domingo, 21 de novembro de 2010

Linda mensagem para os FUMANTES

Principais doenças relacionadas ao cigarro: Cigarro - câncer de boca- Aneurismas da aorta (leia: O QUE É UM ANEURISMA?) - Artrite reumatóide (leia: ARTRITE REUMATÓIDE) - Asma - AVC (derrame) (leia: AVC (acidente vascular cerebral)) - Câncer de bexiga - Câncer da boca e língua - Câncer de cólon e pólipos intestinais (leia: PÓLIPOS INTESTINAIS | O que são, sintomas e tratamento) Cigarro - câncer de boca- Câncer do esôfago - Câncer do estômago - Câncer de laringe - Câncer do pâncreas - Câncer de pulmão - Câncer do rim - Câncer do útero - Catarata - Degeneração macular (leia: DEGENERAÇÃO MACULAR | Causas e sintomas) - Doença de Crohn (leia: DOENÇA DE CROHN | RETOCOLITE ULCERATIVA) - DPOC | Bronquite e enfisema pulmonar (leia: DPOC - ENFISEMA E BRONQUITE CRÔNICA) - Envelhecimento precoce - Gangrena e amputações Cigarro - gangrena- Hipertensão (leia: HIPERTENSÃO (PRESSÃO ALTA)) - Infarto do miocárdio (leia: SINTOMAS DO INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO E ANGINA) - Infarto fulminante (leia: INFARTO FULMINANTE | Causas e sintomas) - Infertilidade - Insuficiência renal (leia: INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA) - Insuficiência venosa e varizes dos membros inferiores (leia: VARIZES | Causas e Tratamento) - Impotência sexual - Lesões odontológicas - Leucemias (leia: LEUCEMIA) - Mau hálito (leia: SAIBA COMO ACABAR COM O MAU HÁLITO) - Menopausa precoce Cigarro - Psoríase- Osteoporose (leia: SINTOMAS E TRATAMENTO DA OSTEOPOROSE) - Neuropatia óptica - Pneumotórax (leia: PNEUMOTÓRAX) - Pneumonia (leia: SINTOMAS DA PNEUMONIA) - Psoríase - Redução do paladar e do olfato - Úlceras de estômago e gastrite (leia: GASTRITE E ÚLCERA GÁSTRICA) - Úlceras na pele Leia mais: http://www.mdsaude.com/2008/09/cigarro.html#ixzz15w1ZOGGV



QUEM SÃO FUMANTES PASSIVOS?
As pessoas com maior risco de sofrerem as conseqüências do fumo passsivo são aquelas que moram com fumantes ou as que trabalham em ambientes em que é permitido fumar. O local de trabalho é a principal fonte de exposição à fumaça do cigarropara profissionais que não moram com fumantes, principalmente os que trabalham em restaurantes, bares, bingos, cassinos.
Estima-se que aproximadamente 700 milhões de crianças, ou seja, quase a metade das crianças de todo o mundo são fumantes passivas, principalmente devido ao hábito de fumar de seus pais.
CONSTITUINTES DA FUMAÇA DO CIGARRO
Na queima de um cigarro são liberadas mais de 4000 substâncias na forma de gases e partículas. Algumas têm propriedades irritativas e mais de 60 são conhecidas como carcinogênicas (que podem provocar câncer) em humanos e animais. Os componentes gasosos da fumaça são o monóxido de carbono (principal constituinte), o dióxido de carbono, a amônia, o formaldeído, a acroleína, a dimetilnitrosamina e o hidróxido de cianeto. A porção particulada da fumaça é constituída de nicotina, alcatrão, benzeno e benzopireno.
O fumante passivo fica exposto à fumaça do cigarro que é exalada pelo fumante e à fumaça da queima final do cigarro. A fumaça, exalada pelo fumante, é mais concentrada, contém maior umidade e mais substâncias voláteis, porém é menos tóxica do que a fumaça exalada do cigarro, produzida pela sua queima entre as tragadas ou quando este é abandonado ainda aceso, possui maior quantidade de compostos tóxicos como por exemplo, N-nitrosaminas, benzopirenos, monóxido de carbono, nicotina e metais pesados.


Benefícios de se interromper o fumo. 72 horas - Melhora a respiração. 1 mês - Aumenta a perfusão da pele melhorando sua aparência 3 a 9 meses - Os problemas respiratórios como tosse desaparecem. A função pulmonar aumenta em 10% 1 ano - Risco de infarto cai pela metade 10 anos - Risco de câncer de pulmão cai pela metade 15 anos - Risco de infarto é igual ao de não fumantes ATENÇÃO: Não existe quantidade segura de cigarros nem cigarro light. Quem fuma está sujeito a todos esses riscos, seja apenas um cigarro ou três maços por dia. Obviamente, quanto maior a quantidade, maior o risco. Alguns trabalhos científicos tentaram avaliar o benefício da redução da carga tabágica em até 50% como alternativa para aqueles que tem dificuldade em largar o fumo. Nenhum conseguiu mostrar vantagens, a mortalidade permanece a mesma. Os benefícios só ocorrem para quem abandona de vez o vício.
Cigarro - envelhecimento
Irmãs gêmeas idênticas. A da direita é fumante. A da esquerda nunca fumou.
Como parar de fumar | Opções para o tratamento do tabagismo A nicotina é uma substância psicoativa capaz de causar grande dependência física. A ausência de nicotina na circulação de pessoas viciadas em cigarros causa intenso desejo de fumar e sintomas de abstinência como: - Irritabilidade - Insônia - Angústia - Aumento do apetite - Ansiedade - Dificuldade de concentração - Depressão Algumas substâncias como café e álcool sevem como gatilhos para o desejo de fumar. Na hora que se decide tentar parar de fumar é importante lembrar que o ato de fumar além de ser uma dependência física, é também um comportamento adquirido, que podemos simplificar chamando de "força do hábito". Por isso, o tratamento psicológico pode ser tão importante quanto o medicamentoso, descrito seguir. A pessoa tem que realmente desejar para de fumar. 1.) Reposição de nicotina Pode-se oferecer nicotina sem o cigarro através de adesivos de pele, gomas de mascar (pastilha elástica) ou spray nasal. A quantidade de nicotina oferecida desta maneira é menor que no cigarro, por isso, acaba sendo mais fácil abandonar o tabaco e depois a reposição de nicotina, do que cortar o fumo e a nicotina de uma só vez. 2.) Bupropiona (Zyban) A bupropiona é um antidepressivo especialmente eficaz no controle da dependência da nicotina. O tratamento é normalmente feito com 12- 24 semanas semanas de uso da droga. 3.) Vareniclina A Vareniclina é uma droga que age nos receptores cerebrais de nicotina, "enganando" o cérebro que acha que está recebendo nicotina. O tratamento também dura 12 a 24 semanas semanas. Atenção: Tanto a Vareniclina como a Bupropiona são drogas, por isso, podem apresentam efeitos colaterais e apresentam algumas contra-indicações. Não se deve tomar esses medicamentos por conta própria, sem avaliação médica, sob o risco de graves efeitos adversos. O tratamento da dependência do cigarro é feito com aconselhamento médico associado a terapia medicamentosa. Quando se dissocia um do outro, os resultados não são bons. Leia mais: http://www.mdsaude.com/2008/09/cigarro.html#ixzz15w1MbF5q


8 comentários:

  1. isso é verdadeiramente real nã fume

    ResponderExcluir
  2. fume mais gente fume eu graçs a deus conseguii porvafor pare de fumar

    ResponderExcluir
  3. disse graças a Deus parei de colocar essa porcaria na minha boca e com isto economiso muito mais sem dizer da minha saude melhorei 100%eu se fosse voceis largaria dessa coisa nogenta que deixa todo mundo fedendo que nojo,,,obrigado de taquaritinga interior de sao paulo.

    ResponderExcluir
  4. nosso deus quantas doenças horriveis que o cigarro tras pessoal acordem,veceis nao nasceran fumando.de taquaritinga sp.

    ResponderExcluir
  5. Amooooo a vida por isso não FUMO todos que AMAM a vida devem parar de FUMAR

    ResponderExcluir
  6. Isso é horrivel . minha mãe fuma mais graças a Deus ela taá parando com essa droga maldita . Pra aqeles qe fumam parem de fumar . É bom pra vcs msms.

    ResponderExcluir
  7. com sertesa se vc não conseque deixa pessa foça a deus que vc consequi

    ResponderExcluir