quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Pernambuco tem 419 obras paradas que somam mais de R$ 3 bilhões

Em 2013, haviam 172 contratos paralisados em Pernambuco, no valor de R$ 741 milhões / Foto: JC Imagem

Em 2013, haviam 172 contratos paralisados em Pernambuco, no valor de R$ 741 milhões

Foto: JC Imagem

Levantamento do Tribunal de Contas do Estado (TCE) mostra que existem 419 obras paralisadas ou com indícios de paralisação em Pernambuco, em contratos que juntos somam R$ 3,12 bilhões. Os dados são referentes a 2014 e foram compilados com base nas prestações de contas das prefeituras e do governo estadual. A lista inclui obras emblemáticas como o Ramal da Copa, o Corredor Leste-Oeste, UPAs, a barragem de Serro Azul e a Ponte do Monteiro, no Recife.
Mais do que as entregas atrasadas, os projetos suspensos já consumiram R$ 737 milhões do erário.
Segundo o TCE, o comparativo com 2013 mostra que o número de obras paradas no Estado mais do que dobrou, enquanto o valor dos projetos interrompidos cresceu mais de quatro vezes. No ano anterior, haviam 172 contratos paralisados em Pernambuco, no valor de R$ 741 milhões.
O balanço mais recente, apontou projetos parados em 82 cidades do interior, em 23 órgãos estaduais e em três secretarias da Prefeitura do Recife, além da Empresa de Urbanização do Recife (URB) e da Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb).
O levantamento serve de subsídio para o trabalho de fiscalização do Tribunal de Contas. Além disso, os contratos de obras paralisadas têm prioridade na hora de se planejar auditorias no TCE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário