segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

DEPUTADO IRONIZA SILÊNCIO DE MORO SOBRE ESCÂNDALO


Paulo Pimenta, líder do PT na Câmara Federal, pediu explicação ao senador eleito, Flávio Bolsonaro, sobre a origem do milhão.

Na opinião do deputado petista, a versão do presidente eleito, Jair Bolsonaro, não se sustenta, “não aguenta um depoimento”.

Pimenta estranhou o silêncio do futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, e do procurador Deltan Dallagnol. “”Os dois sempre gostaram tanto de falar na mídia que seus admiradores esperam ansiosamente suas avaliações do escândalo”, alfinetou o parlamentar.

Moro fugiu apressado de uma entrevista, quando jornalistas fizeram perguntas sobre o Bolsagate e Dallagnol até agora não deu uma palavra. Os dois foram implacáveis na perseguição ao PT, mas parece que não tem a mesma sanha investigatória com relação ao capital e família.

As confusões em torno do governo eleito levaram o senador eleito pelo Ceará, Cid Gomes, a dizer numa entrevista que o futuro ministro da Fazenda, Paulo Guedes, não irá permanecer mais de seis meses no cargo. “Ele é muito truculento, por isso vai sair com menos de um ano previu Cid, que é irmão de Ciro Gomes e como ele governou seu estado natal.

Pior do que a previsão do senador eleito, só mesmo a do ex-presidente José Sarney. Para o experiente político do Maranhão, com o temperamento que tem Jair Bolsonaro não ficará mais de seis meses no cargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estado de Emergência em Sanharó após fortes Chuvas

A cidade de Sanharó, no Agreste de Pernambuco, decretou situação de emergência após as chuvas desta sexta-feira (15). Segundo a Agên...