domingo, 10 de julho de 2016

População deixa de espancar suspeito de agredir mulher após filha interceder

G1
Central ro (Foto: Matheus Henrique/G1)Homem foi preso após esfaquear mulher e outro
homem durante festa em Porto Velho
(Foto: Matheus Henrique/G1)
Um homem de 37 anos foi preso pela Polícia Militar (PM) na madrugada de domingo (10), após esfaquear a esposa e um homem de 47 anos, durante uma festa julina, no Bairro Escola de Polícia, Zona Leste de Porto Velho.
Segundo a PM, após as agressões, populares pegaram pedaços de madeira para agredir o suspeito de esfaquear durante a festa, mas foram impedidos por uma criança de oito anos, filha do homem, que pediu para que não batessem nele.
Conforme explica a polícia, os envolvidos participavam de uma festa no bairro, quando por algum motivo o suspeito iniciou uma discussão com a mulher e saiu do local. Na volta, estava com uma faca na mão e atingiu o pescoço da vítima. Não contente, o suspeito foi em direção ao homem que estava ao lado e o perfurou em dois lugares na cabeça, nos ombros e também no tórax.
A mulher foi levada em estado grave pelo Serviço de Atendimento Móvel (Samu) até o Hospital e Pronto Socorro João Paulo II. O homem atingido foi levado por populares até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Zona Leste.
Ao G1, uma testemunha que preferiu não se identificar afirmou que o homem teria cometido o crime por motivos de ciúmes da ex-mulher e que após as agressões, várias pessoas queriam agredir o suspeito com pedaços de madeira. A população foi impedida por uma criança de oito anos, filha do agressor. "Sorte que a polícia chegou rápido no local e impediu que a população fizesse justiça com as próprias mãos", disse.
O homem foi encaminhado para a Central de Polícia e vai responder por tentativa de homicídio. Até a publicação desta matéria, o estado de saúde das vítimas não foi divulgado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário