segunda-feira, 16 de maio de 2016

Superobeso Carlinhos volta ao Recife para avaliação no Hospital das Clínicas


Carlinhos surpreendeu a equipe médica ao perder 50 quilos enquanto continuava o tratamento em casa. Superobeso mora no Sertão da Paraíba, mas faz tratamento no Recife desde o ano passado

Quando chegou ao Recife, Carlinhos pesava cerca de 420 quilos. / Portal Correio-PB/Divulgação
Quando chegou ao Recife, Carlinhos pesava cerca de 420 quilos.
Portal Correio-PB/Divulgação
Da Editoria de Cidades
Nesta segunda-feira (16), voltou ao Recife para avaliação periódica no Hospital das Clínicas (HC), na Zona Oeste da capital, o paraibano Carlos Antônio dos Santos Freitas, 28, conhecido como Carlinhos que, em julho do ano passado deu entrada no mesmo hospital pesando cerca de 420 quilos. Marcando 211 quilos na pesagem de hoje, Carlinhos surpreendeu a equipe médica com um resultado muito melhor do que o esperado. 
Em fevereiro, após quase sete meses de internação, o superobeso recebeu alta do HR e voltou para a cidade de Patos, no Sertão da Paraíba. Na ocasião, Carlinhos pesava 261,6 quilos. Foram 50 quilos perdidos desde então, número que deixou os médicos bastante otimistas quanto ao tratamento feito até agora.  

Segundo o médico Álvaro Ferraz, Chefe do Serviço de Cirurgia Geral do Hospital das Clínicas, que acompanhou e coordenou a equipe responsável pelo caso do paraibano, a visita deve ser curta. "Estamos esperando apenas os resultados dos exames para traçar uma nova meta. O resultado foi muito melhor do que o esperado, então ele deve voltar para casa dentro de um ou dois dias", conta. O médico ressalta que o acompanhamento está sendo feito pela Prefeitura de Patos e que as visitas ao HR, no Recife, devem acontecer de dois em dois meses. "Tudo vai depender dos exames, podemos até estender esse prazo se tudo estiver bem", afirma.  
Quando deu entrada no hospital, em 9 de julho de 2015, Carlinhos tinha o sonho de voltar a andar, o que não conseguia fazer há 9 meses. Cerca de dois meses depois, o paraibano conseguiu ficar em pé. Em pouco mais de 60 dias, já havia perdido 145 quilos.  Sobre a necessidade de uma possível cirurgia bariática, Álvaro Ferraz defende que, "se o caso continuar evoluindo assim, pode ser que Carlinhos não precise de cirurgia".

Nenhum comentário:

Postar um comentário