quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Pernambuco tem janeiro mais violento desde 2009

De acordo com estatísticas da SDS, foram contabilizados 357 assassinatos em janeiro deste ano. Foto: JC Imagem
De acordo com estatísticas da SDS, foram contabilizados 357 assassinatos em janeiro deste ano. Foto: JC Imagem
A violência continua avançando em Pernambuco. De acordo com estatísticas da Secretaria de Defesa Social (SDS), no primeiro mês deste ano foram registrados 357 assasssinatos no Estado. Em números, esse é o janeiro mais violento dos últimos sete anos.
Em relação a janeiro do ano passado, quando foram registradas 323 mortes, houve um aumento de 10,52% nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). O programa de segurança Pacto pela Vida prevê a redução de 12%.
Pernambuco fechou o ano de 2015 com um aumento de 13,3% no número de homicídios em relação a 2014. Foram 457 assassinatos a mais. O primeiro mês de 2016 já mostrou que é preciso repensar estratégias para conter a violência.
Apesar das mudanças no Comando Geral da Polícia Militar, em novembro passado, e na constantetroca de delegados seccionais os resultados continuam insatisfatórios na área da segurança pública.
O mês de fevereiro também começou turbulento. Insatisfeita com a negociação com o Governo do Estado, a Polícia Civil decretou estado de greve e ameaçou parar no sábado de Carnaval. Isso só não aconteceu porque o Tribunal de Justiça de Pernambuco decretou a ilegalidade e ameaçou aplicar multa diária de R$ 100 mil.
No entanto, o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol) afirmou que vai aguardar até a próxima semana que o Estado encaminhe à Assembleia Legislativa projeto de lei com alterações no plano de cargos e carreiras. A categoria exige que passe de 1,5% para 2% o percentual de reajuste concedido ao policial à medida que cresce na corporação.
Confira comparativo de homicídios no mês de janeiro nos últimos anos:
2016 – 357
2015 – 323
2014 – 256
2013- 272
2012 – 287
2011 – 316
2010 – 327
2009 – 380
Fonte: SDS

Nenhum comentário:

Postar um comentário