domingo, 13 de maio de 2012

Tanta vaidade! Tanta corrupção! e nós somos, apenas, um pequeno ponto azul no espaço.


Um pequeno ponto azul no espaço. A viajar a 108 000 km/h pela imensidão do Universo. Situado a cerca de 150 milhões de quilómetros do Sol, possui um diâmetro de 12756 km, sendo pouco maior que o planeta Vénus. A sua atmosfera é composta essencialmente por azoto (78%) e oxigénio (21%). É o único local do Universo onde sabemos haver vida. É o local onde todos os nossos antepassados nasceram, viveram e morreram. Onde todas as figuras históricas que conhecemos representaram os seus papéis. Onde todas as guerras e batalhas ocorreram. Todos os grandes feitos da Humanidade tiveram lugar aqui ou na sua imediata vizinhança. Tudo o que ocorreu, todos os que conhecemos, tudo concentrado num pequeno ponto azul no espaço. É a Terra, o nosso planeta, a nossa casa.
A Roscosmos, Agência Espacial da Rússia, divulgou nesta sexta-feira, 11, uma imagem da Terra registrada pelo Elektro-L. É a maior imagem da Terra já registrada, com 121 megapixels.
Cada pixel da foto corresponde a aproximadamente 1 quilômetro de distância real. A imagem não é como as outras, que reúne diversos registros projetado em um modelo de globo – ela registra a Terra em sua totalidade em uma única foto.
O satélite registra uma foto como esta a cada 30 minutos para ajudar a monitorar mudanças climáticas.
Por Jornal de Caruaru

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Guarda Municipal de Taquararitinga do Norte prende dois Elementos

Dois irmãos foram detidos com um simulacro de arma de fogo na tarde deste sábado (30), na Avenida Jose Juventino da Silva, em frente a Paró...