segunda-feira, 29 de maio de 2017

Ruas, escolas e hospitais são danificados após chuvas em Caruaru, diz prefeita

A prefeita de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, Raquel Lyra (PSDB), concedeu uma entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (29) para destacar os problemas estruturais na cidade após as chuvas do último fim de semana. O grande volume de água no Agreste e na Mata Sul deixou ao menos quatro mil desalojados, vários desabrigados, dois mortos e dois desaparecidos. O governador do estado, Paulo Câmara (PSB), decretou estado de calamidade em 15 municípios.
De acordo com ela, mais de 200 ruas foram danificadas, 30 muros de escolas correm o risco de desabar, unidades de saúde foram atingidas, 13 casas desabaram, e a Casa de Saúde Bom Jesus e a prefeitura foram parcialmente interditadas por causa das chuvas. Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), choveu 219 mm em menos de 24 horas, o equivalente a três vezes o esperado para todo o mês na cidade.
Rio Formoso e Belém de Maria são as cidades mais prejudicadas pelas chuvas em PE
Segundo a prefeita, duas pessoas ainda estão desaparecidas, cinco famílias estão desabrigadas e 17 desalojadas. Com esse quadro, a gestora espera que o município seja inserido no decreto de emergência do Governo de Pernambuco. Ela disse que houve um equívoco na decisão do governador Paulo Câmara em não incluir Caruaru. O G1 solicitou um posicionamento do governo sobre esta declaração, mas ainda não recebemos resposta.
"Entendemos a preocupação do governo de Pernambuco com as cidades da Mata Sul, mas estamos numa situação emergencial aqui em Caruaru. Estive ontem a noite na reunião com o governador Paulo Câmara e com o presidente Michel Temer, solicitamos a inclusão da cidade nesse decreto e esperamos que esse equívoco seja resolvido", disse Raquel Lyra.
A prefeita informou ainda que o comitê de crise vai acompanhar a situação, já que a previsão de mais chuvas para os próximos dias.
Acidentes de trânsito após chuvas
Veículo envolvido no acidente em Caruaru era roubado (Foto: Divulgação/Polícia Militar)Veículo envolvido no acidente em Caruaru era roubado (Foto: Divulgação/Polícia Militar)
Veículo envolvido no acidente em Caruaru era roubado (Foto: Divulgação/Polícia Militar)
Um homem de 40 anos morreu e outros dois ficaram feridos após um acidente na madrugada desta segunda-feira (29) em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o carro aquaplanou e capotou. O motorista do veículo morreu no local.
Em Bezerros, quatro pessoas ficaram feridas após serem arremessadas para fora de uma ambulância no domingo (28). De acordo com a secretaria de Saúde de Altinho, que levava pacientes para o Recife, o motorista perdeu o controle do veículo por causa da chuva e colidiu contra a mureta de proteção da BR-232.
Volume da barragem do Prata sobre
A barragem do Prata chegou a 30% da capacidade total após chuvas serem registradas no Agreste. A informação foi divulgada pela assessoria da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) nesta segunda-feira (29).
Antes das chuvas, o reservatório localizado em Bonito estava com 12,73% do volume, o que é considerada uma situação de colapso.
Barragem do Prata acumula 10 milhões de metros cúbicos no domingo (28) (Foto: Compesa/Divulgação )Barragem do Prata acumula 10 milhões de metros cúbicos no domingo (28) (Foto: Compesa/Divulgação )
Barragem do Prata acumula 10 milhões de metros cúbicos no domingo (28) (Foto: Compesa/Divulgação )
Feira registra baixo movimento
Após mais uma madrugada chuvosa em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, a Feira da Sulanca registrou um baixo número de pessoas na manhã desta segunda. A prefeitura ainda não divulgou o número oficial de comerciantes que estiveram na feira.
As fortes chuvas em toda região podem ter dificultado o deslocamento dos sulanqueiros nesta segunda. Além do baixo movimento no local, o nível do rio Ipojuca também chama atenção.
De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), o rio transbordou durante a madrugada do domingo (28), mas nesta segunda o volume diminuiu.
Mortes e desaparecidos
Em Caruaru, duas pessoas seguem desaparecidas. De acordo com informações da Defesa Civil, ambas foram levadas pelas águas nos canais que cortam a cidade.
Em Lagoa dos Gatos, um casal morreu após um desabamento. De acordo com o secretário de administração da cidade, Marcelo Antônio da Silva, um servidor da Compesa estava com a esposa dela, quando por volta de 2h, uma barreira teria caído na residência. Os dois morreram no local.
Chuva em Barra de Guabiraba deixou mais de 4 mil desabrigados (Foto: Edvanio Sérgio / Arquivo Pessoal)Chuva em Barra de Guabiraba deixou mais de 4 mil desabrigados (Foto: Edvanio Sérgio / Arquivo Pessoal)
Chuva em Barra de Guabiraba deixou mais de 4 mil desabrigados (Foto: Edvanio Sérgio / Arquivo Pessoal)
Sem estrutura
Com as chuvas, a falta de estrutura nas cidades ficou evidente e o número de pessoas atingidas por causa de inundações preocupa as autoridades. A cidade de Barra de Guabiraba, no Agreste, registrou alagamento em vários bairros. Segundo a secretária de governo do município, Heine Freitas, cerca de 1.500 casas foram inundadas e 4 mil pessoas estão desalojadas.
A queda de uma barreira bloqueou parte de um trecho da BR-101 em Palmares, na Mata Sul. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o acidente ocorreu provavelmente por causa da chuva. Já na cidade de Belém de Maria, o nível do Rio Panelas subiu e o município foi tomado pelas águas, em algumas casas marcando até 80 cm. A população deixou o local e seguiu para os pontos mais altos da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário