terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Náutico obteve vitória para consolidar liderança e confiança


Timbu bateu o América por 1x0 e se isola na primeira posição do Estadual
Náutico venceu os quatros jogos do Pernambucano, e ainda não levou um gol sequer no Estadual / André Nery/JC Imagem

Náutico venceu os quatros jogos do Pernambucano, e ainda não levou um gol sequer no Estadual

André Nery/JC Imagem

Blog do Torcedor

A vitória por 1×0 sobre o América, nesta segunda-feira, na Ilha do Retiro, trouxe muito mais do que os três pontos e a ampliação da liderança isolada para o Náutico no Pernambucano. O êxito desta noite também foi importante para manter os ânimos alvirrubros lá em cima. Foi a quarta vitória seguida do Timbu e sem sofrer gols. Uma fase que só inspira confiança.
Jogo de dois tempos
Se o torcedor realmente acredita que o Náutico pode levar o Pernambucano, deve depositar sua fé no time que atuou no segundo tempo da partida. Foram nos 45 minutos finais do confronto que o Timbu mostrou todo o seu repertório. Levou perigo pelo meio, pelas laterais e com a bola aérea. Só não fez um placar maior porque o goleiro adversário estava em noite inspirada. Sem falar que o ataque não estava com o pé tão calibrado, principalmente Daniel Morais, que desperdiçou no mínimo três boas oportunidades.
Apesar da vitória e da boa exibição na segunda etapa, os alvirrubros não pode esquecer do fraco primeiro tempo. O Náutico foi uma equipe lenta e sofreu para chegar ao ataque. Menos mal que o América foi quase inofensivo do outro lado. Mas é bom o Timbu se ligar para não pagar caro na próxima.
Ilha alvirrubra
O mando de campo foi do América, mas quem foi em maioria para a Ilha do Retiro foi o torcedor do Náutico. Presente na arquibancada frontal, o torcedor do Timbu trouxe cores diferentes para o estádio rubro-negro. Um fato curioso para as arquibancadas leoninas.
Mundo cão
Mas curiosidade mesmo foi a presença de uma cadela no gramado. O animal entrou durante o primeiro tempo e atravesou o campo da Ilha para sair sem maiores atropelos para a partida.
Delone, o cata pênalti
Além de algumas grandes importantes, o goleiro Delone se destacou por pegar um pênalti cobrado por Daniel Morais. Foi a segunda penalidade defendida pelo goleiro americano contra um grande da capital. Antes, havia segurado a cobrança de outro Daniel, o Costa, no duelo com o Santa Cruz. O arqueiro do Mequinha só não foi herói porque não conseguiu impedir o gol de Ronaldo Alves, após cobrança de falta na área.
FICHA TÉCNICA – AMÉRICA 0X1 NÁUTICO
AMÉRICA – Delone; Da Silva (Nunes), Danilo, Yuri e Ricardinho; Gláuber, Danyel, Thiago Laranjeira e Alex Gaibu (Carioca); Netto (Dentinho) e Ewerton Bala. Técnico: Charles Muniz.
NÁUTICO – Júlio César; Rafael Pereira, Ronaldo Alves, Fabiano Eller, Gaston Filgueira; Elicarlos, Rodrigo Souza e Esquerdinha (Thiago Santana); Rafael Ratão (Renan Oliveira), Rony e Daniel Morais. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.
Pernambucano 2016. Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Ricardo Jorge Ribeiro dos Anjos (PE). Assistentes: Fernanda Colombo Uliana e Charles Rosas Pires (PE). Gol: Ronaldo Alves (N) aos 3 minutos do segundo tempo. Amarelos: Esquerdinha (N), Yuri (A), Ricardinho (A) e Rodrigo Souza (N). Vermelho: Ewerton Bala (dois amarelos).


Nenhum comentário:

Postar um comentário