presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, no dia 24 de maio. Na mesma ocasião, Guerra disse que “no momento em que alguém tem uma movimentação intensa nos meios de comunicação, é evidente que vai levar vantagem” e ainda reafirmou que a estratégia de campanha de Serra estava correta e não seria alterada.

Alguns dias depois, no início de junho, uma reunião da cúpula tucana foi convocada pelo ex-presidente FHC para cobrar mudanças nos rumos da campanha. Aécio Neves pediu ao colega paulista que fosse mais agressivo com a adversária petista e os aliados sugeriram que Serra centralizasse menos a campanha, especialmente na escolha das agendas, acelerasse a escolha do vice e desse mais atenção à montagem dos palanques regionais. As recomendações tinham como objetivo garantir que junho seria mesmo o "mês de Serra', como havia previsto Guerra. Mas não foi.

Junho está acabando, os partidos da direita pró-Serra cumpriram o prometido e violaram a lei eleitoral para colocar o tucano como ator principal de seus programas na rádio e na TV. Serra seguiu parte das recomendações dos aliados. Mesmo assim, o dado concreto até agora, trazido pela pesquisa Ibope de ontem (23), mostra que nada adiantou. Dilma continua subindo (está com 40% dos votos, tinha 37% na pesquisa anterior) e Serra continua caindo (está com 35%, tinha 37 antes).

A oposição foi pega de surpresa pelo resultado da pesquisa. Sérgio Guerra chegou a colocar em dúvida os dados do Ibope. Alegou que pesquisa interna do PSDB mostra números mais favoráveis a Serra.

A frustração oposicionista recoloca a questão sobre os acertos e desacertos da estratégia de campanha tucana. Depois de ensaiar elogios ao governo e depois recuar, alterando o tom para um discurso mais agressivo contra Dilma e o PT, restam poucas alternativas a José Serra a não ser construir novas lendas como a de que a campanha mesmo só começa depois da Copa, ou de que nos debates ele irá superar Dilma e reconquistar o eleitorado.

Porém, o Ibope mostra que é cada vez maior o eleitorado que está decidido a votar na candidata que dará continuidade ao governo Lula. E uma parcela dos votos que Serra tem hoje vem justamente de pessoas que ainda não sabem que Dilma é esta candidata. O tucano lidera apenas no Sul e entre os mais ricos.


Até mesmo em São Paulo, reduto eleitoral do tucanato, Serra começa a patinar. Isso sem falar em Minas Gerais --citada na poesia de Drummond-- onde Aécio parece pouco disposto a trabalhar em prol do ex-governador paulista.

Diante deste quadro desanimador, o que Serra poderá fazer para tirar votos de Dilma e recolocá-los em sua cesta? Esta é uma pergunta que a coordenação da campanha tucana está aflita para responder.

O jornal Valor Econômico traz, nesta quinta-feira, matéria na qual questiona se os tucanos estariam dispostos a seguir o exemplo de Alckmin em 2006 e passar a bater mais duro no presidente Lula mesmo sabendo que, hoje, Lula desfruta de uma popularidade muito maior do que tinha há quatro anos.

O jornalista Luiz Gonzalez, marqueteiro de Serra, é contrário a campanhas com ataques a adversário, que considera improdutivas. Serra também, mas o fato é que o tucano vem lentamente elevando o tom das críticas ao presidente. Na convenção de Salvador ele cunhou a frase: "Luis XIV achava que o Estado era ele. Nas democracias e no Brasil, não há lugar para luíses assim".

"Serra procura demonstrar convicção sobre a linha escolhida. Mas a campanha tucana, em junho, esteve permeada de assuntos negativos. A demora na escolha do candidato a vice na chapa do PSDB, por exemplo, indica insegurança e dificuldades internas para a definição do nome. Serra prefere fazer de conta que se trata de uma aflição de jornalistas, mas o fato é que o debate alimenta o noticiário negativo sobre a campanha. A pesquisa também atrapalha as últimas conversas sobre o vice e sobre a montagem dos palanques regionais - Serra entra mais fraco do que estava nas negociações", avalia o Valor, que cita ainda várias outras "derrapadas" do candidato tucano.

O jornal O Estado de S. Paulo também questionou a estratégia atual de Serra. Em editorial, afirmou que “para continuar a ter chances, Serra precisará encontrar um novo discurso e uma nova estratégia de campanha... Fora disso, só lhe restará esperar por um erro da adversária... Se quiser ganhar, Serra vai ter que partir para o ataque”.

Resta saber se o tucano vai seguir o script desenhado pela mídia aliada. Até o momento, parece disposto a não mudar uma vírgula em sua estratégia errática de campanha. Mas é provável que nem ele mesmo tenha certeza do que fazer. Pensando com seus botões, deve estar repetindo a pergunta de Drummond: "E agora, José?"

Da redação Vermelho, Cláudio Gonzalez

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Carniceiros de Palmares

 Em Palmares alguns filhos de Lúciver , estão se aproveitando da tragédia que ocorreu em 
Palmares , pessoas sem escrúpulos sem ética sem moral que parecem cegas diantedo que 
ocorre com seus irmãos  com seus irmãos que estão sofrendo !

preço de um garrafão de água mineral: de 15,00 a 32,00 R$

Preço de um butijão de gás : de 70,00 a 100,00 R$


Palmares encontra-se devastada
Rio Largo AL

Lula sobre o ocorrido :


Em visita à cidade de Rio Largo (AL), nesta quinta-feira (24), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que vai destinar às vítimas das chuvas em Alagoas e Pernambuco parte das casas previstas para serem entregues pelo Programa "Minha Casa, Minha Vida". Em 2010, o Governo Federal espera entregar 1 milhão de unidades em todo o país. Também deverão ser entregues às famílias parte das casas previstas para o programa em 2011, que devem ser 2 milhões.
Em Alagoas e em Pernambuco, foram confirmadas 46 mortes causadas pela chuva, desde a semana passada. Mais de 160 mil pessoas saíram de suas casas nos dois estados. Lula visitou os dois estados nesta quinta-feira.



Sobe para 46 o número de mortos no Nordeste

Com a localização de mais um corpo, no município de Barreiros (PE), subiu de 45 para 46 o número de mortos por causa das chuvas que atingem os Estados de Pernambuco e Alagoas desde a semana passada. No total, 154 mil pessoas tiveram que deixar suas casas. São mais de 80 municípios atingidos nos dois Estados, segundo a Folhaonline.
A localização foi confirmada na tarde desta quinta-feira pela Defesa Civil de Pernambuco. A vítima ainda não foi identificada. O Estado, agora, soma 17 mortos por causa das chuvas. Hoje a Defesa Civil informou também que o total de desabrigados e desalojados dobrou em relação aos dados de ontem, indo para 80 mil.
De acordo com a Defesa Civil, desse total, 53.518 pessoas são desalojadas --estão em casa de amigos e parentes-- e outras 26.797 são desabrigados, ou seja, dependem de abrigos públicos. Até a tarde de hoje, foram contabilizadas ainda 11.407 casas destruídas ou danificadas, assim como 2.000 km de estradas e 79 pontes.
Já em Alagoas, as chuvas provocaram 29 mortes e afetaram 180 mil pessoas, sendo que cerca de 75 mil tiveram que deixar suas casas. Dessas, 47.897 estão desalojadas e 26.618, desabrigadas.
Em balanço divulgado hoje pela Defesa Civil, diminuiu de 607 para 135 o número de desaparecidos em Alagoas. O termo refere-se a quem está fora de casa e não foi localizado. Segundo o governo estadual, a queda acentuada se deve ao resgate de dezenas de pessoas pertencentes a uma comunidade quilombola de União dos Palmares (a 70 km de Maceió), que estavam desaparecidas até ontem.
Recursos
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou na tarde de hoje a liberação de R$ 550 milhões imediatos para auxiliar as vítimas das chuvas de Pernambuco e Alagoas. O anúncio foi feito durante visita do presidente a região afetada pelos temporais.
O valor será divido entre os dois Estados, que receberão R$ 275 milhões cada. Além disso, mais R$ 1 bilhão será destinado para a região via BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para a reconstrução das pequenas e médias empresas. Lula também anunciou a liberação do FGTS para todos os afetados nas cidades que decretaram calamidade.

Após 91 dias, ex-prefeito de Caruaru deixa a prisão











A tarde de ontem foi bem movimentada na Penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru, Agreste do Estado. O motivo: o ex prefeito de Caruaru, Manoel Teixeira, recebeu um habeas Corpus concedido pelos desembargadores Cristóvão Augusto Rodrigues e Roberto Ferreira, e deixou a prisão, após 91 dias.Na saída, às 17h30, ele chorou abraçado a parentes e amigos. “Estou aliviado por estar livre. E vou provar minha inocência gradativamente”, garantiu o ex-prefeito. Aos jornalistas, Manoel Teixeira prometeu uma coletiva para a próxima semana. “Depois vou marcar uma conversa para falar dos meus projetos pessoais, principalmente, no que se refere ao meu futuro político”, disse ele. O ex-prefeito saiu da prisão aplaudido e foi para casa, com planos de descansar.

1° Trilha do Sagrado Coraçaõ 
na comunidade de Placas de Taquaritinga do Norte-PE
os Motores vão roca e muita emoção 
Dia 18 de Julho de 2010.
Laragada as 10:00hs
enfrente a igreja do Sagrado
nas Placas de taquaritinga do Norte
 Você vai viver as melhores emoções da Dalia da serra.
Informações: 081- 9418-0812 ou 9263-1137

1 ano do Dália Net


Foi no dia 23 de Junho de 2009 que o Dalia Net começou a levar informações a população
muitas polêmicas , outras de ultilidade pública , mais sempre incomodando e agradando a
toda sociedade , sempre espressamos nossas idéias , e deichamos que todos os leitores
espressem suas idéias, muitos acreditaram que o blog acabaria com um mês depois mais não
foi o que aconteceu , completamos um ano com quase um milhão de acessos , e continuaremos
a levar as noticias , as polêmicas, os fatos e acontecimentos do cotidiano a todos os nossos
leitores.

Fica aqui o nosso muito obrigado a você leitor do nosso blog , pois vocês são os maiores
responsaveis pelo nosso sucesso !

Policia de caruaru apreende dinheiro falso



Nesta terça feira, 22 de Maio, a policia civil de caruaru prendeu no curau do gado, José Nivaldo e Antonio Pedro, todos da zona rural da cidade de Altinho com eles a policia apreendeu a importância de R$ 2.400 reais em notas falsas, todos foram encaminhados para a delegacia da policia Civil e depois para a delegacia da Policia federal, onde foi autuado em flagrante, e depois foram encaminhado para o presídio Juiz, Plácido de Souza em caruaru, onde ficara a disposição da justiça federal.Fonte Reportagem e fotos Adielson Galvão

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Oposição pior que a selação da França




 Aliado de José Serra no Nordeste, não atende as ligações do presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE). 'Há 20 anos que eu converso com o Jarbas. Nunca deixei de falar com ele nem quando éramos adversários. Semana passada, liguei cinco vezes. Não consegui falar com ele, mas falei com o pessoal dele', queixa-se Guerra. A bronca é por causa da chapa de senadores da oposição, incompleta desde a desistência de Guerra, agora cotado para a vice de José Serra.(Da coluna Brasília DF - Luiz Carlos Azedo)


e ninguem consegue convencer Magalhães

Roberto Magalhães ex - Prefeito de Recife e ex Governador de Pernambuco, 
não se rendeu as tentativas frustadoas de Jarbas e companhia de tentar convecelo
a concorrer ao senado ao lado do ex- senador biônico no tempo da ditadura 

Ministro da defasa em Pernambuco

  













O ministro da Defesa, Nelson Jobim, e o governador de Pernambuco, 
Eduardo Campos, visitam o município de Palmares, para avaliar os e
stragos provocados pela chuva da semana passada, segundo o Jornal
 do Brasil.Neste momento eles se reúnem com o prefeito da cidade, 
José Bartolomeu de Oliveira Neto, e o do município de Catende, Otacílio Cordeiro.
Depois da reunião, Jobim deve percorrer os locais mais atingidos pela enchente.
 Ele já sobrevoou a cidade e pôde ver as áreas mais danificadas, principalmente
 a região ribeirinha e o centro.Segundo a Defesa Civil, o Rio Una subiu nove metros
 no período mais crítico. Agora, a água já baixou, mas há muita lama, entulho, 
casas comprometidas e pontes destruídas.

PERNAMBUCO PERDE SOCORRO

pernambuco pede socorro de canto a canto dos estado as
chuvas não dão trégua !








Ajude as vítimas das chuvas em Pernambuco

image


Para ajudar as vítimas, diversos órgãos estão organizados em campanha. A Rede Nordeste de Comunicação, em Caruaru, é um desses órgãos que arrecadam donativos. A instituição compreende o Portal +AB, a TV Asa Branca e a Globo FM. O ponto de recolhimento é na própria sede da Rede Nordeste de Comunicação, em Caruaru, que fica na Avenida José Pinheiro dos Santos, Pinheirópolis, 650. A campanha é feita em pareceria com o Lions Clube, que tem ponto de arrecadação na Avenida Suíça. Nº 100, bairro Maurício de Nassau. O terceiro ponto de arrecadação é no estádio do Lacerdão, que fica na Avenida Agamenon Magalhães.
Outros pontos de arrecadação
Caruaru
O Sindicato dos Lojistas de Caruaru (Sindloja) também arrecada donativos. O sindicato fica na Rua Preta, São Francisco. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Caruaru, também participa da campanha. A OAB fica na Rua Cônego Júlio Cabral, 267, bairro Universitário. O 4º BPM também participa. O quartel fica às margens da BR-104, ao lado do terminal rodoviário. Já o Corpo de Bombeiros, que também está engajado na campanha fica na Rua Fernandes Ponte Filho, bairro Pinheirópolis.
O Centro de Integração Empresa Escola (CIEE) também está arrecadando donativos. A instituição fica na rua Deolindo Tavares, n° 49, bairro Maurício de Nassau. Outro ponto de arrecadação é na Receita Federal, próximo ao giradouro Major Clementino, no centro. As igrejas católicas também arrecadam alimentos, roupas e cobertores.
Recife
No Recife, mais de 200 famílias estão alojadas em abrigos da Prefeitura ou em casas de parentes. Para ajudar essas vítimas, as pessoas podem realizar a doação do material na sede do Instituto de Assistência Social e Cidadania do Recife (Iasc), localizado na Rua Imperial, 202, no bairro de São José.
As doações também podem ser entregues, ads 9h às 17h, em um posto de arrecadação instalado pela Polícia Militar na Quadra Poliesportiva do Quartel do Comando Geral, no Derby.
Gravatá
O município está recebendo doações de alimentos não perecíveis, agasalhos, roupas e calçados para as vítimas desabrigadas. As contribuições podem ser deixadas em diversos pontos da cidade, como a Secretaria de Finanças, de Saúde, de Ação Social, e a Praça da Matriz. Equipes também circulam pelo município para receber as doações.
A secretaria de Ação Social fica na Rua Francisco Bezerra de Carvalho, Centro. Mais informações: (81) 3563 9057/9037.
Barra de Guabiraba
No município de Barra de Guabiraba, a água chegou a atingir o telhado das casas, especialmente na parte baixa da cidade. Quem quiser fazer doações pode telefonar para os números abaixo e a Prefeitura do Município manda buscar os donativos. Colchões, lençóis e alimentos são as maiores necessidades.
Contatos:
8848.1144 / 9144.6052 / 9144.6053 / 3758.1145
Barreiros
O Rio Una transbordou e, em alguns pontos da cidade, o nível da água chega a dois metros. Barreiros ainda está sem energia elétrica e a comunicação é difícil - não há confirmação ainda do número de vítimas da tragédia, ainda há muitas pessoas desaparecidas ou ilhadas em pontos mais altos. Dois helicópteros estão auxiliando no socorro das vítimas e ambulâncias do Samu levam as vítimas para atendimento em cidades vizinhas.
Um posto da Polícia Rodoviária Federal na entrada da cidade está recebendo as doações, que podem ser feitas por meio de depósito na seguinte conta:
Banco do Brasil
Agência 0710-2
Conta corrente 6070-4
Cabo de Santo Agostinho
No Cabo de Santo Agostinho, os Centros de Referência em Assistência Social (Cras), de Ponte dos Carvalhos e do Cabo recebem roupas e brinquedos. Para quem não pode ir até lá, é possível fazer solicitação à Secretaria Municipal de Programas Sociais e da Mulher para que uma equipe faça o recolhimento. Mais informações: (81) 3521-6759/6718.
Palmares
A ponte que dá acesso a vários municípios da Mata Sul caiu e Palmares é uma das cidades mais afetadas. São muitos desabrigados e falta água e comida. A Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados (ACS-PE) instalou um posto de arrecadação de doações na sede da entidade.
A ACS fica na rua Amaro Bezerra nº 489 - Derby - Recife.
Contato: (81) 3423.0604 ou 3423.9907
Horário de funcionamento: das 8h às 12h e das 13h às 17h.
Toritama
As doações podem ser feitas até o dia 30 de junho. Quem estiver interessado em colaborar pode encaminhar os donativos para a Prefeitura, das 7h às 17h, que fica na Rua João Chagas, s/n, centro. Estão recebendo doações de alimentos não perecíveis, água potável e roupas.
Ajude você também!
Se você conhece outros pontos de arrecadação envie a sugestão na barra de comentários abaixo.

Mais um DEMOCRATA CORRUPTO

A Justiça do Paraná determinou o bloqueio dos bens do presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Nelson Justus (DEM), e do primeiro secretário da mesa diretora da Casa, Alexandre Curi (PMDB).
O valor do bloqueio é de R$ 10 milhões. Ele visa assegurar, segundo o Ministério Público Estadual, que fez a solicitação, o pagamento de eventuais prejuízos na ação de improbidade administrativa em que os dois deputados respondem.

A Assembleia é investigada por suspeita de abrigar esquema de nomeações de funcionários fantasmas entre 1994 e 2009.

A juíza Luciane Pereira Ramos, da 2ª Vara da Fazenda Pública, não acatou no mesmo pedido do MPE ação para afastar Justus e Curi dos cargos.

Nenhum dos dois parlamentares se manifestou a respeito da decisão judicial.

Os integrantes da mesa diretora vêm afirmando por meio da assessoria da Casa que a presidência da Assembleia colabora com a investigações das suspeitas de irregularidades.

Segundo a assessoria, as denúncias só foram levadas a conhecimento público por causa de medidas de transparência adotada pela atual direção do legislativo estadual, como o Portal da Transparência, onde ficam os nomes de todos os funcionários da Assembleia.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Governo libera verba para os estados que sofrem com a chuva


Na última semana editamos uma MP que prevê recursos contra enchentes em âmbito nacional. Já solicitamos que os governadores apresentem seus projetos para que possamos liberar”, disse Padilha.
Nesta tarde, por volta de 18h30, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reúne com o governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho (PSDB), em Brasília. De acordo com Padilha, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PR) também deve participar do encontro.
Chuvas
As fortes chuvas em Alagoas e Pernambuco no último fim de semana provocaram mortes e deixaram milhares de desalojados. Em Alagoas, 21 municípios foram prejudicados e 15 estão em situação de calamidade pública, de acordo com decreto publicado no "Diário Oficial" do estado. A Defesa Civil confirmou 19 mortes. Cerca de 70 mil pessoas foram afetadas. Mais de 4,1 mil casas foram destruídas.
Em Pernambuco, a Defesa Civil confirmou 12 óbitos provocados pela chuva desde a semana passada. No estado, 53 municípios relataram danos. Treze decretaram situação de emergência. Cerca de 40 mil pessoas tiveram de deixar suas casas e seguiram para abrigos públicos e residências de amigos e parentes.

40 mil pessoas desabrigadas em Pernambuco

A Defesa Civil de Pernambuco informou que 49 municípios foram afetados pelas chuvas ou pelos rios que transbordaram , 40 mil pessoas estão desabrigadas. Para esclarecer as dúvidas sobre a situação atual de Caruaru, no Agreste, o ABTV 1° Edição convidou o coordenador da Defesa Civil, Coronel João Bosco.

O que está em jogo nesta política


Postado no Blog do Emir nesta segunda-feira (21)

Em quatro meses o Brasil terá decidido quem será o próximo(a) presidente(a). Destaca-se muitos aspectos da particularidade desta campanha, desde o de que Lula não será candidato, pela primeira vez, desde que o fim da ditadura trouxe as eleições, até o do protagonismo de duas mulheres entre os três principais candidatos.

Mas o tema mais importante é o do julgamento de um governo até aqui sui generis na história política do país. Um presidente de origem operária, imigrante do nordeste, chega ao final do seu mandato com a maior popularidade da história do país e submete democraticamente seu governo a uma consulta popular, mediante a apresentação como sua possível sucessora da coordenadora do seu governo.

Um governo que começou rompendo o caminho do Área de Livre Comércio das Américas, conduzido pelo governo anterior, que teria levado o Brasil e todo o continente à penosa situação do México: 90% do seu comércio exterior com os EUA, como reflexo disso na crise retrocedeu 7% seu PIB no ano passado, foi ao FMI de novo, assinando a Carta de Intenções (deles).

O novo governo promoveu uma reinserção internacional do Brasil, privilegiando os processos de integração regional e as alianças com o Sul do mundo. A China tornou-se o primeiro parceiro comercial do Brasil, o segundo é a América do Sul como um todo, em terceiro os EUA. A crise revelou os efeitos dessa mudança: pudemos superá-la rapidamente pela diversificação do comercio internacional e a menor dependência das relações com os EUA, a Europa e o Japão. (Além do papel importante do mercado interno de consumo populasr.)

Esse é um dos temas que está em jogo: o lugar do Brasil no mundo. Seguir aprofundando essa nova inserção ou voltar à aliança subordinada com os EUA e as potências centrais do sistema.

O outro tema – em que igualmente houve maior mudança na passagem do governo FHC para o de Lula: as políticas sociais. No governo anterior, a distribuição de renda seria resultado mecânico da estabilidade monetária. Controlada a inflação – “um imposto aos pobres” -, se recuperaria capacidade de compra dos salários.

No governo Lula, as políticas sociais tiveram um papel reitor. O modelo econômico não separava o crescimento econômico e a distribuição de renda. A recuperação da capacidade do Estado de promover o desenvolvimento – este um tema abolido no governo FHC – foi também um aspecto novo, junto à extensão do mercado interno de consumo de massas. Mudou a direção do comercio exterior e seu peso, reforçando-se o mercado interno.

Esse tema também está em jogo. Os governos neoliberais deram prioridade ao ajuste fiscal, ao controle inflacionário. O governo Lula priorizou a esfera social.

Está em jogo também o papel do Estado. Como costuma acontecer, o candidato opositor considera excessiva a presença do Estado, a carga tributária, os gastos estatais, os investimentos e os custos da maquina estatal. As criticas ao supostos “corporativismo” e a comparação com Luis XIV tem como direção o Estado mínimo e a presença maior do mercado.

No seu sentido geral, podemos dizer que as eleições deste ano definem se o governo Lula é um parêntese, com o retorno das coalizões tradicionais que governaram o Brasil ao longo do tempo ou se é uma alavanca para definitivamente sair do modelo neoliberal e construir uma sociedade justa, solidária, democrática e soberana. Caso se dê esta última alternativa, os setores conservadores sofrerão uma derrota de proporções, com toda uma geração dos seus representantes políticos praticamente terminando suas carreiras e abrindo espaço para grandes avanços na direção das orientações do governo Lula.

Desfile Cívico atrai grande público e encerra em grande estilo a Semana da Pátria em Taquaritinga do Norte

As atividades da Semana da Pátria em Taquaritinga do Norte foram encerradas em grande estilo neste domingo(15), com o Desfile Cívico em...