quinta-feira, 9 de junho de 2016

Contrato de Caruaru com empresa foi superfaturado em R$ 691 mil





Um contrato firmado entre a prefeitura de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, e uma empresa de prestação de serviços de manutenção corretiva e preventiva da iluminação pública estaria superfaturado em R$ 691.186,76 - de acordo com o Tribunal de Contas do Estado (TCE). O órgão expediu uma medida cautelar na terça-feira (7) para limitar gastos da manutenção pública em R$ 7 o valor unitário, enquanto o preço contratado pelo município ultrapassava os R$ 12.
O G1 entrou em contato - por e-mail - com a assessoria da prefeitura de Caruaru, mas até a publicação desta matéria não obteve resposta.
Um edital havia sido lançado pela prefeitura de Caruaru para contratar uma empresa que prestasse serviços de manutenção corretiva e preventiva da iluminação pública da cidade, mas o certame foi anulado, segundo o Tribunal de Contas. A assessoria informou que foram encontradas irregularidades no documento. Após isso, em maio, a prefeitura contratou - de forma emergencial - uma empresa especializada pelo valor de R$ 1.720.160,54, com prazo de execução de 120 dias.
De acordo com a assessoria do TCE, "os auditores alertaram que o contrato apontava prejuízo financeiro para os cofres públicos. A cautelar foi sugerida pela equipe técnica do Núcleo de Engenharia, depois que os auditores encontraram uma substancial superestimativa de preços no contrato".
"O preço unitário do serviço contratado, R$ 12,83, chamou atenção dos auditores. Segundo eles, os preços praticados no mercado estavam bem abaixo do citado no contrato. Os auditores alertaram que o contrato apontava um prejuízo financeiro de R$ 691.186,76 para os cofres públicos", informou a assessoria do TCE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário