quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

RETROSPECTIVA: ELEIÇÕES DE 2008


Por : Marcos Pontes
A expectativa de toda a população era uma: depois de 12 anos o forte grupo Calabar seria derrotado no voto? Mas em contra partida existia um sentimento que movia o povo, a necessidade de se restabelecer a democracia tirada do povo com a decisão da justiça no ano anterior.  No começo da campanha, era pule de dez, uma vitória mais do que tranqüila para os boca preta, pois o grupo CALABAR estava esfacelado, vinha de uma cassação, de uma guerra interna para escolha do candidato a prefeito e de muita insatisfação por parte de muitos que insistiam em não participarem da campanha. A “casa de Béia”, pela primeira vez, estava no escuro. Era uma luta de Davi contra Golias. Mas aí, deu-se o inesperado. O grupo se uniu para não deixar JÂNIO ser eleito e teve em EVILÁSIO o cara que saiu do seio do povo, o cara que tinha a preferência da maioria do grupo Calabar, coube a ele ser o porta-voz desta mensagem: se quiser ganhar eleição, ganhe no voto. LAZIM, para os íntimos, o PPP, primeiro prefeito preto, como gosta de se identificar, figura tida por alguns como folclórica, porém de uma honestidade a toda prova, ele conseguiu trazer de volta aqueles que não haviam entrado ainda na campanha e começaram a virar o jogo, com uma coordenação impecável, onde podemos citar alguns nomes como: Fábio de Jairo, Pedro Jr, Zé Mário, Eriberto e Milton de Pão de Açúcar e muitos outros, além da “casa de Béia” ter voltado a ser usada como ponto de encontro do CALABAR, Certamente, foi a campanha mais acirrada que Taquaritinga presenciou, embora não tenha havido a “guerra das pedras” da eleição passada, mas o próprio resultado já diz tudo: EVILÁSIO ganhou a eleição por 181 votos, causando surpresa ao “TAMPA” e sua terceira derrota consecutiva pois, imagina-se, tenha sido a sua última tentativa. O dia da eleição é um capítulo a parte. Desde cedo, centenas de correligionários do prefeito estavam de azul pelas ruas de todos os locais de votação, causando a impressão que a eleição estava decidida. Ao me dirigir para o meu local de votação, presenciei este fato e também tive essa impressão, embora algo me dizia que o resultado seria outro. Vamos tirar o chapéu e mais uma vez fazer justiça ao Distrito de Pão de Açúcar: ao colocar uma frente de mais de 1000 votos, garantia, pela terceira vez, a eleição de uma chapa CALABAR e que agora contava com o vice LERO, fundamental para que isto acontecesse. Os vereadores eleitos foram Leo, Rogéria, Batata, Beta e Ronaldo Veiga pela chapa Calabar e Jarbas, Demir, Mir Custódio e Felipe pela chapa Boca-Preta. O detalhe desta eleição dos vereadores é que Demar foi o terceiro mais votado e não se elegeu por um erro de estratégia do seu grupo, que preferiu fazer duas chapas em vez de um chapão. Essa eleição certamente foi a última onde os grupos estavam mais ou menos com seus integrantes identificados, sabia-se quem era calabar e quem boca-preta em sua quase totalidade, pois o que se viu em 2012 foi um verdadeiro samba do crioulo doido, onde antigos adversários se deram as mãos e antigos aliados se tornaram ferrenhos opositores. Mas isso é pra última parte de nossa história. Um abraço e nos encontramos na saideira na próxima terça feira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Identificado o Corpo encontrado Carbonizado em Veículo na Zona Rural de Taquaritinga do Norte

De acordo com informações o corpo corbonizado encontrado no veículo Ford Ka ontem na Zona Rural de Taquaritinga do Norte  era do Jovem  Wil...