terça-feira, 26 de abril de 2016

Sargento cumpre 30 dias de detenção disciplinar por usar óculos escuros

Sargento cumpre 30 dias de detenção disciplinar por usar óculos escuros

Após crítica de Joel da Harpa (PTN), Alepe quer revisar Código Disciplinar da PM e dos Bombeiros

'Esse é um Código arcaico, atrasado e que prejudica a vida dos praças', criticou Joel da Harpa (PTN) / Foto: João Bita/Alepe

'Esse é um Código arcaico, atrasado e que prejudica a vida dos praças', criticou Joel da Harpa (PTN)

Foto: João Bita/Alepe

Paulo Veras
Um sargento do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco deve passar 30 dias detido como uma punição disciplinar por ter usado óculos escuros durante o serviço. A crítica foi feita pelo deputado estadual Joel da Harpa (PTN), na sessão desta terça-feira (26) da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). A Casa agora quer criar uma comissão para revisar o código disciplinar da Polícia Militar e dos Bombeiros para tentar evitar punições deste tipo.
Segundo Joel, o sargento Galvão, que é doutor em Antropologia, usou o óculos escuros para fazer uma atividade física, mas foi orientado por um oficial a retirar os óculos. No dia seguinte, ao novamente usar o objeto para fazer suas atividades, ele acabou respondendo a um processo disciplinar dentro da corporação porque o artigo 81 do Código Disciplinar pune aquele que desobedecer ordem de algum superior.
O caso ocorreu em agosto, mas a punição só começou a ser paga nesta semana. "Esse é um Código arcaico, atrasado e que prejudica a vida dos praças", reclamou o deputado. "Um óculos escuros é algo normal que qualquer cidadão usa", disse ainda.
Por sugestão do deputado Rodrigo Novaes (PSD), a Alepe deve criar uma comissão, liderada por Joel, para ouvir os comandos da PM e dos Bombeiros e a categoria e tentar atualizar o Código Disciplinar, que é de 2000.
Ex-policial militar, o deputado Professor Lupércio (SD) também sugeriu que um grupo de deputados vá até o quartel conferir a situação do sargento e do oficial que o chefiava.

Nenhum comentário:

Postar um comentário