sexta-feira, 13 de maio de 2016

Ida de Fernando Filho para ministério Temer gera mal-estar no governo estadual

Ida de Fernando Filho para ministério Temer gera mal-estar no governo estadual

O governador Paulo Câmara ficou incomodado com a iniciativa do parlamentar e lembrou que Executiva nacional do PSB é contra a postura
Franco Benites e Mariana Araújo
P
Fernando Filho é ministro de Minas e Energia, mas Paulo Câmara não gostou da iniciativa do parlamentar de aceitar convocação de Michel Temer
Fernando Filho é ministro de Minas e Energia, mas Paulo Câmara não gostou da iniciativa do parlamentar de aceitar convocação de Michel Temer
JC Imagem
Além dos problemas decorrentes do afastamento do DEM e do PSDB, o PSB tem um problema interno para solucionar. Embora a Executiva nacional do partido tenha decidido que não teria cargos no governo Michel Temer (PSDB), o deputado federal Fernando Filho (PSB) ocupará a pasta de Minas e Energia. Na prática, a iniciativa do parlamentar de aceitar o convite do peemedebista representa mais um capítulo no duelo do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) com o governador Paulo Câmara (PSB) e o prefeito Geraldo Julio (PSB).

Vice-presidente nacional do PSB, o governador de Pernambuco já havia declarado que era contra a ocupação de cargos no governo Temer. Ontem, no Palácio do Campo das Princesas, ele reconheceu que a iniciativa de Fernando Filho gerou incômodo. “Criar desconforto, cria. Sobre punição, cabe à Executiva Nacional se pronunciar. Evidentemente, como filiado ao PSB, respeito as decisões do partido. É importante que todos os filiados também respeitem”, declarou.

Paulo também disse que Fernando Filho chega ao ministério como “cota pessoal” de Temer, repetindo o que o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, já havia sinalizado. Porém, de acordo com interlocutores, a chateação do governador com a família Coelho é grande. Agora, inclusive, especula-se que ele pode dar o troco a Fernando Bezerra, não apoiando a candidatura do deputado estadual Miguel Coelho à Prefeitura de Petrolina e apostando no projeto eleitoral do também deputado estadual Lucas Ramos (PSB).

Nenhum comentário:

Postar um comentário