quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Nova descoberta afirma que o fim do mundo não será em 2012


thumbnail
Um trabalho de escavações, realizado numa caverna da Guatemala, trouxe à tona um calendário que joga por terra a previsão de que o mundo acabaria em 2012. Este novo calendário prevê que o mundo continue existindo por, pelo menos, mais 7.000 anos.
Segundo o novo calendário, encontrado no sítio de Xultún, não há qualquer indício de que o fim do mundo aconteça em 2012. Um estudo de caso foi publicado nos Estados Unidos e contou com declarações do arqueólogo William Saturno, da Universidade de Boston, que chefiou a expedição.
Para ele, ”os antigos maias previram que o mundo continuará e que em 7.000 anos as coisas serão exatamente como são”.
O calendário encontrado é um cerimonial de 260 dias, ciclo anual de 584 dias do planeta Vênus e 780 dias de Marte. Esse hieróglifo, do século IX, é mais antigo que os calendários dos Códices Maias.
Segundo as inscrições, nosso planeta ainda tem alguns milhares de anos pela frente. Os trabalhos foram publicados na revista americana Science.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Taquararitinga : Hoje tem Quartas de Final do Poeirão na Brasília

Hoje tem a segunda rodada das quartas de final do tradicional Campeonato do Poeirão no Bairro Brasília. O campeonato é organizado por Edu...