quarta-feira, 20 de outubro de 2010

NAUTICO ENTREGUE AS BARATAS E RUMO A SÉRIE "C" com 3 meses de salários atrazados


A PIZA
Numa noite problemática, o Náutico acabou goleado pelo Paraná por 4 a 1, dentro dos Aflitos. O time paranaense abriu 3 a 0 logo no primeiro tempo com gols de Wanderson e Rodrigo Pimpão, duas vezes. O Timbu descontou, no segundo tempo, com Ramirez. Mas, Somália marcou o quarto no final da partida.
O resultado deixa a equipe alvirrubra com os mesmos 37 pontos e ainda preocupado com o risco do rebaixamento para a Série C do Brasileiro.
O Náutico tem agora pela frente o clássico contra o Sport, às 16h (horário do Recife) deste sábado (23), na Ilha do Retiro. Já o Paraná encara o líder Coritiba também no sábado, às 15h (horário do Recife).
O jogo
O Náutico já começou a partida com problemas. Minutos antes mesmo de entrar em campo, o técnico Roberto Fernandes precisou fazer uma modificação na equipe. Erick Flores, que estava escalado, acabou deixando a partida para a entrada de Jeff Silva por conta de uma dúvida sobre o número de cartões amarelos.
A dúvida seria se um cartão amarelo que ele havia tomado ainda quando estava no Ceará seria contabilizado como o terceiro. Por precaução, o jogador foi retirado da partida. Depois, chegou-se a conclusão que ele teria condições de atuar.
Aos 6 minutos a situação começou a ficar ainda pior. Wanderson aproveitou um cruzamento para a área e cabeceou, para abrir o placar nos Aflitos. Dois minutos depois, foi a vez de Rodrigo Pimpão chutar de fora da área e fazer o 2 a 0.
Em desvantagem, o Náutico se atirou para o ataque. E o Paraná aproveitou justamente o desespero alvirrubro para armar um contra-ataque e fazer 3 a 0. Wanderson invadiu a área e tocou para Rodrigo Pipão, com o gol aberto, apenas tocar para a rede.
Para tentar correr em busca do prejuízo, Roberto Fernandes não esperou nem o final do primeiro tempo para fazer a primeira substituição com a bola rolando. Bruno Meneghel, após cerca de três meses parado, entrou no lugar de Zé Carlos aos 36 minutos. E foi dele a primeira boa chance do Náutico. Após um chute de Ramirez, a bola sobrou para o atacante bater para fora.
O Náutico voltou para o segundo tempo para tentar amenizar o prejuízo. Aos 10 minutos, Bruno Meneghel bateu de fora da área e a bola explodiu no travessão. Mas, quatro minutos depois, o Timbu conseguiu balançar a rede. Ramirez aproveitou uma sobra e, na entrada da grande área, bateu forte. O goleiro Juninho ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o gol.
Apesar do gol reanimar a equipe, o Náutico continuou bastante desorganizado e aos 38 minutos acabou tomando mais um gol numa trapalhada do sistema defensivo do Timbu. Glédson tentou afastar uma bola na área, mas acabou trombando nos zagueiros. Somália aproveitou a bobeira e fez o quarto gol paranista, fechando o placar nos Aflitos.
O HOMEM QUE ACABOU COM O NAUTICO
ESTE ELEMENTO AI ACIMA RECEBEU OS MAIORES ORÇAMENTOS DA HISTÓRIA DO NAUTICO , ADMINISTROU MUITO MAU , PERDEU IDOLOS DE GRAÇA OU QUASE COMO ACOSTA , FELIPE E GILMAR , SUA GESTÃO FOI PÉSSIMA ATRAZOS ERAM CONSTANTES E O TIME SÓ PASSAVA VERGONHA , MAIS SE NÃO BASTASSE A SUA HERANÇA MALDITA RESPINGOU NA ATUAL DIRETORIA QUE CONTINUA COM O MESMO PENSAMENTO AMADOR E PEQUENO !
ESSE AI EM CIMA FOI O ALVI-RUBRO QUE TEVE A CONDIÇÃO E A CHANCE DE ASSUMIR O NAUTICO , MAIS TEVE MEDO DAS PESSÕES DA SITUAÇÃO E ABRIU DA PARADA ABANDONANDO O NAUTICO E A TORCIDA E DEIXANDO O CLUBE NAS MÃOS DO QUE AI ESTÃO !

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Taquaritinga : Jaqueline Vaqueira adere ao Grupo Calabar e é pre candidata a Vereadora

 Na tarde desta quarta feira ( 10/02 ) a jovem comerciante Jaqueline Vaqueira aderiu ao Grupo Calabar se filiando ao PSB ( Partido Socialis...