segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Bebê morre ao ser arremessado de carro destruído em colisão na BR-101



Carro modelo Cruze ficou destruído em acidente com carreta neste domingo (27), na BR-101 (Foto: Filipe Lemos/Campos 24 horas)Carro ficou destruído em acidente com carreta na BR-101, em Campos (Foto: Filipe Lemos/Campos 24 horas)
A bebê de apenas oito meses, identificada como Manuela da Costa Regiane, morreu em um acidente que envolveu um carro de passeio e uma carreta neste domingo (27) na BR-101 em Campos Goytacazes, no Norte Fluminense. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a mulher de 30 anos amamentava a filha no momento do acidente. Elas foram arremessadas para fora do veículo, que ficou totalmente destruído, e a mãe ficou gravemente ferida. A cadeirinha infantil que estava no banco traseiro ficou intacta.
Cadeira do bebê ficou intacta após a colisão  (Foto: Filipe Lemos/Campos 24 horas)Cadeira do bebê ficou intacta após a colisão
(Foto: Filipe Lemos/Campos 24 horas)
O pai da criança, de 32 anos, que era o motorista, teve ferimentos leves e o motorista da carreta saiu ileso. Segundo agentes da PRF, o acidente ocorreu por volta das 15h30, no Km 42, trecho Campos-Vitória, na altura da localidade de Guandu. A carreta havia saído do Rio de Janeiro e seguia para Serra, no Espírito Santo. Já o veículo de modelo Cruze, onde estavam o casal e a bebê, seguia no sentido contrário. A colisão foi frontal e a causa ainda será apurada.
Com o impacto da batida, o Cruze rodou e parou fora da pista. O corpo da bebê foi arremessado a uma distância de 15 metros. A mãe levou uma forte pancada na cabeça e teve fratura exposta de fêmur. Eles foram socorridos para o Hospital Ferreira Machado (HFM). Segundo a equipe de resgate da Autopista Fluminense, empresa que administra a BR-101, a criança já estava morta quando o socorro chegou ao local.
G1 entrou em contato por e-mail e telefone com a assessoria de imprensa do HFM, onde informou que, a mãe da criança, identificada como Gisele da Costa Regiane, sofreu traumatismo craniano e seu estado é grave. Já o pai, identificado como Gustavo Hencriques Regiane Alves, foi atendido e liberado. O corpo da criança foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Campos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário