sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Um abraço e uma caixa de sabonetes: pedidos de natal de asilo pernambucano emocionam pela simplicidade


Vivem no abrigo 38 idosos, com idades entre 55 e 89 anos.As fotos da campanha viralizaram nas redes sociais e emocionam pela simplicidade
Publicado em 25/11/2016, às 05h36
Alguns pedem bens imateriais, como um abraço da família ou passar o natal com os parentes / Foto: Facebook/Casa dos Pobres
Alguns pedem bens imateriais, como um abraço da família ou passar o natal com os parentes
Foto: Facebook/Casa dos Pobres
Talita Barbosa
Uma pizza, um vestido azul, uma caixa de sabonete. Enquanto muitos tem desejos de natal grandiosos, os pedidos feitos pelos idosos que vivem na Casa dos Pobres, em Vitória de Santo Antão, Zona da Mata do Estado, emocionam pela simplicidade. A campanha "Faça um idoso feliz" revelou, no Facebook da entidade, os sonhos de 38 vovôs e vovós que moram no local. Nas fotos, eles mostram em lousas os seus pedidos de natal e nos convidam a realizá-los. O senhor Severino Carlos espera ganhar um bolo de chocolate, Manoel Damião, uma "pareia" de roupa e Antônio Cassiano, um boné. Não importa a idade, os sonhos e desejos permanecem, mesmo que simples. A tesoureira da instituição, Irmã Francisca Maria, afirmou que esses bens, sem muito valor material, são os mais necessários ao local. Adotar sonhos como um rádio de pilha ou uma caixa de sabonetes, seria, na verdade, uma forma de demonstrar carinho e mostrar que eles não estão sós.
"Um dos maiores presentes que um idoso pode ganhar é a atenção. Todos nós gostamos de ser lembrados", afirmou. A Casa dos Pobres funciona há 82 anos e é administrada pelas freiras do Instituto Filhas de Maria, Servas da Caridade. O lar é mantido, primordialmente, com a ajuda de doações. Atualmente, no abrigo vivem 19 homens e 19 mulheres, com idades entre 55 e 89 anos, que chegaram ali por diferentes motivos. Alguns foram encaminhados pela assistência social, outros devido a maus tratos que sofriam. Há também os que estão ali porque foram levados pela própria família ou vizinhos. Entre eles está o senhor Antônio Francisco, de 70 anos, cadeirante, cujo desejo é passar o natal com os três filhos, mesmo tendo chegado ao asilo após ser vítima de maus-tratos por parte de familiares.
"Ele pediu aos vizinhos que o trouxessem para cá, mas mesmo assim, quer o carinho da família. Nossa campanha quer sensibilizar a sociedade para que as pessoas possam levar carinho e cuidado até eles e colaborar de alguma forma com as necessidades da instituição, que são muitas", relatou a irmã Francisca. 

Doações

Até a tarde de ontem (23), a publicação já tinha quase 11 mil compartilhamentos na página www.facebook.com/Casadospobres1935. As irmãs viram uma notícia sobre uma ideia semelhanete realizada por um asilo paulista e decidiram fazer o mesmo na Casa dos Pobres. No que depender de quem reagiu à postagem, Maria das Dores vai receber o perfume, Rita de Cássia vai ganhar a roupa e José Carlos, o rádio de pilha. 
"Não consegui conter as lágrimas ao ver estes idosos fazendo esses pedidos, coisas que para nós são tão normais no dia a dia, mas que para eles faz diferença", disse uma das internautas que se dispuseram a ajudar. Quem quiser contribuir pode levar as doações dos pedidos ou fraldas descartáveis tamanho M ou G, material de limpeza e higiene ou curativos. A Casa dos Pobres fica na Rua Professor Juca, s/n, no Bairro Matriz da Vitória. Também é possível doar através de depósito bancário na conta-corrente 60.521-2, 0233-x, Banco do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário