quarta-feira, 2 de março de 2016

Ex-companheiros e rivais prestam homenagem ao ex-atacante Leonardo


Notícia pegou a todos de surpresa e deixou um vazio no futebol local


"Fomos campeões dos juniores depois de muito tempo", relembrou Juninho

JC Imagem

Felipe Amorim
Twitter: @amorim_felipe
A morte do ex-atacante Leonardo, que estava internado há quase um mês no Hospital da Restauração, na tarde desta terça-feira (1º), pegou a todos de surpresa. Atônitos, os amantes do esporte bretão, atletas e ex-atletas demonstraram sua dor por conta da perda daquele atacante pequeno, rápido e habilidoso.


Em sua página oficial no Facebook, o ex-zagueiro Ricardo Rocha falou a respeito. "É com meu coração cheio de dor e tristeza, que comunico que meu amigo Leonardo faleceu agora há pouco. Me faltam palavras para quando tragédias assim acontecem, principalmente quando acontecem assim tão perto da gente. Deus tem um propósito para tudo, mas às vezes é difícil de entender. Parece que foi ontem que ajudei a trazer você para o Vasco porque acreditei no seu potencial, e você se achou no futebol, dando orgulho a todos nós. Vai com Deus, Leonardo! Que sua família encontre conforto, dentro do possível. Nós, teus amigos e fãs, nunca te esqueceremos", disse o ex-tricolor.


O ex-meia Juninho Pernambucano, em entrevista à Rádio Jornal, relembrou quando eles atuaram juntos nos juniores do Sport. "É um dia bem triste esse do falecimento de Leonardo. Tenho ótimas lembrancas dele, como quando cheguei pra fazer teste nos juniores do Sport, em 1992. Ele (Leonardo) havia acabado de chegar de Picos (cidade do interior do Piauí) e fomos campeões dos juniores depois de muito tempo", disse.
Rival dentro das quatro linhas no futebol pernambucano, o goleiro Nilson expressou todo o seu sentimento diretamente de Portugal, onde atua. No seu Facebook, o arqueiro postou a seguinte mensagem  em inglês e português: "Uma notícia muito triste para mim e para todos aqueles que conheceram o Leonardo, ex-jogador do Sport. Tive o prazer de jogar com ele na seleção brasileira, um amigo, um cara arretado com se diz em Pernambuco. O futebol está de luto. Ficará para sempre em nossa memória, Leo", escreveu.

O ex-atacante Kuki, que soube do ocorrido durante o treino do Náutico, também ficou estarrecido com a morte de Leonardo. "Quando cheguei em Pernambuco eu tinha dois ídolos no Estado. Todo mundo sabe que eu sou Náutico doente, mas eu acompanhei dois jogadores quando estava no Rio Grande do Sul: Nildo e Leonardo. São meus ídolos que o futebol me proporcionou jogar contra eles e aos mesmo tempo sermos amigos", comentou Kuki, chorando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário